Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
mentiramentira | s. f.
1ª pess. sing. pret. m.-q.-perf. ind. de mentirmentir
3ª pess. sing. pret. m.-q.-perf. ind. de mentirmentir
Será que queria dizer mentirá?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

men·ti·ra men·ti·ra
(origem controversa)
substantivo feminino

1. Acto de mentir.

2. Engano propositado. = FALSIDADE

3. História falsa. = PATRANHA, PETA, TANGA

4. Aquilo que engana ou ilude. = FANTASIA, ILUSÃO


mentira oficiosa
A que tem por fim tranquilizar sem prejuízo de terceiro.


AntónimoAntônimo Geral: VERDADE


men·tir men·tir - ConjugarConjugar
verbo intransitivo

1. Dizer o que não é verdade.

2. Dizer o que não se pensa.

3. Enganar.

4. [Figurado]   [Figurado]  Falhar, malograr-se.

5. Faltar.

6. Não cumprir o prometido ou o que era de esperar.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "mentira" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber quando usamos a muito tempo e quando usamos há muito tempo.
Para exprimir o tempo decorrido, deverá usar sempre a construção com o verbo haver, isto é, há muito tempo. A expressão a muito tempo só é usada correctamente em contextos muito específicos em que a preposição a é seleccionada por outra palavra mas não há intenção de exprimir o tempo que já passou (ex.: Isso corresponde a muito tempo e não posso esperar; Dez dias para mim são equivalentes a muito tempo).



Qual é o correto: hoje é dia 16 ou hoje são 16?
As duas formas (hoje é dia 16/hoje são 16) estão correctas, pois o verbo ser está a concordar com o predicativo do sujeito no singular (dia 16) ou no plural (16).

O que poderia colocar dúvidas de correcção seria hoje é 16, pois nesse caso não haveria concordância com o predicativo do sujeito. Este caso pode ser interpretado de duas maneiras:

1) Trata-se de uma construção impessoal, isto é, sem sujeito, porque a palavra hoje seria apenas um adjunto adverbial e por isso o verbo, não podendo concordar com o sujeito, deve concordar com o predicativo do sujeito (hoje são 16). Outro exemplo muito semelhante é o das horas (ex.: São 16 horas, ou, se quiséssemos encontrar um adjunto adverbial semelhante, Agora são 16 horas). De acordo com esta interpretação, a construção hoje é 16 estaria incorrecta; no entanto, esta construção é muitas vezes aceite por se entender que a palavra dia está subentendida (hoje é [dia] 16).
2) Trata-se de uma construção em que hoje é sujeito, à semelhança de uma construção como A próxima sexta-feira é dia 16 ou As próximas sextas-feiras serão dia 16 e dia 23. Neste caso, se se entendesse que hoje é sujeito, o verbo poderia concordar com o sujeito ou com o predicativo do sujeito, isto é, as construções Hoje é 16 ou Hoje são 16 estariam correctas.

pub

Palavra do dia

e·du·zir e·du·zir - ConjugarConjugar
(latim educo, -ere, conduzir para fora, tirar, fazer sair, levar)
verbo transitivo

[Pouco usado]   [Pouco usado]  Retirar de algo. = DEDUZIR, EXTRAIR

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/mentira [consultado em 24-08-2019]