Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
passadopassado | adj. | s. m. | s. m. pl.
masc. sing. part. pass. de passarpassar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pas·sa·do pas·sa·do
(particípio de passar)
adjectivo
adjetivo

1. Que passou ou decorreu.

2. Que se passou (ex.: roupa passada).

3. Que secou ao sol ou a que se retirou humidade (ex.: figos passados). = PASSO, SECO

4. Que está demasiado maduro.

5. Trespassado.

6. Surpreendido, atordoado.

7. Que é um pouco doido ou está sob efeito de estupefacientes.

8. [Culinária]   [Culinária]  Que se fritou ou grelhou durante determinado tempo (ex.: bife bem passado; ovo mal passado).

9. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Que é doido, maluco (ex.: o cavalo é completamente passado).

substantivo masculino

10. Conjunto de factos ocorridos antes do momento presente.

11. Tempo antes do presente.

12. [Gramática]   [Gramática]  Conjunto de tempos verbais que designa acção ou estado anterior. = PRETÉRITO


passados
substantivo masculino plural

13. Antepassados.


passado dos carretos
[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Doido, maluco. = PASSADO


pas·sar pas·sar - ConjugarConjugar
(latim vulgar *passare, de passus, -us, passo)
verbo transitivo

1. Atravessar, transpor.

2. Deixar atrás.

3. Exceder.

4. Empregar.

5. Gastar.

6. Traspassar ou vender.

7. Utilizar um ferro de engomar para alisar a roupa (ex.: passou 5 camisas). = ENGOMAR

8. Filtrar, coar.

9. Transmitir ou ser transmitido; divulgar ou ser divulgado (ex.: a rádio passou o falecimento, mas a televisão não; isso passou nas notícias).

10. Propagar-se.

11. Pôr em circulação.

12. Fazer secar ao sol ou ao calor.

13. Sofrer.

14. Omitir.

verbo intransitivo

15. Atravessar.

16. Mudar de situação.

17. Mudar de lugar.

18. Ir mais longe.

19. Transitar.

20. Decorrer.

21. Correr por.

22. Resvalar, deslizar.

23. Tocar; parar; fazer escala.

24. Ter curso; circular.

25. Ser aprovado (em exame).

26. Não ficar; desaparecer; não ser permanente.

27. Cessar, acabar; morrer.

28. Perder (por excesso de pontos, no jogo, etc.).

verbo pronominal

29. Suceder, decorrer.

30. Mudar (deixando um lugar, partido, etc., por outro).

31. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Perder a calma ou o comedimento.

verbo auxiliar

32. Usa-se seguido da preposição a e infinitivo, para indicar início de acção, processo ou estado (ex.: vou passar a andar mais vezes de transportes públicos).

substantivo masculino

33. Passagem do tempo (ex.: com o passar dos dias, habituaram-se ao clima).


passar de
Exceder.

passar em claro
Omitir.

Não dormir.

passar o tempo
Divertir-se.

passar pelas armas
Espingardear.

passar por alto
Tratar de leve.

passar por cima de
[Informal]   [Informal]  Atropelar.

[Informal]   [Informal]  Desrespeitar, transgredir.

[Informal]   [Informal]  Omitir, inadvertida ou voluntariamente. = PULAR, SALTAR

[Informal]   [Informal]  Não considerar, não levar em conta. = IGNORAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "passado" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se a palavra chofer existe na língua portuguesa.
Como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a palavra chofer faz parte da língua portuguesa. Também já se encontra averbada em outras obras de referência como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, 2001) e o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (edição brasileira da Editora Objetiva, 2001; edição portuguesa do Círculo de Leitores, 2002).Trata-se do aportuguesamento do francês chauffeur e significa "condutor, motorista".



Qual destas duas frases está correcta: Era uma vez um pato que teve a má sorte de viver com um lavrador... ou Era uma vez um pato que tinha a má sorte de viver com um lavrador...
Ambas as frases estão correctas, havendo apenas uma diferença relativa ao tempo verbal empregue.

Na primeira frase há o uso do pretérito perfeito do indicativo (teve), que deverá ser usado para expor uma acção, um processo ou um estado num tempo passado acabado (equivalente a era uma vez um pato que teve a má sorte de viver com um lavrador, mas conseguiu fugir).

Na segunda frase há o uso do pretérito imperfeito do indicativo (tinha), que deverá ser usado para expor uma acção, um processo ou um estado num tempo passado que ainda dura ou que se repete (equivalente a era uma vez um pato que tinha a má sorte de viver com um lavrador e que era muito infeliz).

No contexto de uma história infantil ou afim, como parece ser o caso, será eventualmente preferível utilizar o pretérito imperfeito se a narração se debruçar sobre a acção, o processo ou o estado a que diz respeito o verbo.

pub

Palavra do dia

ci·fo·nis·mo ci·fo·nis·mo
(grego kufônismós, tipo de castigo ou tortura feito com a canga da charrua)
substantivo masculino

Suplício que consistia em untar com mel o condenado e expô-lo às moscas amarrado a um pelourinho.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/passado [consultado em 26-06-2019]