PT
BR
Pesquisar
Definições



martelou

A forma marteloué [terceira pessoa singular do pretérito perfeito do indicativo de martelarmartelar].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
martelarmartelar
( mar·te·lar

mar·te·lar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e intransitivo

1. Dar marteladas em.


verbo transitivo

2. Trabalhar a martelo.

3. [Figurado] [Figurado] Insistir, teimar.

4. Dizer muitas vezes. = REPETIR


verbo intransitivo

5. [Figurado] [Figurado] Bater, latejar (com força).

6. [Informal] [Informal] Executar mal ou de forma a enganar (ex.: martelar as contas). = ALDRABAR

etimologiaOrigem etimológica:martelo + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "martelou" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Uma vez, conversando com uma pessoa que eu não conheço na Internet, ele me disse a seguinte frase: "... não faça pré-concepções prematuras". Ele quis dizer para eu não criar uma imagem dele sem conhecê-lo. Achei isso um pleonasmo. Ele disse que não, pois indica que eu fiz uma concepção antecipada e fora do tempo. Mesmo sendo estranho a pronúncia ele estava certo?
Uma pré-concepção (ou preconceito) é um conceito criado previamente ou sem fazer um exame. No entanto, isto não quer dizer que seja necessariamente prematuro, pois este adjectivo indica que foi feito antes do tempo próprio (se se entender que pode haver um tempo próprio para fazer preconcepções). Apesar de a expressão "preconcepção prematura" poder parecer pleonástica, não o é necessariamente.



Como se classifica gramaticalmente a forma levemo-lo?
Gramaticalmente, levemo-lo corresponde a uma forma do verbo levar na primeira pessoa do plural do imperativo (ex.: amigos, levemos isto daqui já), seguido do pronome átono o, que assume a forma -lo por estar a seguir a uma forma verbal terminada num -s (que desaparece: levemos + o = levemo-lo).

A forma levemos, isoladamente, poderá corresponder também ao presente do conjuntivo (ex.: é preciso que levemos isto daqui), mas, como tem o pronome átono em posição enclítica (depois do verbo), não corresponde a esse tempo, pois o presente do conjuntivo é normalmente antecedido da conjunção que, com propriedades de atracção do pronome átono (ex.: é preciso que o levemos daqui), não sendo considerada gramatical uma construção proclítica nesse caso (ex.: *é preciso que levemo-lo daqui).