PT
BR
Pesquisar
Definições



para

Será que queria dizer pára ou Pará?

A forma parapode ser[nome de dois géneros], [prefixo] ou [preposição].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
parapara
( pa·ra

pa·ra

)


preposição

1. Exprime direcção ou lugar de destino (ex.: arrancou para o Sul; a casa está virada para norte).

2. Exprime lugar de destino com intuito de demora (ex.: foram para Londres e só regressaram passados 30 anos).

3. Indica destinatário ou beneficiário (ex.: trouxe bolinhos para vocês).

4. Indica limite temporal aproximado (ex.: a abertura está prevista para sábado; o vestido está pronto para a semana).

5. Usa-se para indicar a hora exacta que se completará quando passarem os minutos referidos, menos de 30 (ex.: faltam cinco para a uma).

6. Usa-se para exprimir finalidade ou propósito (ex.: lutou para conseguir o que queria; deixaram documentação para que possamos analisar o caso; espremedor para citrinos).

7. Indica intenção (ex.: ando para comprar esse livro).

8. Indica especificidade, aptidão ou adequação de alguma coisa (ex.: comprimido para as dores; casaco para o frio).

9. Indica restrição (ex.: o filme é para maiores de 18 anos).

10. Indica ponto de vista (ex.: para os atletas, o treinador é um modelo).

11. Indica relação, proporção ou comparação (ex.: 1 está para 10 assim como 20 está para 200).


para que

Indica o fim, o objectivo ou a consequência de determinada acção (ex.: preciso de mais tempo, para que isto seja bem feito). = A FIM DE QUE

etimologiaOrigem etimológica:latim per, por, através de + latim ad, para, em direcção de.
Confrontar: pára, forma do verbo parar.
páraparapárapara
|pá| |pá| |pá| |pá|
( pá·ra pa·ra

pá·ra

pa·ra

)


nome de dois géneros

[Portugal, Informal] [Portugal, Informal] [Militar] [Militar] Soldado especialmente exercitado para descer em pára-quedas na retaguarda inimiga ou para praticar destruições em pontos estratégicos (ex.: os páras participaram no ataque). = PÁRA-QUEDISTA

etimologiaOrigem etimológica:redução de pára-quedista.
sinonimo ou antonimo Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para.
sinonimo ou antonimo Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára.
grafiaGrafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:para.
grafia Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára.
pára-para-pára-para-
|pà| |pà| |pà| |pà|


prefixo

Elemento designativo de aquilo ou aquele que protege ou ampara (ex.: pára-quedas; pára-raios).

etimologiaOrigem etimológica:forma do verbo parar.
sinonimo ou antonimo Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para-.
sinonimo ou antonimo Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára-.
grafiaGrafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:para-.
grafia Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára-.
para-para-


prefixo

Entra na composição de um grande número de palavras com várias significações: ao lado, além, acima de, a par de, à volta de, para, contra, quase (ex.: paranormal; paraolímpico; paratexto).

etimologiaOrigem etimológica:latim paro, -are, preparar, esforçar-se para obter ou conseguir.

Auxiliares de tradução

Traduzir "para" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Por favor poderiam me dar o feminino desta frase: Os músicos estão na praça!
Uma frase não tem feminino ou masculino.

Se a questão se coloca quanto ao sujeito Os músicos, o feminino da palavra músico é música (ex.: Ela é música). Se se referir ao conjunto de músicos e músicas, então terá de ser Os músicos. Assim, se o sujeito da frase for feminino plural, será As músicas (mesmo podendo ser confundido com as músicas = as canções, as melodias).




Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.