Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

-idade

-idade-idade | suf.
idadeidade | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

-idade -idade


(sufixo latino -itas, -itatis)
sufixo

Indica qualidade ou condição, geralmente para formar nomes abstractos (ex.: aromaticidade; irregularidade; normalidade).


i·da·de i·da·de


(origem duvidosa, talvez do latim aetas, -atis)
nome feminino

1. Tempo transcorrido desde o nascimento ou desde o princípio.

2. Cada uma das fases da vida caracterizada por uma gradação particular do vigor.

3. Duração de uma vida.

4. Período de tempo (vário, mas determinado).

5. Era, época, tempo.


idade crítica
Período da vida em que há modificações físicas e psíquicas que originam a menopausa na mulher e a andropausa no homem. = CLIMACTÉRIO, IDADE CRÍTICA

idade da razão
Aquela em que as faculdades intelectuais atingem todo o seu desenvolvimento.

Idade Média
[História]   [História]  Período que se estende desde a queda do Império Romano, no século V, até à queda de Constantinopla, no ano de 1453. = MEDIEVALIDADE, MEDIEVO

Idade Moderna
[História]   [História]  Período compreendido entre 1453 (ano da queda de Constantinopla e do Império Romano do Oriente, que marca o fim da Idade Média) e 1789 (ano da Revolução Francesa).

idade viril
Idade do homem adulto.

primeira idade
A infância.

quarta idade
Período que segue à terceira idade, sensivelmente a partir dos 80 anos, em que há geralmente diminuição das actividades e das capacidades funcionais.

terceira idade
Período que se segue à idade adulta madura, sensivelmente a partir dos 65 anos, em que geralmente cessam as actividades profissionais.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "-idade" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Se digo "o formando", quando designo um indivíduo que está em processo de formação, poderei dizer "o associando" para designar um indivíduo que está em processo de adesão a uma associação?
Apesar de não se encontrar registada em nenhum dicionário consultado, a palavra associando encontra-se bem formada, com a junção do sufixo -ando ao verbo associar. Este sufixo é produtivo em português na formação de substantivos que designam pessoas que estão em determinado processo (ex.: educando = pessoa no processo de se educar; formando = pessoa no processo de se formar), pelo que não se pode apontar nenhuma incorrecção à palavra associando para designar a pessoa no processo de se associar (ex.: o associando aguarda a conclusão do processo de candidatura).



A diferença entre "pôr" e "por" é o acento circunflexo, que indica palavras diferentes. Porque não acontece o mesmo com "acordo" (forma verbal e substantivo)?
Segundo o Acordo Ortográfico de 1945, nas bases XVIII e XXII, os acentos agudo ou circunflexo são usados como marca de distinção entre palavras apenas quando se trata de diferenciar palavras com sílaba tónica homógrafas de palavras sem acentuação própria, como é o caso de palavras gramaticais como as preposições, nas quais se insere "por" (ao contrário de "pôr", que é uma palavra monossilábica com acentuação própria).

O Acordo de 1990 mantém os acentos gráficos como sinais distintivos entre determinadas palavras homógrafas de palavras gramaticais, mas especifica, na base IX, ponto 9, que nas palavras paroxítonas (isto é, com acentuação na penúltima sílaba) se prescinde dos acentos agudo e circunflexo para fazer a distinção com palavras proclíticas (isto é, de palavras sem acentuação própria). Assim sendo, "pêlo" (substantivo) passa a ser escrito sem acento circunflexo, que antes era usado como meio de distinção da contracção "pelo", assim como "pólo" perde o acento agudo, sendo grafado da mesma maneira que a contracção "polo", muito pouco usada na actualidade.

Quanto à palavra "acordo", trata-se de uma forma gráfica comum para um substantivo e para uma forma verbal, ambos com sílaba tónica, pelo que, nestes casos, os acordos de 1945 e de 1990 não instituem um acento gráfico como sinal distintivo de categoria gramatical.

pub

Palavra do dia

a·za·bum·bar a·za·bum·bar

- ConjugarConjugar

(a- + zabumba + -ar)
verbo intransitivo

1. Tocar zabumba ou tambor. = ZABUMBAR

2. Perder a capacidade de falar ou de responder. = ATRAPALHAR-SE, EMBATOCAR, EMBATUCAR, PASMAR

verbo transitivo

3. Bater como em zabumba.

4. Causar perturbação dos sentidos. = ATORDOAR, ATURDIR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/-idade [consultado em 27-02-2021]