Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
ciênciaciência | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ci·ên·ci·a ci·ên·ci·a
(latim scientia, -ae, conhecimento, saber, ciência)
substantivo feminino

1. Conjunto de conhecimentos fundados sobre princípios certos.

2. [Figurado]   [Figurado]  Saber, instrução, conhecimentos vastos.


ciência do ser
Ontologia.

ciência infusa
Conhecimentos adquiridos naturalmente, sem estudo, nem ensinamento.

ciência política
Parte das ciências sociais que se dedica ao estudo da teoria e da prática políticas. = POLITICOLOGIA, POLITOLOGIA

ciência social
Ciência da organização e do desenvolvimento da sociedade.

ciências naturais
As que fazem parte do estudo da história natural.

ciências ocultas
Aquelas que, como o espiritismo, a magia, a alquimia, a quiromancia, são desconhecidas ao vulgo, e parecem exercer-se por poder oculto.

de ciência certa
Por ter a certeza; fundado em informações fidedignas.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "ciência" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Deve dizer-se: recepção dos convidados ou recepção aos convidados?
O substantivo recepção é geralmente seguido das preposições a ou de (ou das suas contracções), como indica o Dicionário de Regimes de Substantivos e Adjectivos (25.ª ed., São Paulo: Globo, 2000), de Francisco Fernandes, e como atestam pesquisas efectuadas em corpora e em motores de busca da Internet, pelo que ambas as expressões recepção dos convidados e recepção aos convidados estão correctas.



Diz-se "vendem-se casas" ou "vende-se casas"?
Do ponto de vista exclusivamente linguístico, nenhuma das duas expressões pode ser considerada incorrecta.

Na frase Vendem-se casas, o sujeito é casas e o verbo, seguido de um pronome se apassivante, concorda com o sujeito. Esta frase é equivalente a casas são vendidas.

Na frase Vende-se casas, o sujeito indeterminado está representado pelo pronome pessoal se, com o qual o verbo concorda. Esta frase é equivalente a alguém vende casas.

Esta segunda estrutura está correcta e é equivalente a outras estruturas muito frequentes na língua com um sujeito indeterminado (ex.: não se come mal naquele restaurante; trabalhou-se pouco esta semana), apesar de ser desaconselhada por alguns gramáticos, sem contudo haver argumentos sólidos para tal condenação. Veja-se, por exemplo, a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA [Edições Sá da Costa, 1984, 14ª ed., pp. 308-309], onde se pode ler “Em frases do tipo: Vendem-se casas. Compram-se móveis. considera-se casas e móveis os sujeitos das formas verbais vendem e compram, razão por que na linguagem cuidada se evita deixar o verbo no singular”.

pub

Palavra do dia

tre·bo·la |ô| tre·bo·la |ô|
(origem obscura)
substantivo feminino

[Portugal: Açores]   [Portugal: Açores]   [Zoologia]   [Zoologia]  Mamífero cetáceo (Physeter macrocephalus) dentado, de comprimento até 20 metros, encontrado em mares temperados e tropicais. = CACHALOTE

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/ci%C3%AAncia [consultado em 22-05-2019]