Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

rio-avista

rio-avistario-avista | adj. 2 g. n. 2 g.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ri·o·-a·vis·ta ri·o·-a·vis·ta


(Rio Ave [Futebol Clube], sociónimo + -ista)
adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

[Desporto]   [Esporte]  Relativo ao Rio Ave Futebol Clube, clube desportivo de Vila do Conde, ou o que é seu jogador ou adepto. = VILA-CONDENSE

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

avista , num horizonte longínquo, uma paisagem, através de um “óculo” criado pela junção dos dois rochedos, muito ao gosto romântico. Exibido na Exposição Universal de Paris, em 1855, Cristino obteve grande sucesso com este quadro, no início da sua carreira, facto que desempenhou um importante papel na

Em Rio das Maçãs

, em 1999, a revista. Por ser esse álbum, por estar próximo do expoente da popularidade, como um alpinista que já avista o cume da montanha, e por outras razões que nunca saberemos, Bob Marley prosseguiu. Alastrou o reggae pela consciência coletiva. Foi o jamaicano conhecido pela rouquidão na voz, a

Em O INDEFECTÍVEL

A conversa sobre a morte não era recorrente. Tom Jobim falava de bichos, música, chopp, papo furado. Falava sobre árvores, que um dia apresentou ao filho como se apresentam pessoas. Sobre o mundo, o Brasil, o Rio , (cidade linda e dissipante, como um dia a descreveu). Mas em 1980, em entrevista à

Em anabelamotaribeiro.pt

Uma experiência com uma vista privilegiada por cima do Rio Tejo no Parque das Nações. Cada viagem, com duração de 8 minutos, percorre um belo e repousante trajeto de 1.230 m, sobre o rio Tejo, de onde se avista a trinta metros de altura um deslumbrante panorama do Parque das Nações. Podemos ver de

Em bluegazine.meoblueticket.pt

um tesouro. O deserto do Atacama não é um deserto de areia. Tem a grande duna, que se avista do Valle dela Luna, e que tem o tamanho de um prédio de dez andares. Vista a uma distância de poucos metros, crê-se, em todo o caso, que ela é inacessível, que nenhuns pés a podem trilhar. Mas isso deve

Em anabelamotaribeiro.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Venho por este meio para me tirarem uma dúvida que é a seguinte: Quando uma pessoa muda de uma região para a outra, mas dentro do próprio país, como se diz? Emigrar ou Imigrar? E quando uma pessoa vai para outro país para trabalhar e para viver?
Os verbos emigrar e imigrar têm em comum o significado de migrar, e apenas diferem no ponto de vista, isto é, emigrar é "sair, temporária ou definitivamente, do seu país ou região" e imigrar é "entrar e fixar-se, periódica ou definitivamente, num outro país ou região" (o mesmo se aplica aos respectivos derivados, como emigrante/imigrante, emigração/imigração). Esta diferença deve-se ao facto de o verbo emigrar conter, já em latim, um elemento e- ou ex-, que deriva da preposição latina ex e que indica "movimento para fora", da mesma forma que o verbo imigrar contém um elemento i- ou in-, que deriva da preposição latina in e que indica "movimento para dentro".

Assim, pode dizer-se, por exemplo, que um português que vai trabalhar para o estrangeiro emigra, relativamente a Portugal (ex.: o pai dele emigrou aos 17 anos; estava a pensar emigrar para a Austrália), e imigra, relativamente ao país de acolhimento (ex.: a família imigrou e já vive neste país há uma década); da mesma forma, um estrangeiro que veio trabalhar para Portugal é imigrante neste país (ex.: os imigrantes permitem rejuvenescer a população envelhecida) e emigrante no seu país de origem (ex.: todos os meses, o emigrante envia dinheiro à família).

Como foi dito acima, qualquer um destes verbos (e ainda o verbo migrar) pode ser usado tanto para uma acção de mudança de país como de região (ex.: abandonaram o cultivo dos campos e emigraram para a cidade; imigrara vinte anos antes, vindo dos Açores).




Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).
pub

Palavra do dia

con·ge·ni·al con·ge·ni·al


(con- + genial)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Conforme ao génio ou à índole de alguém ou de alguma coisa (ex.: era a rebeldia congenial da adolescência). = INERENTE

2. Próprio por natureza; que vem desde o nascimento (ex.: sentimentos congeniais; virtude congenial). = CONATO, CONGÉNITO, INATO, INGÉNITO, NATO, NATURAL

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/rio-avista [consultado em 02-12-2021]