Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
varavara | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de vararvarar
2ª pess. sing. imp. de vararvarar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

va·ra va·ra
nome feminino

1. Haste de árvore ou de arbusto.

2. Pau comprido e fino.

3. Varal.

4. Pau grosso ou viga que se avança na parte anterior do carro e ao qual se jungem os bois.

5. Haste do pendão.

6. Chibata; báculo; cajado.

7. Pau que serve de insígnia a juízes e vereadores.

8. Insígnia que empunha o juiz de confraria ou de irmandade.

9. Cada uma das hastes do pálio.

10. [Jurídico, Jurisprudência]   [Jurídico, Jurisprudência]  Cada uma das circunscrições em que se dividem as comarcas de Lisboa e Porto e à qual preside um juiz de Direito.

11. [Jurídico, Jurisprudência]   [Jurídico, Jurisprudência]  Cargo ou funções de juiz.

12. Tufão ou furacão no mar das Índias, geralmente em Setembro ou Outubro.

13. [Figurado]   [Figurado]  Poder, jurisdição.

14. Punição, castigo.

15. Conjunto de porcos. = PIARA, PORCADA

16. Antiga medida de comprimento, equivalente a 1,10 m.

17. [Por extensão]   [Por extensão]  Medida, bitola.

18. [Calão]   [Tabuísmo]  Órgão sexual masculino. = PÉNIS


tremer como varas verdes
Tremer muito com medo.

vara de condão
Pequena vara, associada a poderes mágicos ou maravilhosos, que é acessório de prestidigitadores, fadas, feiticeiros e afins; varinha de condão.

vara de lagar
Tronco de árvore a prumo que espreme a azeitona.


va·rar va·rar - ConjugarConjugar
verbo transitivo

1. Bater com vara.

2. Fazer encalhar, pôr em seco (a embarcação).

3. Atravessar.

4. Furar; trespassar.

5. Expulsar.

6. Aterrar; fulminar; encher de espanto.

7. Ocupar determinado período de tempo fazendo alguma coisa (ex.: varou a noite a ler). = PASSAR

verbo intransitivo

8. Dar em seco, encalhar; passar além.

9. [Brasil]   [Brasil]  Passar um rio.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "vara" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Questiona-se muito, nos dias de hoje, a existência ou não, na língua portuguesa, da locução Na medida em que. Afinal é uma expressão que existe ou não?
A locução na medida em que vem registada em dicionários de língua que habitualmente registam locuções nos seus verbetes (por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciência/Verbo, 2001 e no Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores, 2002). Não há qualquer razão linguística para não usar a referida locução, a não ser a sensibilidade e a capacidade de opção do utilizador da língua.



Como usar o pronome demonstrativo este e esse? Parece-me que seria indiferente, mas muitos consideram que não.
Em português, o sistema dos demonstrativos (pronomes, determinantes e advérbios) é ternário, sendo estruturado em função da proximidade relativa dos interlocutores, quer em relação ao espaço, quer em relação ao tempo.

Assim, os pronomes e determinantes este, esta, estes, estas, o pronome isto e o advérbio aqui estão associados a uma proximidade do falante (ex.: este filme é aborrecido; este dia não me correu bem); os pronomes e determinantes esse, essa, esses, essas, o pronome isso e o advérbio estão associados a uma proximidade do interlocutor de quem fala (ex.: esse livro foi fácil de ler; essa manhã em que fizeste o exame correu mal); os pronomes e determinantes aquele, aquela, aqueles, aquelas, o pronome aquilo e o advérbio ali estão associados a uma relativa distância tanto do falante como do seu interlocutor (ex.: aquele quadro é estranho; aquele foi o seu primeiro dia de trabalho).

Este sistema é por vezes alterado por alguns elementos contextuais, nomeadamente a maior ou menor implicação dos interlocutores. Em algumas variedades do português, nomeadamente no português do Brasil, como refere o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, foi atenuada ou neutralizada a oposição entre este/isto e esse/isso, sendo muito usual o uso de esse/isso nos contextos referidos para este/isto.

O que foi dito acima aplica-se igualmente nos casos de contracções de preposições com os demonstrativos (ex.: desse, deste, daquele; nesse, neste, naquele)

Para mais informação sobre este assunto, poderá consultar a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA (14ª ed., Lisboa, Edições Sá da Costa, 1998, pp. 328-342) ou o Manual de Língua Portuguesa (Portugal-Brasil), de Paul TEYSSIER (Coimbra, Coimbra Editora, 1989, pp.139-147). Como este é um fenómeno semelhante ao da língua espanhola, poderá adicionalmente consultar a pertinente descrição feita na Gramática Descriptiva de la Lengua Española, da Real Academia Española (dir. de Ignacio BOSQUE e Violeta DEMONTE, Madrid, Espasa Calpe, 1999, pp.929-972).

pub

Palavra do dia

qui·es·cen·te qui·es·cen·te
(latim quiescens, -entis, particípio presente de quiesco, -ere, repousar, descansar; estar calmo)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

Que descansa; que está em sossego. = QUIETO, TRANQUILO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/vara [consultado em 23-09-2020]