Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
pracapraca | adv.
praçapraça | s. f. | s. 2 g. | s. m.
Será que queria dizer praça?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pra·ca pra·ca
(redução de pra ca[cete] ou de pra ca[ralho])
advérbio

[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Em elevado grau ou quantidade (ex.: comemos bem praca). = PACA, PACAS


pra·ça pra·ça
(latim platea, -ae, rua larga, praça pública)
substantivo feminino

1. Lugar largo e espaçoso, ordinariamente rodeado de edifícios.

2. Mercado público.

3. Espaço circular destinado a espectáculos.

4. Povoação fortificada (ex.: Mazagão, hoje El Jadida, foi uma praça portuguesa). = PRAÇA-FORTE

5. Corpo dos negociantes ou dos banqueiros de uma cidade ou de uma zona.

6. Mercado bolsista (ex.: as praças europeias fecharam em alta).

7. Meio sociocultural de um determinado local (ex.: ele é conhecido na praça como aldrabão).

8. Hasta pública. = ARREMATAÇÃO, LEILÃO

9. Local público onde estacionam carros de aluguer (ex.: praça de táxis).

10. [Náutica]   [Náutica]  Espaço que a bordo de um navio se concede aos carregadores para transporte de géneros.

11. [Brasil]   [Brasil]   [Náutica]   [Náutica]  Compartimento destinado ao transporte de carga.

12. [Brasil]   [Brasil]   [Náutica]   [Náutica]  Compartimento destinado a máquinas. = CASA

13. [Popular]   [Popular]  Pessoa de maus costumes, que merece pouca confiança.

14. Alistamento nas fileiras do exército.

substantivo de dois géneros

15. Militar sem patente.

substantivo masculino

16. [Brasil]   [Brasil]  Indivíduo pertencente a uma corporação ou instituição que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei. = POLICIAL


assentar praça
Alistar-se no exército.

praça de armas
Local de formatura das tropas de uma guarnição.

praça de guerra
Povoação fortificada e afortalezada.

praça de touros
Edifício circular com arena central onde há touradas.Ver imagem

praça do martelo
A superfície plana da cabeça do martelo.

praça do pão
Superfície inferior do pão. = LAR

praça pública
Meio sociocultural de um determinado local.


Ver também dúvida linguística: praça.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "praca" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Na frase por defeito é esta a directoria, gostava de saber se o termo por defeito pode ou não ser utilizado. Fui corrigido por alguém que diz que o termo correcto é por omissão.
Para além do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências/Verbo é o único dicionário consultado que regista a locução adverbial por defeito, mas mesmo este dicionário, que habitualmente averba mais locuções do que os outros dicionários de língua, regista apenas uma acepção de por defeito que se opõe a por excesso (ex.: estimou a despesa por defeito), não contemplando a acepção que corresponde ao uso indicado na frase que menciona (por defeito é esta a directoria).
Este último uso é muito frequente para indicar determinada característica ou acção que está de acordo com uma configuração predefinida, por ausência de acção ou de intervenção de um utilizador ou agente.

Apesar de não haver registo na maioria dos dicionários consultados e de haver quem afirme que se trata de um decalque do inglês in default ou by default, não parece haver motivo sólido para condenar esta utilização da locução por defeito, mesmo porque é usada uma locução equivalente noutras línguas românicas como o francês (par défaut), o espanhol (por defecto) ou o catalão (per defecte).

A locução por omissão pode ser uma alternativa, mas, da mesma forma que um dos argumentos para não utilizar por defeito é não ter a palavra defeito uma acepção que indique uma ‘opção seleccionada automaticamente salvo se for indicada outra’, como acontece no inglês, também a palavra omissão não a tem, podendo apenas o seu sentido ser depreendido da acepção que indica ‘o acto de omitir algo’ ou ‘aquilo que é omitido’.

Uma alternativa clara a estas duas locuções poderia ser por predefinição, locução usada em algumas aplicações informáticas.




É correto dizer "sói acontece"? Ou seria "sói acontecer"?
O verbo soer, sinónimo de costumar ou ser frequente, é actualmente de uso raro na língua, conjugando-se principalmente nas terceiras pessoas do presente (sói, soem) e do pretérito imperfeito (soía, soíam) do indicativo.

Pesquisas em corpora e em motores de busca revelam uma frequência mais elevada deste verbo nos séculos XV e XVI, nomeadamente em obras de autores como Fernão Lopes, Garcia de Resende, Bernardim Ribeiro, João de Barros ou Luís de Camões, ocorrendo em construções transitivas, sobretudo com orações infinitivas (ex.: que reis e duques soíam temer), e intransitivas (ex.: e ali folgou o rei mais do que soía; que os navios fossem e voltassem como soíam).

Presentemente, o emprego do verbo soer é essencialmente erudito, recaindo maioritariamente em construções com orações infinitivas como complemento directo (ex.: um filme alternativo, como sói dizer-se; a figura do professor, que soía ser uma referência, tem vindo a esbater-se) ou como sujeito (ex.: soía fazer frio no Inverno, mas agora nem as aves migram).

pub

Palavra do dia

he·ca·tos·ti·lo he·ca·tos·ti·lo
(grego hekatón, cem + grego stûlos, -ou, pilar, coluna)
substantivo masculino

[Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]  Edifício ou pórtico de cem colunas.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/praca [consultado em 18-02-2020]