Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pia

piapia | n. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de piarpiar
2ª pess. sing. imp. de piarpiar
fem. sing. de piopio
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pi·a pi·a


(latim pila, -ae, almofariz, pilão)
nome feminino

1. Pedra escavada em forma de vaso (ex.: despejou a lavagem na pia do porco).

2. Pedra escavada e com ralo, ligada à canalização geral, onde se faz o despejo de águas sujas.

3. Recipiente, geralmente de metal ou pedra e fixo a um móvel ou a uma bancada, com água corrente e sistema de escoamento, para lavar alimentos, louça, etc. (ex.: pia da cozinha). = LAVA-LOIÇA

4. [Brasil]   [Brasil]  Recipiente, geralmente de loiça, fixo à parede ou a um móvel, com água corrente e sistema de escoamento, para lavar as mãos e o rosto (ex.: pia de banheiro). = LAVATÓRIO

5. [Náutica]   [Náutica]  Encaixe na sobrequilha para receber a extremidade do mastro. = CARLINGA


pia baptismal
A que serve para baptizar.Ver imagem


pi·ar pi·ar

- ConjugarConjugar

verbo intransitivo

1. Dar pios (as aves).

2. [Informal]   [Informal]  Falar (ex.: depois da repreensão, ele nem piou).

3. [Informal]   [Informal]  Beber vinho.

verbo transitivo

4. [Gíria]   [Gíria]  Beber (qualquer líquido alcoólico).

5. [Regionalismo]   [Regionalismo]  Descascar (milho).

nome masculino

6. Acto de dar pios.

7. Som agudo característico de algumas aves. = PIADO, PIO


não poder piar
Estar muito rouco.

Estar muito cansado.

[Figurado]   [Figurado]  Estar inibido de emitir opinião sobre alguma coisa.

sem piar
Sem dizer nada.


pi·o pi·o 1


(latim pius, -a, -um, que cumpre os seus deveres para com os pais, a pátria, os deuses)
adjectivo
adjetivo

1. Inclinado à piedade. = DEVOTO, RELIGIOSOÍMPIO

2. Benigno, compassivo, misericordioso.

3. Que denota caridade.

4. Onde se recolhem, sustentam ou educam pessoas desvalidas (ex.: estabelecimento pio).

5. Que tem um fim caritativo ou piedoso (ex.: mentira pia, obra pia).

6. [Popular]   [Popular]  Embriagado.

Superlativo: pientíssimo ou piíssimo.Superlativo: pientíssimo ou piíssimo.

pi·o pi·o 2


(origem onomatopaica)
nome masculino

1. Voz da cria de qualquer ave.

2. Voz de muitas aves (ex.: pio do mocho).

3. Voz que imita o som de certas aves.

4. [Informal]   [Informal]  Palavra, fala (ex.: ficou sem pio).


nem pio
Nem uma palavra. = SILÊNCIO


pi·o pi·o 3


(alteração de pia)
nome masculino

Pia usada para pisar espremer uvas ou azeitonas em lagar de vinho ou de azeite.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pia" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...os 308 concelhos do país, passou pelos escândalos da Universidade Moderna e da Casa Pia e teve um papel fundamental na

Em Tupiniquim

...última vez em uma base programada em 2010) B747-200: Iran Air (2015), Northwest (2007), PIA (2005), Biman Bangladesh (principalmente '08 -10) B747-300: Air France (2007), Mahan Air (2012), Qantas...

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

Maria Pia de Sabóia e pai de Carlos e Afonso;;

Em Fonte do Lavra

...e saídas no Belenenses que aconteceram nestas últimas horas: Taira saiu para o Casa Pia , Petit nunca

Em BEL

Casa Pia 4 - 2 Benfica B Henrique, Ganchas Duarte;;

Em O INDEFECTÍVEL
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostava de saber o emprego das maiúsculas na língua portuguesa.
O uso das maiúsculas está regulamentado para o português europeu nas bases XXXIX a XLVII do Acordo Ortográfico de 1945, a que poderá aceder seguindo a hiperligação.

