Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pena

penapena | n. f.
penapena | n. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de penarpenar
2ª pess. sing. imp. de penarpenar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pe·na |ê|pe·na |ê|2


(latim penna, -ae)
nome feminino

1. Haste flexível, rica em queratina, que cobre o corpo da maioria das aves adultas.

2. Pluma.

3. Bico de escrever. = CÁLAMO, CANETA

4. Escritor.

5. Estilo de escrita (ex.: colunista de pena rebuscada).

6. Parte espalmada da bigorna.

7. Asa de rodízio de moinho.

8. Veio de água da grossura de uma pena de pato.

9. [Desporto]   [Esporte]  Bola leve, geralmente de plástico ou de cortiça e revestida com penas de pato ou material semelhante, usada no badmínton. = VOLANTE

10. [Marinha]   [Marinha]  O mesmo que penol.

11. [Antigo]   [Antigo]  Penha.


pena real
[Ornitologia]   [Ornitologia]  Cada uma das penas mais compridas, junto das tesouras da ave.


pe·na |ê|pe·na |ê|1


(grego poinê, -ês)
nome feminino

1. Punição ou castigo imposto por lei a algum crime, delito ou contravenção. = SANÇÃO

2. Grande sofrimento psicológico. = DESGOSTO, DÓ, TRISTEZA

3. Sentimento provocado por sofrimento alheio. = COMPAIXÃO, DÓ, LÁSTIMA

4. [Antigo]   [Antigo]  Espinho, pua.


meter pena
Dar pena.

pena capital
O mesmo que pena de morte.

pena de morte
Sanção que condena à morte.

pena de talião
Castigo que consiste em fazer sofrer ao delinquente o que ele fez sofrer à vítima.

penas eternas
[Religião católica]   [Religião católica]  Castigo dos condenados ao Inferno.

pena última
O mesmo que pena de morte.

sob pena de
Incorrendo no castigo de; sujeito a determinadas consequências (ex.: não podem divulgar dados pessoais, sob pena de pesadas multas; é preciso tomar medidas imediatas, sob pena de colocar em risco os utentes).

ter muita pena
Sentir muito (expressão de conforto, pêsames, etc.).

valer a pena
Merecer o esforço, o trabalho. = COMPENSAR


pe·nar pe·nar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Causar pena ou dor a; desgostar.

2. Causar dor, fazer sofrer.

verbo intransitivo

3. Padecer, sofrer pena ou dor.

verbo pronominal

4. Afligir-se.

nome masculino

5. Sofrimento.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pena" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

É um video que vem do Drivetribe, e vale a pena ..

Em Continental Circus

Finalmente vejo-te e sei que o mar o pinheiro a nuvem valem a pena e é assim que sem poetizar se

Em Geopedrados

20 Por que pode valer a pena investir em inovações

Em a peida é um regalo ... do nariz a gente trata

Pena (ex-Sobrado), Marco Cardoso (ex-Ermesinde), André Soares (ex-CD Portugal);;

Em futebol matosinhos

Só é pena que não tenham grande vontade de lhe seguir o exemplo..

Em largo da memória
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Em expressões como não análise, não excedente, não conhecimento, não aceitação, não provimento, etc., quando deve ser utilizado, ou não, o hífen?
A utilização do hífen em casos semelhantes aos apresentados é possível e até muito usual.

A palavra não, por se tratar de um advérbio, é uma palavra invariável usada geralmente para modificar um verbo (ex.: não comi), um adjectivo (ex.: pessoa não competente), outro advérbio (ex.: agindo não eficazmente) ou uma frase (ex.: não podemos deixar-nos adormecer) mas em geral não modifica substantivos. Por este motivo, é comum ligar este advérbio por hífen a um substantivo que se lhe segue, mas tal procedimento não é obrigatório, nem é regulado por qualquer indicação nos textos legais em vigor para a língua portuguesa.

O que é dito sobre o hífen no Acordo Ortográfico de 1945 (válido para o português europeu, mas muito semelhante ao que é dito no Formulário Ortográfico de 1943, válido para o português do Brasil) é bastante vago e nada esclarecedor sobre este assunto: “Emprega-se o hífen nos compostos em que entram, foneticamente distintos (e, portanto, com acentos gráficos, se os têm à parte), dois ou mais substantivos, ligados ou não por preposição ou outro elemento, um substantivo e um adjectivo, um adjectivo e um substantivo, dois adjectivos ou um adjectivo e um substantivo com valor adjectivo, uma forma verbal e um substantivo, duas formas verbais, ou ainda outras combinações de palavras, e em que o conjunto dos elementos, mantida a noção da composição, forma um sentido único ou uma aderência de sentidos.” (Base XXVIII [sublinhado nosso]).

O Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada a este respeito.

O uso do hífen coloca então muitas dúvidas aos utilizadores da língua, pois não obedece geralmente a critérios lógicos, mas antes a convenções e muitas vezes é justificado devido à tradição de registo em dicionários de língua que funcionam como referência. Neste âmbito, surgem em muitos dicionários entradas com o elemento não- seguido de adjectivos, substantivos e verbos, mas como, em teoria, qualquer palavra de uma destas classes poderia ser modificada pelo advérbio não, o registo de todas as formas possíveis seria impraticável e de muito pouca utilidade para o consulente.

Em conclusão, podemos afirmar que o uso do hífen é possível para ligar o advérbio não a um substantivo; o uso do hífen para ligar o advérbio não a classes que são habitualmente modificadas por advérbios (verbos, adjectivos, advérbios) parece ser desnecessário, dadas as características da classe adverbial, mas nada o impede.




Visto que não havia artigos definidos ou indefinidos na língua latina, de onde teriam vindo os artigos do português? Melhor perguntando: qual a etimologia dos nossos artigos?
Os artigos definidos e indefinidos portugueses derivam do latim, apesar de nesta língua não existirem artigos tais como os conhecemos em português.

O artigo definido o tem origem no latim illum, -am, acusativo do pronome e determinante demonstrativo ille, -a, -ud (“aquele, aquilo”). Este originou a forma lo, do português arcaico, e as suas flexões, das quais derivam as formas actuais do artigo definido em português.

O artigo indefinido um tem origem no numeral latino unus.

pub

Palavra do dia

za·gai·ar za·gai·ar

- ConjugarConjugar

(zagaia + -ar)
verbo transitivo

1. Arremessar zagaia, tipo de lança curta.

2. Ferir ou matar com esse tipo de lança.

verbo transitivo e intransitivo

3. [Pesca]   [Pesca]  Pescar com zagaia, tipo de engodo artificial.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pena [consultado em 27-09-2021]