Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

descrentemente

descrentementedescrentemente | adv.
derivação de descrentedescrente
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

des·cren·te·men·te des·cren·te·men·te


(descrente + -mente)
advérbio

De modo descrente.


des·cren·te des·cren·te


adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Que não crê.CRENTE

nome de dois géneros

2. Pessoa que perdeu a crença, a fé.

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

constantemente derramo e as palavras subitamente e descrentemente agora abandonadas deixariam de ter qualquer sentido, também por aqui..

Em Paredes brancas

...a olhar a longa estrada por onde nunca chegarás, mas de onde ansiosa e descrentemente te aguardo, vislumbrando-te, nos meus dias

Em palavreando.blogs.sapo.pt

...a olhar a longa estrada por onde nunca chegarás, mas de onde ansiosa e descrentemente te aguardo, vislumbrando-te, nos meus dias

Em desexistir.blogs.sapo.pt

...a olhar a longa estrada por onde nunca chegarás, mas de onde ansiosa e descrentemente te aguardo, vislumbrando-te, nos meus dias

Em palavreando.blogs.sapo.pt

Às vezes um bocadinho descrentemente ..

Em lerdoler.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual o plural do nome Saúl.
A palavra Saul (segundo a base XIV do Acordo Ortográfico em vigor para o português europeu, a palavra não deverá ter acento gráfico, sendo incorrecta a forma Saúl) deverá fazer o plural Sauis.



Diz-se "vendem-se casas" ou "vende-se casas"?
Do ponto de vista exclusivamente linguístico, nenhuma das duas expressões pode ser considerada incorrecta.

Na frase Vendem-se casas, o sujeito é casas e o verbo, seguido de um pronome se apassivante, concorda com o sujeito. Esta frase é equivalente a casas são vendidas.

Na frase Vende-se casas, o sujeito indeterminado está representado pelo pronome pessoal se, com o qual o verbo concorda. Esta frase é equivalente a alguém vende casas.

Esta segunda estrutura está correcta e é equivalente a outras estruturas muito frequentes na língua com um sujeito indeterminado (ex.: não se come mal naquele restaurante; trabalhou-se pouco esta semana), apesar de ser desaconselhada por alguns gramáticos, sem contudo haver argumentos sólidos para tal condenação. Veja-se, por exemplo, a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA [Edições Sá da Costa, 1984, 14ª ed., pp. 308-309], onde se pode ler “Em frases do tipo: Vendem-se casas. Compram-se móveis. considera-se casas e móveis os sujeitos das formas verbais vendem e compram, razão por que na linguagem cuidada se evita deixar o verbo no singular”.

pub

Palavra do dia

con·dal con·dal


(conde + -al)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Relativo a conde (ex.: coroa condal; dignidade condal; terras condais).

2. Relativo a condado (ex.: delegado condal; governo condal).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/descrentemente [consultado em 05-12-2021]