Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

medos

masc. pl. de medomedo
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

me·do |é|me·do |é|2


(latim medus, -a, -um)
adjectivo
adjetivo

1. Relativo à Média, região asiática.

nome masculino

2. Natural ou habitante da Média.

3. Língua falada pelos medos.


SinónimoSinônimo Geral: MÉDICO


me·do |é|me·do |é|3


(derivação regressiva de médão)
nome masculino

Monte de areia, geralmente formado pelo vento, nas vizinhanças do mar.Ver imagem = DUNA, CAMARÇÃO, MÉDÃO


me·do |ê|me·do |ê|1


(latim metus, -us)
nome masculino

1. Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaça, reais, hipotéticos ou imaginários. = FOBIA, PAVOR, TERROR

2. Ausência de coragem (ex.: medo de atravessar a ponte). = RECEIO, TEMORDESTEMOR, INTREPIDEZ

3. Preocupação com determinado facto ou com determinada possibilidade (ex.: tenho medo de me atrasar). = APREENSÃO, RECEIO

4. [Popular]   [Popular]  Alma do outro mundo. = FANTASMA

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "medos" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

entre nós largarmos as armas definitivamente e, sem medos , vivermos a paz duradoura..

Em <p>ECLIPSE ARTE<br \>associação cultural</p>artes performativas<br \>performing arts</p>

...permitiram vislumbrar os artefactos que aguardavam quem os manuseasse, percebi que os meus maiores medos eram infundados..

Em Vendo o Mundo de binóculos, do alto de Marvão

...ambientes onde todos se sintam seguros, expressando a sua força, as vulnerabilidades e os medos ..

Em O INDEFECTÍVEL

medos que, se não estivermos atentos, nos impedem de estar à altura dos tempos e...

Em Blog da Sagrada Família

Tempo de medos e bruxarias, Duerer também o apresenta, na

Em Simbologia e Alquimia
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Na frase «O sentinela era um jovem soldado sem nome.» está correctamente aplicado o artigo definido masculino singular «O», ou deverá antes aplicar-se o artigo definido feminino «A» precedendo o nome «sentinela»? Em diferentes textos, surgem as duas diferentes formas, o que me levou a aperceber-me de uma vacilação de género; qual a preferível? E em relação a «ordenança» (enquanto soldado)?
A palavra sentinela designa, numa das suas acepções, o soldado ou, em contextos civis, a pessoa encarregada de efectuar a vigilância. Apesar de poder designar uma pessoa de sexo masculino, esta palavra surge nos dicionários como substantivo sobrecomum, registada apenas com o género feminino, à semelhança de outras palavras como criança ou pessoa. Por este motivo, será aconselhável a frase "A sentinela era um jovem soldado sem nome."

Apesar de o caso de ordenança poder parecer semelhante, o registo em dicionários confere-lhe habitualmente classificação lexical de substantivo de dois géneros, o que faz com que seja possível "O ordenança era um jovem soldado sem nome."

Esta questão varia consoante algumas especificidades lexicais de cada palavra, mas também consoante as actualizações lexicográficas feitas pelos dicionários a partir dos usos linguísticos ou de alterações sociais, culturais ou tecnológicas. O caso é porventura um pouco diferente, mas veja-se, a título de exemplo, a palavra segurança, que passou a ter, nas últimas décadas, uma acepção de substantivo de dois géneros.




Encontramos por vezes escrito portofólio ou portofolio e portefólio ou portefolio. Confuso? Bastante. Mas, na verdade a professora de português da minha filha (no 5.ºano) sugere portofolio. Ora acontece que a mim não me soa nada bem... Podiam-me dar uma ajuda?
A questão colocada diz respeito a uma adaptação ao português de uma palavra estrangeira, portfolio, importada do inglês. Esta palavra pode ser usada na sua forma original (portfolio, sem acento), mas já há algumas propostas de aportuguesamento da sua ortografia.

Tanto o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências, como o Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores, propõem o aportuguesamento com a forma portefólio. O Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora, regista também a forma portefólio, remetendo-a para portfólio, num aportuguesamento menos consensual (com um grupo consonântico -rtf- inexistente noutras palavras portuguesas).

Há ainda uma outra forma, porta-fólio, registada há mais tempo (por exemplo, no Novo Dicionário da Língua Portuguesa de Cândido de Figueiredo, de 1913, ou no Vocabulário da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves, de 1966), mas porventura muito menos frequente para os sentidos mais usuais na actualidade, ligados a um conjunto de imagens ou ao suporte que reúne essas imagens. Dos dicionários referidos, o Houaiss regista esta forma, mas não com os sentidos mencionados e o da Porto Editora remete simplesmente para a forma portfólio, que considera preferencial.

Não surgem registadas em nenhuma obra de referência as formas portofolio ou portofólio, nem a sua formação faz qualquer sentido do ponto de vista etimológico.

Qualquer destas variantes é usada com os sentidos de "carteira para guardar documentos"; "dossiê com informação para apresentar um produto ou uma pessoa profissionalmente"; "carteira de títulos de um investidor".

pub

Palavra do dia

ul·tra·con·ge·la·ção ul·tra·con·ge·la·ção


(ultra- + congelação)
nome feminino

Processo de congelação a uma temperatura muito baixa, geralmente inferior a 40 graus negativos, e num curto período de tempo, para melhor conservar características físicas e químicas (ex.: ultracongelação do pescado).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/medos [consultado em 22-09-2021]