Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

Pesquisa por "mícron" nas definições

micronizar | v. tr.
    Tornar muito pequeno (ex.: micronizar partículas)....

ameba | n. f.
    Animal celular das águas salgadas, das águas doces e da terra húmida, que se desloca por pseudópodes. (Uma espécie é parasita do intestino do homem.) [Tamanho compreendido entre 30 e 500 mícrones; ramo dos rizópodes.]...

micra | n. f.
    Unidade de medida de comprimento que corresponde à milésima parte do milímetro (símbolo: μm)....

micrómetro | n. m.
    Instrumento para medir objectos microscópicos....

mícron | n. m.
    Unidade de medida de comprimento que corresponde à milésima parte do milímetro (símbolo: μm)....

micro | n. m.
    Unidade de medida de comprimento que corresponde à milésima parte do milímetro (símbolo: μm)....

Dúvidas linguísticas


Há uma colega minha que tem uma dúvida: existe ostracisei, e está bem escrito? E o que quer dizer ao certo?
O verbo ostracizar encontra-se registado no Grande Dicionário Língua Portuguesa da Porto Editora e significa “submeter ou submeter-se ao ostracismo” (ex.: os colegas ostracizaram o rapaz; para aliviar a ansiedade constante, ostracizava-se e procurava a solidão). É de referir que este verbo se formou juntando o sufixo -izar, muito produtivo em português, ao substantivo ostracismo (com queda do sufixo -ismo: ostrac[ismo] + -izar = ostracizar), pelo que deverá ser grafado com -z- no sufixo e não com -s-. A forma correcta será então ostracizei.



Gostaria de saber se alguma das seguintes frases está incorrecta: 1. O carro podê-lo-ia ter atropelado; 2. O carro poderia tê-lo atropelado.
Por favor, consulte uma dúvida muito semelhante em mesóclise e verbos auxiliares. Especificamente sobre este exemplo, deve dizer-se que o pronome pessoal átono (ou clítico) o é normalmente colocado em posição enclítica (isto é, depois do verbo) relativamente ao verbo principal (ex.: poderia atropelá-lo), do qual depende semanticamente. No caso da frase em análise, trata-se de um tempo composto, construído com o verbo auxiliar ter e o particípio passado do verbo atropelar, pelo que o pronome é colocado em posição enclítica relativamente ao verbo auxiliar (ex.: poderia tê-lo atropelado).
Esta é a posição mais consensual e menos polémica, mas há verbos, como poder, cujo comportamento se aproxima do de um verbo auxiliar e esse comportamento torna aceitável a posição enclítica relativamente a este verbo. Se se tratar do modo condicional ou do futuro do indicativo, o pronome terá de ser mesoclítico, isto é, deverá ocorrer no meio da forma verbal (ex.: podê-lo-ia atropelar, podê-lo-á atropelar). Se houver outro verbo auxiliar na locução verbal, como na frase em apreço, a mesóclise no verbo poder é também possível, embora de aceitação menos generalizada (ex.: podê-lo-ia ter atropelado).

Adicionalmente, e porque os clíticos correspondem a uma questão complexa, poderá pesquisar, na caixa de pesquisa das dúvidas linguísticas, o tópico clíticos ou o tópico pronomes.

Palavra do dia

deu·te·ro·pa·ti·a deu·te·ro·pa·ti·a


(grego deúteros, -a, -on, segundo, a seguir + -patia)
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]  Doença secundária proveniente de outra anterior.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/m%C3%ADcron [consultado em 05-05-2021]