PT
BR
Pesquisar
Definições



metralhar

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
metralharmetralhar
( me·tra·lhar

me·tra·lhar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Disparar metralha ou metralhadora (ex.: o bimotor metralhou o castelo).

2. Crivar, ferir ou matar com metralha ou metralhadora (ex.: a polícia tinha ordens para metralhar os terroristas).

3. [Informal, Figurado] [Informal, Figurado] Dirigir a alguém comentários, críticas, sugestões, etc. de modo contínuo e persistente (ex.: os jornalistas metralharam o ministro com perguntas sobre as novas directivas). = BOMBARDEAR

4. [Informal, Figurado] [Informal, Figurado] Fotografar sem parar (ex.: um batalhão de fotógrafos metralhava o casal que tentava entrar no hotel).

etimologiaOrigem etimológica:metralha + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "metralhar" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Pode-se utilizar a palavra exigencial? Ex.: selecção exigencial de componentes.
Apesar de o adjectivo exigencial não se encontrar registado em nenhum dos dicionários e vocabulários de língua portuguesa à nossa disposição, ele encontra-se bem formado a partir da aposição do sufixo -al ao substantivo exigência, pelo que o seu uso é possível e até muito frequente, como o revelam pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet, especialmente em contextos relativos às áreas da construção e da engenharia civil, com o significado “que é relativo a ou que envolve uma exigência” (ex.: fizeram uma selecção exigencial dos novos materiais).



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).