O Acordo Ortográfico de 1990 altera, através da sua Base XIX, alguns usos decorrentes das disposições de 1945, nomeadamente a não obrigatoriedade de maiúsculas em meses e estações do ano.




Por Portaria foram criados os seguintes postos na Polícia de Segurança Pública: Agente; Agente Principal; Chefe; Subcomissário; Comissário; Subintendente; Intendente; Superintendente e Superintendente-Chefe. Atendendo ao facto de a PSP ter mulheres no seu quadro, solicito, se possível, que me informem como devo tratar uma senhora. Ex. 1 - Senhora Subcomissário Anabela ou Senhora Comissário Zélia; ex. 2 - Senhora Subcomissária Anabela ou Senhora Comissária Zélia. Julgo que o ex. 1 é que está correcto uma vez que não foi criado o posto de Subcomissária nem de Comissária.
Do ponto de vista exclusivamente gramatical, deveria haver flexão em género nos substantivos flexionáveis, como subcomissário/a (se se tratar de um substantivo de dois géneros, como agente, onde não há morfema para marcar o feminino, este problema não se coloca). No entanto, as questões linguísticas não se limitam a simples flexões e incluem variáveis de ordem social, cultural ou mesmo política, o que origina a impossibilidade de respostas peremptórias neste campo.

Nas Forças Armadas, por exemplo, onde o recrutamento feminino passou a ser feito de forma regular apenas nos anos 90 do século passado, as designações das pessoas que ocupam postos ou graduações são maioritariamente substantivos de dois géneros, em que a mesma forma serve para designar o militar de sexo masculino (ex.: o cabo Silva) e a militar de sexo feminino (ex.: a cabo Silva). Este uso pode ser observado, por exemplo, no artigo “As mulheres nas Forças Armadas” da Revista da Armada, pp. 13-16.

No caso específico da hierarquia policial, a maioria dos postos corresponde a substantivos de dois géneros que não colocam problemas relacionados com a flexão em género (ex.: o/a agente, o/a chefe, o/a intendente). Os casos problemáticos são comissário e subcomissário, palavras que admitem flexão em género (ex.: comissário/a) e que até são comummente usadas flexionadas noutros contextos (ex.: comissária europeia). Relativamente a esta questão, importa distinguir os postos policiais dos polícias que ocupam esses postos. Assim, os postos ou graduações criados por portaria correspondem geralmente a um substantivo masculino, pois o masculino é o género não marcado do português, considerado neutro quando não se pretende especificar o género. Um exemplo que pode ser clarificador é o caso do estatuto dos docentes universitários, em que são legalmente referidos cargos como professor catedrático ou professor associado, sem que nos falantes haja alguma dúvida em utilizar as formas femininas para referir as professoras catedráticas ou associadas que ocupam esses cargos.

Voltando às forças policiais, podendo a pessoa que ocupa um posto ser do sexo feminino ou masculino e havendo uma palavra que habitualmente flexiona em género (como é o caso de comissário/a), a flexão feminina deverá ser utilizada para designar a mulher polícia que ocupa esse posto. Acresce a este facto o uso comum que já têm os femininos como comissária e subcomissária, inclusive na comunicação social, provavelmente por ser o recrutamento de mulheres mais recuado na polícia do que nas Forças Armadas. O comportamento linguístico destes substantivos parece contrastar com as designações femininas relativas às Forças Armadas, onde as formas com flexão no feminino parecem ser residuais (ex.: soldada) e por vezes depreciativas (ex.: generala).

Pelos motivos acima apontados, as formas de tratamento Senhora Subcomissária Anabela ou Senhora Comissária Zélia são aquelas que melhor respeitam as regras de flexão da língua portuguesa e não parecem violar usos consagrados.

pub

Palavra do dia

ra·vi·o·lo ra·vi·o·lo


(italiano raviolo)
nome masculino

1. [Culinária]   [Culinária]  Pequeno pastel, geralmente quadrado, de massa alimentícia com recheio finamente picado.


raviolos
nome masculino plural

2. [Culinária]   [Culinária]  Prato confeccionado com essa massa. = RAVIÓIS


SinónimoSinônimo Geral: RAVIÓLI

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pia [consultado em 19-09-2021]