Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pé-de-cantiga

pé-de-cantigapé-de-cantigapé de cantiga | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pé·-de·-can·ti·ga pé·-de·-can·ti·ga pé de can·ti·ga


nome masculino

Pretexto.


• Grafia no Brasil: pé de cantiga.

• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: pé de cantiga.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pé-de-cantiga


• Grafia em Portugal: pé-de-cantiga.
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

António Pinheiro da Silva, Maria João Castanheira, Georg Burdicek e Andreas Melcher, em Fevereiro de 2004 Edição e misturas nos Estúdios -de -Meia (Oeiras), por António Pinheiro da Silva, Frederico Pereira, Maria João Castanheira e José Mário Branco, em Fevereiro e Março de 2004 URL: https

Em A Nossa R

Figueira Música: Popular (Alentejo) Intérprete: Grupo Coral da Casa do Povo de Santo Aleixo da Restauração * (in 2CD "O 'Cante' Alentejano": CD 1, Public-Art, 1998) [1.ª cantiga :] Santo Aleixo és tão nobre, Tão sincero, hospitaleiro... És terra de gente pobre, És terra de gente pobre, Mas a virtude é

Em A Nossa R

não vejo ninguém pelo arneiro, me banho co’as patas Ao do salgueiro. Miro-me nas águas, rostinho trigueiro, que mata de amores a muito vaqueiro. Miro-me, olhos pretos e um riso fagueiro, que diz a cantiga que são cativeiro. Em tudo, madrinha, já por derradeiro me vejo mui outra da que era primeiro

Em Geopedrados

a manhã e fazer algumas nufriends! ” Uma segunda voz igualmente enérgica se juntou para completar a cantiga e pontuou o final da música com uma série de toques digitais adicionais em telas de vídeo flutuantes. Sarotska observou com interesse enquanto os dados apareciam à sua frente. A luz

Em confrariadearton.blogspot.com

Da Écloga X Cantiga Descalça vai para a fonte Leanor pela verdura. Vai fermosa e não segura. A talha leva pedrada, pucarinho de feição, saia de cor de limão, beatilha soqueixada; cantando de madrugada, pisa as flores na verdura: Vai fermosa e não segura Leva na mão a rodilha, feita de sua toalha

Em discurso dos dias
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


É com espanto que vejo que na conjugação do verbo haver aparecer a forma houveram. Sempre aprendi que a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito não existe. Podem-me explicar se é moda nova?!
A flexão do verbo haver varia consoante o seu emprego. Assim, quando este é empregue como verbo principal, com os sentidos de “existir” (em 1.a), de "ter decorrido" (em 2.a) e de “acontecer” (em 3.a), ele é impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular. Daí a má formação das frases 1.b), 2.b) e 3.b), assinaladas com asterisco (*):

1. a) Houve muitos deputados investigados.
b) * Houveram muitos deputados investigados.

2. a) Havia duas horas que estava à espera.
b) * Haviam duas horas que estava à espera.

3. a) Na semana passada houve muitos acidentes.
b) * Na semana passada houveram muitos acidentes.

Quando é empregue como verbo principal com outros sentidos que não os de "existir", "ter decorrido" ou "acontecer", é flexionado em todas as pessoas:

4. a) Os organizadores do colóquio houveram por bem encomendar uma sondagem. [achar, considerar]
b) E que bem se houveram os portugueses no confronto! [avir-se]

O verbo haver emprega-se ainda como auxiliar em tempos compostos, sendo também flexionado em todas as pessoas:

5. As encomendas haviam sido entregues.

Como se pode ver pelas frases 4-5, a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito do verbo haver existe, pelo que o conjugador deve incluí-la, não podendo é ser utilizada nos casos em que o verbo é impessoal.




Será que os senhores poderiam explicar porque no português europeu a locução verbal haver de + infinitivo não traz hífen (havemos de ...)?
No português europeu, por convenção e conforme o disposto na Base XXXI do Acordo Ortográfico de 1945, o verbo haver só deve ser ligado por hífen à preposição de nas suas formas monossilábicas, isto é, nas formas que têm apenas uma sílaba (hei-de, hás-de, há-de, hão-de). As restantes formas (em que se inclui havemos) não deverão ser ligadas por hífen.

Esta situação altera-se apenas com a entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990, pois a Base XVII prevê a eliminação do hífen nas formas monossilábicas do verbo haver seguidas da preposição de (hei de, hás de, há de, hão de).

pub

Palavra do dia

ar·ven·se ar·ven·se


(latim arvensis, -e)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Que cresce em terras cultivadas (ex.: espécie arvense).

2. Que produz grão ou forragem (ex.: cultura arvense; produções arvenses).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/p%C3%A9-de-cantiga [consultado em 01-07-2022]