PT
BR
Pesquisar
Definições



calo

A forma calopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de calarcalar] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
calo1calo1
( ca·lo

ca·lo

)


nome masculino

1. Endurecimento córneo da pele, geralmente causado por compressão ou atrito regulares (ex.: já tem um calo no dedo de tanto escrever; remoção de calos). = CALOSIDADE

2. [Medicina] [Medicina] Endurecimento nos ossos fracturados (ex.: calo ósseo).

3. [Botânica] [Botânica] Endurecimento formado à volta de cortes ou enxertos feitos em algumas plantas (ex.: calos embriogénicos; crescimento de calos de videira).

4. [Zoologia] [Zoologia] Saliência mais ou menos arredondada do corpo de alguns insectos.

5. [Pouco usado] [Pouco usado] Extremidade dos ramos da ferradura.

6. [Figurado] [Figurado] Endurecimento emocional ou indiferença, geralmente resultantes da exposição habitual a situações problemáticas ou dolorosas (ex.: a gente foi ganhando calo mental para lidar com situações desagradáveis deste tipo). = DUREZA, FRIEZA, INSENSIBILIDADE

7. [Figurado] [Figurado] Conhecimento ou destreza decorrentes da prática ou da experiência (ex.: ainda lhes falta muito calo para chegarem ao topo).


apertar os calos

[Informal] [Informal] Fazer uma advertência ou uma crítica, geralmente em tom firme (ex.: a oposição apertou os calos ao executivo).

pisar os calos

[Informal] [Informal] Irritar ou ofender (ex.: sentiu que já lhe estavam a pisar os calos e respondeu na mesma moeda).

etimologiaOrigem etimológica:latim callum, -i.
Confrontar: caló.
calo2calo2
( ca·lo

ca·lo

)


nome masculino

[Brasil: Pernambuco, Informal] [Brasil: Pernambuco, Informal] Dívida que não se pagou ou não se tenciona pagar (ex.: pregar um calo). = CALOTE

etimologiaOrigem etimológica:derivação regressiva de calote.
Confrontar: caló.
calarcalar
( ca·lar

ca·lar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo e pronominal

1. Não falar.

2. Não produzir som ou ruído.

3. Penetrar.


verbo transitivo

4. Não dizer.

5. Impor silêncio a.

6. Reprimir, conter.

7. Encetar, geralmente para provar.

8. Meter no fundo.

9. Colocar em lugar próprio.

10. [Regionalismo] [Regionalismo] Cortar as medranças dos melões e melancias para que bracejem para os lados.

11. Fazer abertura ou corte em certos frutos, geralmente para provar ou ver se estão maduros (ex.: calar a melancia).

12. Abrir entalhe ou cala. = FENDER, RASGAR

13. [Pesca] [Pesca] Lançar à água uma rede de galeão.

14. Fazer descer (ex.: o cavaleiro calou a viseira). = ABAIXAR


verbo intransitivo

15. [Náutica] [Náutica] Ter determinado calado; ocupar determinado espaço abaixo da linha de flutuação (ex.: o caiaque cala muito pouco).


verbo pronominal

16. Deixar de falar.

17. Deixar de fazer ruído.

18. Morrer.

19. Ficar na sua.

etimologiaOrigem etimológica:latim vulgar *callare.

Auxiliares de tradução

Traduzir "calo" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Gostava de saber o grau superlativo absoluto sintético das seguintes palavras: velho, esperto, forte e mau.
Os adjectivos velho, esperto, forte e mau flexionam no grau superlativo absoluto sintético como velhíssimo, espertíssimo, fortíssimo e malíssimo/péssimo, respectivamente.



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).