PT
BR
Pesquisar
Definições



órgão

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
órgãoórgão
( ór·gão

ór·gão

)
Imagem

MúsicaMúsica

Instrumento musical da família dos aerofones, cujo som é produzido pela passagem do ar num sistema de tubos, controlado através de uma consola com teclado e pedaleira.


nome masculino

1. [Biologia] [Biologia] Cada uma das partes que exerce uma função nos corpos organizados.

2. Cada parte que, num maquinismo, exerce função especial.

3. [Por extensão] [Por extensão] Instrumento, meio, agente.

4. Cada uma das entidades responsáveis por um serviço ou função, numa instituição (ex.: organograma dos órgãos da associação). = CORPO

5. Meio de expressão, de representação ou de divulgação de um grupo (ex.: órgão de comunicação).

6. Periódico ou jornal oficioso de um partido.

7. [Música] [Música] Instrumento musical da família dos aerofones, cujo som é produzido pela passagem do ar num sistema de tubos, controlado através de uma consola com teclado e pedaleira.Imagem

8. [Música] [Música] Instrumento musical com teclado e amplificadores, no qual os sons são produzidos por meios eléctricos ou electrónicos.

9. Sifão para transvasar vinhos.

10. Cilindro (no tear) em que se enrola o que se vai tecendo.


órgãos sociais

Conjunto de pessoas que formas os vários órgãos responsáveis pela administração de uma empresa ou de uma associação (ex.: os órgãos sociais da associação incluem a direcção, a assembleia geral e o conselho fiscal). = CORPOS SOCIAIS

vistoPlural: órgãos.
etimologiaOrigem etimológica:latim organum, -i.
iconPlural: órgãos.
Colectivo:Coletivo:Coletivo:aparelho, sistema.
Ver também resposta à dúvida: grafia e acentuação de órgão.

Auxiliares de tradução

Traduzir "órgão" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Qual a etimologia da palavra escolha? E da palavra subalternidade?
A palavra escolha deriva do verbo escolher, que, por sua vez, vem de uma forma latina hipotética *excolligere que significaria “recolher; obter”. A palavra subalternidade deriva de subalterno, por aposição de –idade, sufixo muito produtivo que exprime o conceito de “qualidade, característica”. Assim, subalternidade designa a condição, a qualidade de quem é subalterno.



Em palavras como emagrecer e engordar as terminações -er e -ar são sufixos ou desinências verbais de infinitivo? Se são o último caso, essas palavras não podem ser consideradas derivações parassintéticas...ou podem?
As terminações verbais -er e -ar são compostas pela junção de -e- (vogal temática da 2.ª conjugação) ou -a- (vogal temática da 1.ª conjugação), respectivamente, à desinência de infinitivo -r. Destas duas terminações, apenas -ar corresponde a um sufixo, pois no português actual usa-se -ar para formar novos verbos a partir de outras palavras, normalmente de adjectivos ou de substantivos, mas não se usa -er. Apesar de os sufixos de verbalização serem sobretudo da primeira conjugação (ex.: -ear em sortear, -ejar em relampaguejar, -izar em modernizar, -icar em adocicar, -entar em aviventar), há alguns sufixos verbais da segunda conjugação, como -ecer. Este sufixo não entra na formação do verbo emagrecer, mas entra na etimologia de outros verbos formados por sufixação (ex.: escurecer, favorecer, fortalecer, obscurecer, robustecer, vermelhecer) ou por prefixação e sufixação simultâneas (ex.: abastecer, abolorecer, amadurecer, empobrecer, engrandecer, esclarecer).

Dos verbos que menciona, apenas engordar pode ser claramente considerado derivação parassintética, uma vez que resulta de prefixação e sufixação simultâneas: en- + gord(o) + -ar. O verbo emagrecer deriva do latim emacrescere e não da aposição de prefixo e sufixo ao adjectivo magro.