Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
eméritoemérito | adj.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

e·mé·ri·to e·mé·ri·to
(latim emeritus, -a, -um)
adjectivo
adjetivo

1. Que se reformou ou aposentou, mantendo ainda algumas funções e regalias inerentes ao cargo (ex.: bispo emérito). = HONORÁRIO, JUBILADO

2. Que é muito versado em determinada ciência, arte ou profissão (ex.: emérito violinista). = DISTINTO, EMINENTE, ILUSTRE, INSIGNE

3. Diz-se do detentor de título universitário que se distinguiu pelos serviços prestados em determinada área do conhecimento (ex.: professora emérita da Universidade de Princeton).

Confrontar: imérito.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "emérito" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Escreve-se irei referir ou referirei ? Qual das formas é a mais correcta?
As duas expressões são correctas e equivalentes. A primeira (irei referir) corresponde a uma forma perifrástica, formada pelo futuro do verbo ir, aqui utilizado como auxiliar, seguido do verbo principal referir no infinitivo; paralelamente, é ainda usado no mesmo contexto a perifrástica com o verbo auxiliar ir no presente do indicativo, seguido de infinitivo (ex.: vou referir). A segunda expressão corresponde à forma do futuro simples do indicativo (referirei). A escolha entre estas duas maneiras de exprimir o tempo futuro depende do falante, mas o uso da perifrástica é usualmente preferido no discurso oral, enquanto o uso do futuro simples ocorre essencialmente no discurso escrito.



Executa-se trabalhos de carpintaria e Executam-se trabalhos de carpintaria. Ambas as Frases estão gramaticalmente correctas? Na afirmativa, qual a preferível?
Do ponto de vista exclusivamente linguístico, as duas frases estão correctas, importando no entanto analisar ambas as estruturas para as compreender.

Assim, na estrutura da primeira frase (Executa-se trabalhos de carpintaria), estamos perante um pronome pessoal clítico -se, com função de sujeito impessoal que acompanha um verbo no singular, sendo semanticamente equivalente a “alguém executa trabalhos de carpintaria”. Na estrutura da segunda frase (Executam-se trabalhos de carpintaria), estamos perante um pronome pessoal clítico -se apassivante que surge com um verbo no plural a concordar com o sujeito que é trabalhos de carpintaria, sendo semanticamente equivalente a “trabalhos de carpintaria são executados”.

Do ponto de vista do uso da língua, a estrutura da primeira frase (Executa-se trabalhos de carpintaria) é por vezes desaconselhada por alguns gramáticos. Na Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA (Edições Sá da Costa, 1984, 14ª ed., pp. 308-309), há mesmo uma indicação de que “Em frases do tipo: Vendem-se casas. Compram-se móveis. considera-se casas e móveis os sujeitos das formas verbais vendem e compram, razão por que na linguagem cuidada se evita deixar o verbo no singular.”

pub

Palavra do dia

pau·pé·ri·e pau·pé·ri·e
(latim pauperies, -ei)
substantivo feminino

Grande pobreza. = MISÉRIA, PAUPERISMO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/em%C3%A9rito [consultado em 17-10-2018]