Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

coarctada

coarctadacoartadacoarctada | n. f.
fem. sing. part. pass. de coarctarcoartarcoarctar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

co·arc·ta·da |àrt|co·ar·ta·da |àrt|co·arc·ta·da |àrct|


(feminino de coarctado)
nome feminino

1. Coarctação.

2. Resposta categórica, réplica convincente.

3. [Jurídico, Jurisprudência]   [Jurídico, Jurisprudência]  Alegação de álibi.




• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: coartada.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: coarctada.


• Grafia no Brasil: coarctada.

• Grafia em Portugal: coartada.

co·arc·tar |àrt|co·ar·tar |àrt|co·arc·tar |àrct|

- ConjugarConjugar

(latim coarcto, -are ou coarto, -are, apertar, comprimir, estreitar, abreviar, forçar, obrigar)
verbo transitivo

Reduzir a limites mais estreitos (ex.: tentaram coarctar a nossa liberdade de expressão). = DIMINUIR, LIMITAR, REDUZIR, RESTRINGIR


Confrontar: quartar.

• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: coartar.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: coarctar.


• Grafia no Brasil: coarctar.

• Grafia em Portugal: coartar.

co·arc·ta·do |àrt|co·ar·ta·do |àrt|co·arc·ta·do |àrct|


(particípio de coarctar)
adjectivo
adjetivo

1. Que se coarctou ou que não pode ultrapassar determinados limites (ex.: direitos coarctados; liberdade coarctada). = CIRCUNSCRITO, COARCTO, RESTRINGIDO

adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

2. Que ou quem sofreu restrição ou coarctação (ex.: pessoa coarctada; os coarctados foram alvo de violência física).




• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: coartado.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: coarctado.


• Grafia no Brasil: coarctado.

• Grafia em Portugal: coartado.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "coarctada" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Por ser militante do Partido Comunista desde a década de 30, foi-lhe coarctada a possibilidade de seguir uma carreira académica (incluindo a realização de

Em De Rerum Natura

...discussão com uma pessoa amiga que se insurgia por ter a sua liberdade individual coarctada ..

Em sorumb

...contas e, por isso mesmo, quem tem um padrinho fica com a sua liberdade coarctada ..

Em portugal contempor

– seja coarctada a instauração de procedimento investigativo, uma vez inexistentes base empírica idônea para tanto e...

Em Resistência Democrática

...o interesse patrimonial e o conhecimento da história do palácio”, para que não fique coarctada e comprometidas as

Em Castelo Branco - O ALBICASTRENSE
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Como se pode classificar gramaticalmente a frase assentar como uma luva?
A expressão idiomática assentar como uma luva pode ser classificada como uma locução verbal, pois sintacticamente o seu comportamento é equivalente ao de um verbo.



Agradecia que me dessem a vossa opinião quanto à classificação sintáctica da oração e não sei quem é que se encontra nos seguintes versos pessoanos: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe".
De acordo com o espólio do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, disponibilizado on-line pela Biblioteca Nacional, o verso do poema "É noite" é ligeiramente diferente: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, // Atrai-me só por essa luz visitada de longe". Na expressão e que não sei quem é estão contidas duas orações: a primeira é uma oração subordinante (e que não sei) cujo verbo (saber) necessita de um complemento directo obrigatório que corresponde à segunda oração (quem é), que pode ser classificada como subordinada substantiva completiva.

A frase é complexa e a oração subordinante (e que não sei) deste pequeno excerto da frase, no âmbito dos versos transcritos (É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe), é também uma oração subordinada relativa restritiva coordenada a outra da mesma natureza.

Para clarificar a divisão de orações, procedemos em seguida à classificação de todas as orações contidas nos dois versos de Alberto Caeiro e respectivas funções sintácticas (é de sublinhar que uma oração subordinada pode conter várias orações e dentro dela pode haver uma oração subordinante em relação às que dela dependem):
1. [É curioso] oração subordinante.
2. [que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinada completiva com função de sujeito (este sujeito frásico não é muito evidente, mas pode ser testado com a concordância verbal; ex.: isso é curioso; essas coisas são curiosas).

2.1 [que toda a vida do indivíduo atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinante (relativamente às orações que dela dependem).
2.1.1 [que ali mora] oração subordinada relativa restritiva (isto é, fornece informação que restringe o antecedente indivíduo).
2.1.2 [e que não sei quem é] oração subordinada relativa explicativa (isto é, fornece informação adicional sobre o antecedente indivíduo) coordenada à oração relativa restritiva.
2.1.2.1 [e que não sei] oração subordinante (relativamente à oração que dela depende).
2.1.2.2 [quem é] oração subordinada completiva com função de complemento directo.

pub

Palavra do dia

neu·ro·ti·cis·mo neu·ro·ti·cis·mo


(neurótico + -ismo)
nome masculino

[Psicologia]   [Psicologia]  Tendência para comportamentos neuróticos (ex.: escala de neuroticismo).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/coarctada [consultado em 18-10-2021]