PT
BR
Pesquisar
Definições



jeje

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
jejejeje
|ê| |ê|
( je·je

je·je

)


nome de dois géneros

1. [Etnologia] [Etnologia] Indivíduo dos jejes, povo africano.


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

2. [Etnologia] [Etnologia] Relativo ou pertencente aos jejes.

3. [Brasil] [Brasil] [Religião] [Religião] Relativo ao candomblé que usa divindades e rituais introduzidos no Brasil por esse povo (ex.: panteão jeje).


nome masculino

4. [Linguística] [Lingüística] [Linguística] Língua nigero-congolesa falada pelos jejes.

jejes


nome masculino plural

5. [Etnologia] [Etnologia] Grupo étnico africano que habita nas regiões costeiras do Sul do Gana, Togo e Benim.

etimologiaOrigem etimológica:do ioruba.
Confrontar: jejé, jejê.

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Poderiam esclarecer o feminino de chimpanzé? Seria a chimpanzé ou o chimpanzé fêmea?
A palavra chimpanzé é um epiceno, isto é, um substantivo que tem apenas um género (masculino ou feminino) para designar um animal, seja ele macho ou fêmea. Sempre que é necessário referir o sexo dos animais, usa-se as palavras macho ou fêmea pospostas ao nome do animal. Por este motivo, o feminino de chimpanzé deverá ser o chimpanzé fêmea. Se se tratasse de girafa, o masculino seria a girafa macho.

Além de chimpanzé, são também exemplos de epiceno palavras como falcão, girafa, melga ou tigre.




Como se classifica gramaticalmente a forma levemo-lo?
Gramaticalmente, levemo-lo corresponde a uma forma do verbo levar na primeira pessoa do plural do imperativo (ex.: amigos, levemos isto daqui já), seguido do pronome átono o, que assume a forma -lo por estar a seguir a uma forma verbal terminada num -s (que desaparece: levemos + o = levemo-lo).

A forma levemos, isoladamente, poderá corresponder também ao presente do conjuntivo (ex.: é preciso que levemos isto daqui), mas, como tem o pronome átono em posição enclítica (depois do verbo), não corresponde a esse tempo, pois o presente do conjuntivo é normalmente antecedido da conjunção que, com propriedades de atracção do pronome átono (ex.: é preciso que o levemos daqui), não sendo considerada gramatical uma construção proclítica nesse caso (ex.: *é preciso que levemo-lo daqui).