Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

político-

político-político- | elem. de comp.
políticopolítico | adj. | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

político- político-


(grego politikós, -ê, -ón, relativo aos cidadãos)
elemento de composição

Exprime a noção de política (ex.: político-económico).


po·lí·ti·co po·lí·ti·co


(grego politikós, -ê, -ón, relativo aos cidadãos)
adjectivo
adjetivo

1. Relativo à política ou aos negócios públicos (ex.: comentador político).APOLÍTICO

2. Que mostra educação, delicadeza ou cortesia. = CORTÊS, DELICADO, POLIDO, URBANODESCORTÊS, IMPOLÍTICO, INCIVIL, MALCRIADO, MAL-EDUCADO

3. [Figurado]   [Figurado]  Que demonstra astúcia ou inteligência. = ASTUTO, DIPLOMÁTICO, FINÓRIO, LADINO, SAGAZ

4. [Informal]   [Informal]  Indisposto com alguém.

nome masculino

5. Aquele que se entrega à política.

6. Pessoa que exerce cargos públicos ou é versada e hábil nos negócios políticos do Estado ou na arte de governar. = ESTADISTA

7. Conjunto de assuntos relativos à política.


Ver também resposta à dúvida: feminino de político.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "político-" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

estoques se esgotaram. A criação do iPod pela Apple acabou com a era do Walkman. DEVOLUÇÃO DE HONG KONG Em 1997, mais de um século e meio depois da Primeira Guerra do Ópio, o Reino Unido devolve Hong Kong à China, que promete manter o regime político liberal durante pelo menos 50 anos dentro da fórmula "um

Em Vida Global

", se pusermos em marcha processos degenerados. Confiança nos jovens, mesmo que sejam desencorajados. Tradição não é retroceder O universo da juventude ocupa uma grande parte da entrevista. Em particular, o Papa se detém no desengajamento político que parece estar emergindo inexoravelmente: "eles estão

Em Blog da Sagrada Família

isso, mesmo a sua indicação de que o despacho deve ser revogado", assinala o constitucionalista, sublinhando que este é um sinal político "significativo" da parte de António Costa. Mas esta situação tem uma particularidade que a torna ainda "mais inédita", acrescenta Paulo Otero, referindo-se ao facto

Em VISEU, terra de Viriato.

vice-presidente da bancada parlamentar e considerado próximo do primeiro-ministro, Boris Johnson, cujo Governo já estava abalado por uma série de escândalo sexuais. De acordo com o tabloide The Sun, o político de 52 anos apalpou dois homens - incluindo um deputado, segundo avançou a estação Sky News

Em VISEU, terra de Viriato.

Mossoró recebeu nesta quinta-feira, 30, o pré-candidato à presidência da República pelo Avante, deputado federal André Janones, e o presidente nacional do partido, deputado Luís Tibé. Eles participaram do Encontro Estadual da legenda no hotel Villa Oeste. No evento político foram lançadas as

Em www.blogrsj.com
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Peço auxílio para a composição de palavras com prefixos gregos e latinos. Quando são em justaposição e quando são em aglutinação? Minha dúvida neste momento é com a palavra intra + esclerótico.
A existência ou não de hífen depois de prefixos gregos e latinos é difícil de sistematizar em poucas linhas, pois isso difere consoante os prefixos (há até divergências ligeiras entre a norma europeia e a norma brasileira do português, por serem diferentes as obras de maior referência neste aspecto).

No caso de intra- (este caso aplica-se também aos prefixos contra-, extra-, infra-, supra- e ultra-), de acordo com a Base XXIX do Acordo Ortográfico de 1945, deve usar-se hífen antes de palavras iniciadas por vogal (ex.: intra-arterial, intra-ocular), h (ex.: intra-hepático), r (ex.: intra-raquidiano) ou s (ex.: intra-sinovial). Assim sendo, deve escrever-se intra-esclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1945, para o português de Portugal, ou o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil.

Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, e segundo a Base XVI, o prefixo intra- (assim como todos os prefixos ou elementos prefixais com o mesmo contexto ortográfico, isto é, terminados na letra a) deve aglutinar-se sempre com o elemento seguinte (ex.: intraocular), excepto se este começar por a (ex.: intra-arterial) ou h (ex.: intra-hepático). No caso de o elemento seguinte começar por r ou s, essas consoantes devem ser dobradas (ex.: intrarraquidiano, intrassinovial). Assim sendo, deve escrever-se intraesclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1990.




1. Mal-formação ou malformação genética? Plural: malformações? 2. Como é mais correto: má perfusão ou mal-perfusão? Ex.: "hipofluorescência por má perfusão sub-retiniana compatível com degeneração miópica" // "hipofluorescência por mal-perfusão sub-retiniana compatível com atrofia central areolar".
Em relação à primeira dúvida, a grafia correcta é malformação (plural: malformações), como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.

Quanto à segunda dúvida, o termo que questiona não se encontra registado nos dicionários consultados nem como malperfusão (cuja forma correspondente inglesa malperfusion é de uso generalizado), nem como má-perfusão, pelo que se aconselha a grafia de locução: má perfusão.

Esta dúvida retoma a questão sobre o uso do advérbio mal justaposto a um substantivo: de acordo com as regras da língua portuguesa, um substantivo (ex.: ) é geralmente modificado por um adjectivo (ex.: ), o que está na origem de formas como má-fé (e não malfé), enquanto um verbo (ex.: fadar) é habitualmente modificado por um advérbio (ex.: mal), o que está na origem de formas como malfadar (e não maufadar).

Esta polémica já se fez sentir relativamente ao par malformação/má-formação, tendo o uso consagrado a forma malformação, seja por influência das formas francesa e inglesa malformation, seja pela percepção de mal- como um prefixo. Aliás, segundo o Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966, p. 630), o prefixo mal- escreve-se com hífen apenas quando o elemento que se lhe segue começa por vogal (ex.: mal-estar) ou h (ex.: mal-humorado); nos restantes casos, é sempre aglutinado (ex.: malcriado, malquerente, malsão).

Esta reflexão pode aplicar-se a ainda outras palavras como malcriação, malquerença ou malsonância.

pub

Palavra do dia

fan·til fan·til


(origem obscura)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Que tem bom tamanho e é considerado de boa raça (ex.: cavalo fantil).

2. Que tem os traços certos ou ideais para produzir boas crias (ex.: égua fantil).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pol%C3%ADtico- [consultado em 06-07-2022]