PT
BR
Pesquisar
Definições



cabeceai

A forma cabeceaié [segunda pessoa plural do imperativo de cabecearcabecear].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
cabecearcabecear
( ca·be·ce·ar

ca·be·ce·ar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Mover alternadamente a cabeça deixando-a pender e erguendo-a, geralmente como sinal de sonolência (ex.: o guarda cabeceava abraçado à carabina). = ESCABECEAR, ESCADELECER, TOSCANEJAR, TOSQUENEJAR

2. Mexer a cabeça.

3. Mudar de direcção. = DESVIAR-SE, ESCABECEAR


verbo transitivo e intransitivo

4. Acertar com a cabeça.

5. [Desporto] [Esporte] Lançar a bola com a cabeça (ex.: cabecear a bola; o jogador cabeceou e marcou).


verbo transitivo

6. [Encadernação] [Encadernação] Preparar ou aplicar o cabeceado ou a cabeçada de um livro. = SOBRECABECEAR

etimologiaOrigem etimológica:cabeça + -ear.

Auxiliares de tradução

Traduzir "cabeceai" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Qual a frase correcta: Para puderem educar os seus descendentes, os pais deviam conduzir-se bem? ou Para poderem educar os seus descendentes, os pais deviam conduzir-se bem?
As formas poderem e puderem são duas formas verbais parónimas com alternância vocálica que correspondem a dois tempos verbais diferentes. Poderem (lê-se /pudêrem/) é a forma da terceira pessoa do plural do infinitivo pessoal do verbo poder; este tempo verbal utiliza-se para exprimir uma acção ou processo, mas sem expressar o tempo ou o momento específico (ex.: O facto de poderem optar dá-lhes grande liberdade. Enviou uma fotografia para os avós poderem ver a neta). Puderem (lê-se /pudérem/) é a forma da terceira pessoa do plural do futuro do conjuntivo do verbo poder; este tempo verbal utiliza-se para apresentar uma acção futura como possível ou hipotética, geralmente em orações subordinadas (ex.: Eles irão ao cinema se puderem). Tendo em conta o exposto, a frase correcta é Para poderem educar os seus descendentes, os pais deviam conduzir-se bem.
O corrector sintáctico do FLiP alerta, entre outras coisas, para estas relações de paronímia.




Gostaria de saber qual a forma correcta: 1) deve realçar-se que o tema... ou 2) deve-se realçar que o tema...
Para resposta à dúvida colocada, por favor consulte outra dúvida respondida sobre o mesmo assunto em posição dos clíticos em locuções verbais. Nos exemplos referidos, o verbo dever forma com o verbo realçar uma locução verbal e tem um comportamento que se aproxima do de um verbo auxiliar. Por este motivo, o clítico se poderá ser colocado depois do verbo principal (ex.: deve realçar-se), do qual depende semanticamente, ou a seguir ao verbo auxiliar (ex.: deve-se realçar). É de realçar que a posição mais consensual (e aconselhada por vários gramáticos) é a primeira, isto é, depois do verbo principal.