Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
cidadecidade | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ci·da·de ci·da·de
(latim civitas, -atis, condição de cidadão, direito de cidadão, conjunto de cidadãos, cidade, estado, pátria)
substantivo feminino

1. Povoação que corresponde a uma categoria administrativa (em Portugal, superior a vila), geralmente caracterizada por um número elevado de habitantes, por elevada densidade populacional e por determinadas infra-estruturas, cuja maioria da população trabalha na indústria ou nos serviços. = URBE

2. [Por extensão]   [Por extensão]  Conjunto dos habitantes dessa povoação.

3. Parte dessa povoação, com alguma característica específica ou com um conjunto de edifícios e equipamentos destinados a determinada actividade (ex.: cidade alta; cidade universitária).

4. Vida urbana, por oposição à vida no campo (ex.: ele nunca gostou da cidade).

5. [História]   [História]  Território independente cujo governo era exercido por cidadãos livres, na Antiguidade grega. = CIDADE-ESTADO, PÓLIS

6. [Brasil]   [Brasil]   [Administração]   [Administração]  Sede de município brasileiro, independentemente do número de habitantes.

7. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]   [Entomologia]   [Entomologia]  Vasto formigueiro de saúvas dividido em compartimentos a que chamam panelas.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "cidade" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


De acordo com as regras de colocação pronominal, usa-se próclise após advérbios e ênclise após gerúndios, sem o EM. Sendo assim, como ficaria a frase: quase o arrastando ou quase arrastando-o?
No português de Portugal, se não houver algo que atraia o clítico para outra posição, a posição padrão é a ênclise, isto é, a colocação do clítico depois do verbo (ex.: Ele arrastou-o).

Para o português do Brasil, a posição padrão é a próclise, isto é, a colocação do clítico antes do verbo (ex.: Ele o arrastou).

Tanto na norma de Portugal, como na norma do Brasil, a maioria dos advérbios e das preposições têm a propriedade de atrair o clítico, motivo pelo qual, com a utilização do gerúndio antecedido da preposição em ou do advérbio quase, o clítico é habitualmente colocado antes da forma verbal (ex.: em o arrastando; quase o arrastando).




Gostaria de saber o correto uso das expressões retro e supra. Elas podem ser usadas com a mesma finalidade? Poderiam citar exemplos?
Enquanto palavra plena, retro pode ser usada como substantivo masculino, designando a parte de trás de uma folha de papel (ex.: a mensagem estava escrita no retro da primeira folha), como advérbio, sendo sinónimo de atrás (ex.: a cadeira estava retro à mesa), e como interjeição, exprimindo ordem de afastamento (ex.: Retro, Satanás!). O prefixo retro- indica movimento para trás e, segundo o Acordo Ortográfico de 1945, não se escreve com hífen (ex.: retroacção, retrodatar), havendo apenas duplicação de r e de s quando o elemento que se lhe segue começa por essas letras (ex.: retrorreflector, retrosseguir). Segundo o Acordo Ortográfico de 1990, o prefixo retro- só deverá ser escrito com hífen se o elemento seguinte começar por o, a mesma vogal em que termina o prefixo.

Quanto a supra, enquanto palavra plena, é advérbio sinónimo de acima (ex.: foram convocados os indivíduos referidos supra). O prefixo supra- indica (i) posição superior, (ii) superioridade, (iii) excesso e (iv) intensidade. Segundo o Acordo Ortográfico de 1945, o prefixo supra- é seguido de hífen apenas quando o elemento que se lhe segue começa por vogal (ex.: supra-axilar, supra-excitar), h (ex.: supra-hepático), r (ex.: supra-renal) ou s (ex.: supra-sensível). Segundo o Acordo Ortográfico de 1990, o prefixo supra- deve aglutinar-se sempre com o elemento seguinte (ex.: supraexcitar, supranumerário), excepto se este começar por a ou h (ex.: supra-axilar, supra-hepático), obrigando à duplicação do r e do s quando se segue de palavras começadas por essas letras (ex.: suprarrenal, suprassensível).

De acordo com o uso acima explicitado de cada uma das formas, retro, supra, retro- e supra- não podem ser utilizados com a mesma finalidade.

pub

Palavra do dia

su·bóp·ti·mo |ót| su·bó·ti·mo su·bó·ti·mo
(latim optimus, -a, -um, superlativo de bonus, -a, -um, bom)
adjectivo
adjetivo

Que não atinge a mais alta qualidade; que corresponde a um padrão abaixo de óptimo (ex.: o desempenho ainda está num nível subóptimo).


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: subótimo.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: subóptimo.


• Grafia no Brasil: subótimo.

• Grafia em Portugal: subóptimo.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/cidade [consultado em 27-06-2019]