Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

divide ut regnes

divide ut regnesdivide ut regnes | loc.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

divide ut regnes


(locução latina que significa "divide para [poderes] reinar")
locução

Máxima política enunciada por Maquiavel e que se tornou a divisa de Luís XI e Catarina de Médicis.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "divide ut regnes" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

sobretaxa e aumentos da Função Pública. Podemos dizer “ dividir para reinar ”, “ divide et impera ” ou “ divide ut regnes ”, não importa o idioma, que não deixa de ser tolo dizer que se quer construir um país melhor e continuar a ter isto como lema.

Em O Guardião

. O conceito refere-se a uma estratégia que tenta romper as estruturas de poder existentes e não deixar que grupos menores se juntem. Dividir para conquistar foi utilizado pelo governante romano César ( divide et impera), Filpe 2 da Madedônia e por ninguém menos que Napoleão( divide ut regnes ). Aulo

Em Resistência Democrática

poderoso país será os EUA e os governantes em Washington. {n.t . – As máximas divide et impera e dividir regnes ut foram utilizadas pelo governante romano Júlio César , general e Ditador de Roma entre 49 a.C. a 44 a.C. quando foi assassinado. Em Política e Sociologia, dividir e governar é a regra derivada

Em dissovocesabia.blogs.sapo.pt

-lhe na jugular. - Oh Luís, que disposição! Tal como Napoleão te digo que: - divide ut regnes - e olha que não foi ele que inventou o dito e disse-o muito antes de bater com os costados em Santa Helena. - Deixa lá essa cantilena, Daniel, e faz-te à vida que as pessoas estão ávidas de notícias que lhes

Em A barbearia do senhor Luís
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


No vosso sítio da Internet, no dicionário on-line aparece o "S.M." em todas as pesquisas. Mas que quer dizer o S.M.? Segundo o vosso dicionário é uma abreviatura! Mas que quê? De “Sua Majestade” não me parece!
A abreviatura s. m. é redução de substantivo masculino e corresponde à classificação morfológica da palavra pesquisada (a par de muitas como s. f., substantivo feminino, ou adj., adjectivo, por exemplo).

Quando o utilizador faz uma pesquisa (por exemplo, https://dicionario.priberam.org/endémico), surge como resultado um conjunto de palavras, a respectiva classificação abreviada e o início da definição. Quando o utilizador consulta o significado de uma palavra (por exemplo, https://dicionario.priberam.org/endémico), se passar com o cursor do rato por cima de qualquer a abreviatura, aparece a sua extensão, para facilitar a consulta.

Poderá ainda consultar as abreviaturas utilizadas no dicionário na secção Abreviaturas, a que pode aceder clicando no quarto separador na barra cinzenta clara ao alto da página (a seguir a Página Principal | Sobre o dicionário | Como consultar).




Gostaria de ser esclarecido, ou ver discutida a questão, quanto à forma correcta de escrever a palavra portuguesa que se refere aos órgãos de comunicação social como sector, ou seja, media. Ou será média? Ex: Educação para os Média ou Educação para os Media? Ou Os media portugueses ou Os média portugueses?
A questão colocada diz respeito à problemática do aportuguesamento de palavras estrangeiras, neste caso do inglês media, para designar os meios de comunicação social de massas, cujo alcance pode verificar-se na maneira como as obras lexicográficas para o português europeu tratam o assunto.

O Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, regista as formas media e média como substantivo masculino plural. O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (2001) registou o substantivo masculino plural media, não aportuguesando a ortografia, mas com a pronúncia aportuguesada em ['m3], como a vogal de pé, diferente da pronúncia ['mi], do inglês e do substantivo feminino mídia, consagrada nas obras lexicográficas para o português do Brasil. O Dicionário Houaiss, na sua edição portuguesa (2002), remete a forma media para média, como substantivo masculino de dois números (ex.: o semanário é um média de referência; os média trataram o assunto de forma heterogénea), observando que "apesar de o plural regular ser médias, em Portugal está consagrado o uso do plural latino na forma média (s.m.pl.)". O Grande Dicionário Língua Portuguesa (2004) admite apenas o substantivo média como plural, não registando sequer a forma media. O Dicionário Verbo Língua Portuguesa (Lisboa: Verbo, 2006) regista apenas media, à semelhança do Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, como de resto acontece em grande número de opções do dicionário.

O panorama acima parece indicar que há uma tendência para a estabilização da forma média como substantivo masculino plural, mas a pesquisa em corpora e motores de busca da internet indica que a ocorrência da forma media continua a ser muito superior à de média, no mesmo contexto. Não havendo consenso no registo lexicográfico, a decisão de utilização de uma ou outra forma caberá sempre ao utilizador da língua, devendo este manter a opção que tomar, pelo menos dentro do mesmo texto ou documento, por uma questão de coerência ortográfica. No caso de optar pela forma media, deverá utilizar o itálico ou as aspas como forma de assinalar que se trata de um estrangeirismo, o que neste caso é especialmente importante, uma vez que a forma media é ambígua com formas do imperfeito do verbo medir (eu/ele media). Como argumento adicional para a coerência ortográfica na escolha da forma a adoptar poderá estar também o facto de a palavra multimédia, cuja origem etimológica é análoga à de media > média, estar registada com esta forma em todos os dicionários acima referidos, sem que nenhum deles registe a forma inglesa multimedia.

pub

Palavra do dia

ber·bi·ca·cho ber·bi·ca·cho


(origem duvidosa)
nome masculino

[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Coisa ou situação complexa, difícil (ex.: mas que grande berbicacho; ainda há uns berbicachos para resolver). = BARBICACHO, EMPECILHO, PROBLEMA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/divide%20ut%20regnes [consultado em 04-12-2021]