PT
BR
Pesquisar
Definições



perras

A forma perrasé [feminino plural de perroperro].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
perroperro
|ê| |ê|
( per·ro

per·ro

)


adjectivoadjetivo

1. Que não desliza ou cujo normal funcionamento oferece resistência ao movimento. = EMPERRADO

2. Que tem dificuldade em locomover-se ou em mexer-se. = EMPENADO, EMPERRADO, PRESO, TOLHIDO

3. [Figurado] [Figurado] Que raciocina com dificuldade. = TOLHIDO

4. [Figurado] [Figurado] Que teima, que não cede. = OBSTINADO, PERTINAZ, TEIMOSO

5. [Figurado] [Figurado] Que está irritado. = ARRELIADO, ZANGADO


nome masculino

6. [Pouco usado] [Pouco usado] Cão.

7. [Figurado] [Figurado] Pessoa vil. = CANALHA, PATIFE, SACANA, TRATANTE


dar-se a perros

Zangar-se, encolerizar-se.

Ter grande trabalho para alcançar alguma coisa.

etimologiaOrigem etimológica:espanhol perro.
Confrontar: pêro, pero.


Dúvidas linguísticas



Poderiam esclarecer o feminino de chimpanzé? Seria a chimpanzé ou o chimpanzé fêmea?
A palavra chimpanzé é um epiceno, isto é, um substantivo que tem apenas um género (masculino ou feminino) para designar um animal, seja ele macho ou fêmea. Sempre que é necessário referir o sexo dos animais, usa-se as palavras macho ou fêmea pospostas ao nome do animal. Por este motivo, o feminino de chimpanzé deverá ser o chimpanzé fêmea. Se se tratasse de girafa, o masculino seria a girafa macho.

Além de chimpanzé, são também exemplos de epiceno palavras como falcão, girafa, melga ou tigre.




Gostaria de saber como se deve pronunciar a palavra item: "item" ou "aitem" como tantas vezes se ouve?
O substantivo português item tem origem no advérbio latino item, com o significado "da mesma forma" ou "também" e é usado em enumerações ou listas. Em português, esta palavra pode significar "artigo" ou "uma das partes de algo". Relativamente à pronúncia da parte final da palavra, parece haver alguma oscilação entre uma pronúncia alatinada ['it3m] (em que se lê a consoante m, como em estrangeirismos como modem) e uma pronúncia de acordo com as regras gerais da terminação -em ['itãj] (em que -em se lê como uma vogal nasal, à semelhança de em ou nuvem).

Não há, no entanto, nenhum motivo para pronunciar o i inicial como [ai], pois isso não corresponde à pronúncia desta vogal em português; a pronúncia [ai]tem corresponde a uma influência da pronúncia do inglês (como em iceberg ou em ice tea), que não se justifica neste caso.

Os argumentos acima expostos podem aplicar-se a outros latinismos como idem ou ibidem.