Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

para

parapara | prep.
pára-para-pára-para- | pref.
para-para- | pref.
páraparapárapara | n. 2 g.
Será que queria dizer pára ou Pará?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pa·ra pa·ra


(latim per, por, através de + latim ad, para, em direcção de)
preposição

1. Exprime direcção ou lugar de destino (ex.: arrancou para o Sul; a casa está virada para norte).

2. Exprime lugar de destino com intuito de demora (ex.: foram para Londres e só regressaram passados 30 anos).

3. Indica destinatário ou beneficiário (ex.: trouxe bolinhos para vocês).

4. Indica limite temporal aproximado (ex.: a abertura está prevista para sábado; o vestido está pronto para a semana).

5. Usa-se para indicar a hora exacta que se completará quando passarem os minutos referidos, menos de 30 (ex.: faltam cinco para a uma).

6. Usa-se para exprimir finalidade ou propósito (ex.: lutou para conseguir o que queria; deixaram documentação para que possamos analisar o caso; espremedor para citrinos).

7. Indica intenção (ex.: ando para comprar esse livro).

8. Indica especificidade, aptidão ou adequação de alguma coisa (ex.: comprimido para as dores; casaco para o frio).

9. Indica restrição (ex.: o filme é para maiores de 18 anos).

10. Indica ponto de vista (ex.: para os atletas, o treinador é um modelo).

11. Indica relação, proporção ou comparação (ex.: 1 está para 10 assim como 20 está para 200).


para que
Indica o fim, o objectivo ou a consequência de determinada acção (ex.: preciso de mais tempo, para que isto seja bem feito). = A FIM DE QUE

Confrontar: pára, forma do verbo parar.

pára- |pà|para- |pà|pára- |pà|para- |pà|


(forma do verbo parar)
prefixo

Elemento designativo de aquilo ou aquele que protege ou ampara (ex.: pára-quedas, pára-raios).


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para-.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára-.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para-.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára-


para- para-


(latim paro, -are, preparar, esforçar-se para obter ou conseguir)
prefixo

Entra na composição de um grande número de palavras com várias significações: ao lado, além, acima de, a par de, à volta de, para, contra, quase (ex.: paranormal, paraolímpico, paratexto).



pá·ra |pá|pa·ra |pá|pá·ra |pá|pa·ra |pá|


(redução de pára-quedista)
nome de dois géneros

[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]   [Militar]   [Militar]  Soldado especialmente exercitado para descer em pára-quedas na retaguarda inimiga, ou para praticar destruições em pontos estratégicos (ex.: os páras participaram no ataque). = PÁRA-QUEDISTA


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "para" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

...trezentos anos, nas universidades europeias, com 260 edições em toda a Europa , traduzido para grego e hebraico

Em Geopedrados

...fortes e acompanhados por trovoadas dispersas, afectando o litoral oeste e progredindo de sul para norte..

Em Gerotempo

Pelo menos para mim e duas ou

Em VARAL de IDÉIAS

Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado..

Em Blog da Sagrada Família

Este é o testemunho dado no tempo estabelecido por Deus, 7 e para este testemunho eu fui designado pregador e apóstolo, e - falo a verdade, não...

Em Blog da Sagrada Família
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Lemur ou lémur? O animal de Madagáscar.
O animal de Madagáscar que refere está registado nos dicionários de língua portuguesa como lémure (lêmure, no português do Brasil).

Das formas mencionadas na pergunta, apenas a segunda, lémur (lêmur, no português do Brasil), se encontra registada em alguns dicionários, como, por exemplo, no Grande Dicionário da Língua Portuguesa, de António de Morais Silva. A grafia com -e final é a mais consensual por estar mais próxima do étimo latino lemures, lemurum, que significa “almas dos mortos”, “espectros”.




Agradecia que me dessem a vossa opinião quanto à classificação sintáctica da oração e não sei quem é que se encontra nos seguintes versos pessoanos: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe".
De acordo com o espólio do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, disponibilizado on-line pela Biblioteca Nacional, o verso do poema "É noite" é ligeiramente diferente: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, // Atrai-me só por essa luz visitada de longe". Na expressão e que não sei quem é estão contidas duas orações: a primeira é uma oração subordinante (e que não sei) cujo verbo (saber) necessita de um complemento directo obrigatório que corresponde à segunda oração (quem é), que pode ser classificada como subordinada substantiva completiva.

A frase é complexa e a oração subordinante (e que não sei) deste pequeno excerto da frase, no âmbito dos versos transcritos (É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe), é também uma oração subordinada relativa restritiva coordenada a outra da mesma natureza.

Para clarificar a divisão de orações, procedemos em seguida à classificação de todas as orações contidas nos dois versos de Alberto Caeiro e respectivas funções sintácticas (é de sublinhar que uma oração subordinada pode conter várias orações e dentro dela pode haver uma oração subordinante em relação às que dela dependem):
1. [É curioso] oração subordinante.
2. [que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinada completiva com função de sujeito (este sujeito frásico não é muito evidente, mas pode ser testado com a concordância verbal; ex.: isso é curioso; essas coisas são curiosas).

2.1 [que toda a vida do indivíduo atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinante (relativamente às orações que dela dependem).
2.1.1 [que ali mora] oração subordinada relativa restritiva (isto é, fornece informação que restringe o antecedente indivíduo).
2.1.2 [e que não sei quem é] oração subordinada relativa explicativa (isto é, fornece informação adicional sobre o antecedente indivíduo) coordenada à oração relativa restritiva.
2.1.2.1 [e que não sei] oração subordinante (relativamente à oração que dela depende).
2.1.2.2 [quem é] oração subordinada completiva com função de complemento directo.

pub

Palavra do dia

ou·tar ou·tar

- ConjugarConjugar

(latim opto, -are, optar)
verbo transitivo

1. Passar pela joeira (ex.: outar o trigo).

2. Passar pela peneira. = CIRANDAR, PENEIRAR

3. [Figurado]   [Figurado]  Separar duas coisas diferentes, geralmente o bom do mau.

4. [Figurado]   [Figurado]  Observar ou analisar com atenção. = ESQUADRINHAR, EXAMINAR


SinónimoSinônimo Geral: JOEIRAR, UTAR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/para [consultado em 16-09-2021]