Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pós-escrito

pós-escritopós-escrito | n. m.
masc. sing. part. pass. de escreverescrever
masc. sing. de escritoescrito
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pós·-es·cri·to pós·-es·cri·to


(pós- + escrito)
nome masculino

O que se escreve numa carta, depois da assinatura. (Em abreviatura P.S.)

Plural: pós-escritos.Plural: pós-escritos.

es·cre·ver |ê|es·cre·ver |ê|

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Pôr, dizer ou comunicar por escrito.

2. Encher de letras.

3. Compor, redigir.

4. Dar forma escrita a (ex.: não sabe escrever o seu nome; escreveu Garrett só com um t). = GRAFAR, ORTOGRAFAR

5. [Figurado]   [Figurado]  Fixar, gravar.

6. [Brasil]   [Brasil]  Passar uma multa a. = MULTAR

verbo transitivo e pronominal

7. Dirigir-se por escrito a alguém.

verbo intransitivo

8. Representar o pensamento por meio de caracteres de um sistema de escrita.

9. Formar letras.

10. Ser escritor.

11. [Brasil]   [Brasil]  Cambalear ou ziguezaguear.

verbo pronominal

12. Corresponder-se, cartear-se.


es·cri·to es·cri·to


(particípio de escrever)
adjectivo
adjetivo

1. Que se escreveu.

2. Representado em caracteres de escrita. = GRAFADO

3. Determinado.

nome masculino

4. Papel em que há letras manuscritas.

5. Bilhete.

6. Ordem por escrito.

7. Pedaço de papel branco colado em porta ou janela para indicar que o espaço está para alugar (ex.: o primeiro andar do prédio da esquina tem escritos nas janelas). [Mais usado no plural.]

8. [Portugal: Trás-os-Montes]   [Portugal: Trás-os-Montes]  Receita de curandeiro ou de bruxo.


estava escrito
Tinha de ser.

pub

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

algoritmo computacional e reproduzido numa lógica digital tem de ser simplesmente considerada mais um mito pós -moderno, uma espécie de lenda urbana, ou um exemplo da era da pós -verdade, um tempo em que uma declaração falsa, por ser tantas vezes repetida e disseminada em tão larga escala no seio da sociedade

Em De Rerum Natura

. Apocalipse: A Revelação de São João : Escrito pelo lendário criador de Martin Mystére, e desenhado pelo sempre genial Corrado Roi, estou a ver que este lançamento da Seita vai ter um espacinho na biblioteca. Después de 'Fundación' y 'Dune': 11 libros clásicos de ciencia- ficción aparentemente imposibles de

Em intergalacticrobot

escrito : 'Aqueles aos quais ele nunca fora anunciado, verão; aqueles que não tinham ouvido falar dele, compreenderão'. Palavra do Senhor. Reflexão - “ somos convocados a viver a obediência da fé” São Paulo, foi o escolhido pelo Senhor para evangelizar os pagãos, que eram desprezados pelos judeus, pois

Em Blog da Sagrada Família

É já no dia 7 de Dezembro que podemos ouvir o novo single de Maria Emília ao vivo no Capitólio, num concerto que promete aquecer os dias frios que se avizinham. “Fado Enamorado”, editado no dia 26 de Outubro, é o tema de avanço do novo disco - escrito , composto e produzido por Tiago Machado - que

Em Portugal Rebelde

tido essa percepção. 02. Na vigência do regime salazarista havia segregação social, censura, perseguição política, clientelismo, corrupção e distribuição de tachos. Porém, pós 25 de Abril de 1974 tomou grande incremento a indústria tachista de textura política. Na hora actual ter-se-á atingido o apogeu

Em A Quinta Lusitana
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se as palavras escritas em letras maiúsculas são acentuadas. Ex.: ÁRVORE.
Na ortografia portuguesa, as palavras têm a mesma acentuação independentemente de serem grafadas com letras maiúsculas ou minúsculas. Assim, se pretender escrever árvore, ébano, ímpeto, óbito, único com inicial maiúscula ou totalmente em maiúsculas, deverá escrever Árvore ou ÁRVORE, Ébano ou ÉBANO, Ímpeto ou ÍMPETO, Óbito ou ÓBITO ou Único ou ÚNICO.

O texto do Acordo Ortográfico, que regula a ortografia do português europeu e que tem regras específicas para o uso de maiúsculas nas bases XXXIX a XLVII, não refere explicitamente este assunto, mas o próprio texto legal contém sempre acentos em maiúsculas, nomeadamente em palavras como "MINISTÉRIO", "Ámon", "Áustria-Hungria", "Nun'Álvares", "Índias" ou no nome do Presidente da República em 1945, "ANTÓNIO ÓSCAR DE FRAGOSO CARMONA".

Outras ortografias de línguas românicas próximas do português, como o espanhol ou o francês, têm o mesmo comportamento. A Real Academia Española (Ortografía de la Lengua Española, Madrid: Editorial Espasa Calpe, 1999, p. 53) refere explicitamente que as maiúsculas levam acento e que a Academia nunca estabeleceu uma norma em sentido contrário. Quanto ao francês, a tradição escolar costuma ensinar que as maiúsculas podem não ser acentuadas, não sendo essa, no entanto, a posição da Académie Française, que recomenda o uso sistemático das maiúsculas acentuadas; também a União Europeia, no Código de Redacção Interinstitucional relativo ao francês postula que as maiúsculas são, em princípio, sempre acentuadas (http://publications.europa.eu/code/fr/fr-240203.htm).




O plural de DVD é DVDs ou DVD's?
A sigla DVD poderá ser usada com a mesma forma para o singular e para o plural (ex.: um DVD, dois DVD) e é esta a opção considerada mais aconselhável.

Uma sigla é um conjunto formado pelas letras iniciais de várias palavras (ex.: DVD = Digital Versatile Disc), usado como uma única palavra pela soletração das letras que o compõem. Como tal, pode também corresponder ao plural de uma ou mais dessas palavras, sem que as iniciais se alterem (EUA, por exemplo, é uma sigla que corresponde a um plural, Estados Unidos da América, sem que seja necessário uma marca dessa flexão). Por este motivo, poderá considerar-se que não há razão lógica para acrescentar um esse (-s) à sigla referida.

No entanto, é muito usual o uso das marcas de flexão nominal em alguns casos, nomeadamente com adjunção de -s no final (ex.: DVDs). Tal uso, não sendo rejeitado pelas regras de ortografia portuguesa (os acordos ortográficos são omissos nesse aspecto), parece resultar da função nominal destas palavras, a que se associa o -s como marca de flexão em número.

O apóstrofo ou plica a anteceder o -s (ex.: *DVD’s) não deverá ser usado, pois não é um mecanismo de flexão da língua portuguesa.


pub

Palavra do dia

chi·me·co |é|chi·me·co |é|


(inglês shoemaker, sapateiro)
nome masculino

[Portugal: Madeira, Informal]   [Portugal: Madeira, Informal]  Pessoa de baixa estatura. = BAIXOTE

Confrontar: chumeco.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/p%C3%B3s-escrito [consultado em 29-11-2021]