Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

forca

forcaforca | n. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de forcarforcar
2ª pess. sing. imp. de forcarforcar
Será que queria dizer força?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

for·ca |ô|for·ca |ô|


(latim furca, -ae, forcado de dois dentes, pau bifurcado, forca, escora, desfiladeiro)
nome feminino

1. Instrumento de suplício por estrangulação. = PATÍBULO

2. Morte causada por esse instrumento. = ENFORCAMENTO

3. Corda usada por quem se enforca.

4. [Agricultura]   [Agricultura]  Utensílio agrícola composto por um longo cabo de madeira com dentes de ferro compridos, finos e bem separados, na extremidade.Ver imagem = FORCADO, FORQUILHA

5. O mesmo que desfiladeiro.

6. [Figurado]   [Figurado]  Situação crítica.

7. [Figurado]   [Figurado]  Ardil, cilada, laço.

8. [Jogos]   [Jogos]  No jogo do botão, distância entre a ponta do dedo polegar e a do indicador quando afastados. = FURCA, FURCO

9. [Jogos]   [Jogos]  Jogo que consiste na tentativa de adivinhar uma palavra e em que cada letra erradamente sugerida corresponde ao desenho de uma parte do corpo de um enforcado, começando pela cabeça. = ENFORCADO


forcas caudinas
Humilhação, vexame (ex.: passar pelas forcas caudinas).

Confrontar: força.

for·car for·car

- ConjugarConjugar

(forca + -ar)
verbo transitivo

Revolver ou levantar (palha, feno) com o forcado.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "forca" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Tudo isto viria, porém, a perder força ao longo dos anos e até hoje as

Em www.ultraperiferias.pt

público federal Rodrigo Esteves e o auditor-fiscal Antônio Parron, integrantes da força -tarefa que resgatou o trabalhador, além das representantes legais da fazenda..

Em Caderno B

...Cáceres e Evandro Loureiro foram presos na madrugada deste sábado, 23, em Itacurubi, pela Força Tática da Brigada Militar de Santiago, pelos crimes de Tráfico de Drogas e Associação...

Em www.rafaelnemitz.com

...o primeiro aviso, mas o remate do médio internacional canadiano não saiu com a força desejada..

Em HELDER BARROS

Na noite de quinta-feira (21), quando em policiamento ostensivo, uma guarnição da Força Tática de Santiago estava em deslocamento pela Rua Tito Beccon, bairro Vila Nova, quando...

Em www.rafaelnemitz.com
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se é correto pronunciar o -x- da palavra sexta-feira, ou será se[s]ta-feira?
A palavra sexta-feira tem pronúncias diferentes no português europeu e no português do Brasil. Assim, no português europeu, o -x- de sexta é geralmente pronunciado como o -ch- de chá); no português do Brasil, a pronúncia mais usual desse -x- é como o s- de saco.



Qual das frases está correcta? Situação A: 1) Devo-lhes dizer que a comida está saborosa. 2) Devo dizer-lhes que a comida está saborosa. Situação B: 1) Está-se a pensar naquilo (de) que mais gostaram de fazer. 2) Está a pensar-se naquilo (de) que mais gostaram de fazer. Coloca-se (de) ou não na frase? Diz-se Está-se a pensar... ou Está a pensar-se...
A dúvida menciona dois tópicos diferentes.
O primeiro relaciona-se com a colocação dos clíticos, pronomes pessoais de uma só sílaba (como o, a, me, nos, lhe, se, etc.), que não têm acentuação própria e por isso dependem do acento da palavra que está imediatamente antes ou depois (normalmente um verbo). Sobre esta questão aconselhamos a leitura da dúvida posição dos clíticos, para uma introdução mais geral ao tema tratado. Para uma resposta mais específica à dúvida, aconselhamos a leitura de outras dúvidas já respondidas sobre o mesmo assunto: sobre a situação A, pode ser consultada a dúvida posição dos clíticos com o verbo dever como auxiliar e respectiva remissão para posição dos clíticos em locuções verbais, a qual poderá também ser consultada para a dúvida relativa à situação B.

O segundo tópico abrange a estrutura argumental do verbo gostar. Este verbo constrói-se habitualmente com a preposição de (ex.: Gosta de chocolate; Gostaram de ir ao cinema), mas é muito usual esta preposição ser elidida quando o complemento do verbo é uma oração introduzida por uma conjunção completiva (ex.: Ele não gosta [de] que façam barulho; O carro [de] que gostamos é muito caro). Este fenómeno, comum a outros verbos (ex.: Convenceu a mãe [de] que precisava de dinheiro), não é de aceitação generalizada, pelo que, em registos formais ou cuidados, deverá ser evitado (ex. Ele não gosta de que façam barulho; O carro de que gostamos é muito caro).

pub

Palavra do dia

ha·ma·drí·a·de ha·ma·drí·a·de


(latim hamadryas, -adis, do grego hamadruás, -ádos, ninfa dos bosques)
nome feminino

1. [Mitologia]   [Mitologia]  Ninfa dos bosques que nascia e morria com uma árvore que lhe estava votada e na qual estava encerrada.

nome masculino

2. [Zoologia]   [Zoologia]  Espécie de babuíno (Papio hamadryas), cujo macho adulto tem cerca de 70 centímetros de comprimento (sem incluir a cauda), encontrado na região do Corno de África e na Península Arábica. = BABUÍNO-SAGRADO


SinónimoSinônimo Geral: HAMADRÍADA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/forca [consultado em 09-08-2022]