Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

temeria

1ª pess. sing. cond. de temertemer
3ª pess. sing. cond. de temertemer
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

te·mer |ê|te·mer |ê|

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Ter medo de, recear.

2. Tributar grande respeito ou reverência a.


fazer-se temer
Inspirar respeito, temor.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "temeria" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Quem não temeria , Senhor, e não glorificaria o teu nome??

Em Blog da Sagrada Família

4 Quem não temeria , Senhor, e não glorificaria o teu nome??

Em Blog da Sagrada Família

respeitasse, ao menos o temeria ..

Em www.sganoticias.com.br

Tal pessoa, sem pestanejar, abriria mão dos fugazes prazeres dessa vida, e não temeria perde-la, porque o que realmente a anima é o amor à liberdade, no primeiro...

Em O ponto arquim

...no Salmo 23, “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo;;

Em Igreja Crista Corpo do Messias
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Como dizer correctamente: ...a área que mais lhe fascina ou ... a área que mais a fascina?
O verbo fascinar é tradicionalmente registado nos dicionários como transitivo directo, isto é, como um verbo que selecciona um complemento nominal obrigatório que não é introduzido por uma preposição (ex.: esta área fascinou o aluno), não sendo consideradas aceitáveis construções com um complemento indirecto, isto é, um complemento nominal obrigatório introduzido por uma preposição (ex.: *esta área fascinou ao aluno; o asterisco indica agramaticalidade). Quando há pronominalização dos complementos de terceira pessoa, o complemento directo corresponde aos pronomes pessoais o, a os, as e o complemento indirecto aos pronomes pessoais lhe, lhes. Assim, relativamente aos exemplos acima referidos, a pronominalização do complemento directo da frase esta área fascinou o aluno deve ser feita com o pronome o (esta área fascinou-o), pois trata-se de um complemento directo, e não com o pronome lhe (*esta área fascinou-lhe).

Em relação às frases apontadas na dúvida colocada, o caso é o mesmo. Deverá ser usada a construção a área que mais a fascina (equivalente a a área que mais fascina alguém) e não a construção *a área que mais lhe fascina (equivalente a *a área que mais fascina a alguém).




Como se fala: segue em anexo, segue o anexo ou segue anexo?
Todas as construções que refere estão correctas, apesar de apresentarem estruturas bastante diferentes.

Na primeira (segue em anexo), estamos perante a utilização do verbo seguir com um complemento adverbial (em anexo) que indica modo (ex.: o ficheiro segue em anexo [= anexamente]).

Na segunda frase (segue o anexo), o sintagma nominal o anexo tem função de sujeito da frase, pelo que tem de haver concordância em número e pessoa com o verbo (ex.: segue o anexo; seguem os anexos).

Na terceira frase (segue anexo), anexo é um adjectivo que funciona como predicativo do sujeito, pelo que deverá concordar em género e em número com o mesmo (ex: segue anexo o documento; segue anexa a documentação).

pub

Palavra do dia

o·ven·çal o·ven·çal


(ovença + -al)
nome masculino

1. [Antigo]   [Antigo]  Pessoa encarregada de uma despensa. = DESPENSEIRO, ECÓNOMO

2. [Antigo]   [Antigo]  Cobrador de rendas.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/temeria [consultado em 19-10-2021]