Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
janelajanela | s. f. | s. f. pl.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ja·ne·la |é| ja·ne·la |é|
(latim vulgar januella, diminutivo de janua, -ae, porta, entrada)
substantivo feminino

1. Abertura feita em parede ou telhado de uma construção, para deixar entrar claridade e ar.

2. Moldura geralmente móvel, de madeira ou metal, envidraçada, que serve para tapar essa abertura.Ver imagem

3. Abertura semelhante, em veículos, que possibilita visibilidade e ventilação.

4. Abertura, geralmente revestida de material transparente, em envelope ou embalagem, para se poder ver o que está dentro.

5. [Informática]   [Informática]  Num ecrã, área geralmente rectangular que permite visualizar um conjunto de informações ou elementos gráficos diferentes do que está visível no resto do ecrã.

6. [Tipografia]   [Tipografia]  Num texto impresso, espaço deliberadamente deixado em branco ou resultante de falha de impressão.

7. [Geologia]   [Geologia]  Falha provocada por erosão.

8. [Informal]   [Informal]  Qualquer buraco ou rasgão, especialmente na roupa e no calçado.

9. [Informal]   [Informal]  Período de tempo livre entre dois períodos ocupados. = INTERVALO


janelas
substantivo feminino plural

10. [Popular, Figurado]   [Popular, Figurado]  Olhos.


janela de guilhotina
A que se abre levantando o caixilho inferior.Ver imagem

janela de peito
[Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]  A que tem por parapeito a própria parede.

janela de sacada
[Arquitectura]   [Arquitetura]   [Arquitetura]  Janela aberta até ao nível do pavimento do andar.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "janela" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


De acordo com as regras de colocação pronominal, usa-se próclise após advérbios e ênclise após gerúndios, sem o EM. Sendo assim, como ficaria a frase: quase o arrastando ou quase arrastando-o?
No português de Portugal, se não houver algo que atraia o clítico para outra posição, a posição padrão é a ênclise, isto é, a colocação do clítico depois do verbo (ex.: Ele arrastou-o).

Para o português do Brasil, a posição padrão é a próclise, isto é, a colocação do clítico antes do verbo (ex.: Ele o arrastou).

Tanto na norma de Portugal, como na norma do Brasil, a maioria dos advérbios e das preposições têm a propriedade de atrair o clítico, motivo pelo qual, com a utilização do gerúndio antecedido da preposição em ou do advérbio quase, o clítico é habitualmente colocado antes da forma verbal (ex.: em o arrastando; quase o arrastando).




Na frase "Muitos meses passaram desde a morte de sua mãe." como classificamos a palavra "muitos"?
A palavra muito pode ter a classificação de pronome indefinido (ex.: Havia laranjas na árvore, mas muitas já estavam no chão.), determinante indefinido (ex.: Estava muita gente na repartição para ser atendida.), advérbio (ex.: O prédio é muito grande. Eles não trabalham muito.) ou substantivo masculino (ex.: Nunca lhe agradeceu o muito que ele fez por ela.). Na frase que refere, e como pode constatar pelos exemplos acima, a palavra muito tem a função de determinante indefinido, concordando em género e número com o nome a que se refere e especificando o seu sentido.
pub

Palavra do dia

su·bóp·ti·mo |ót| su·bó·ti·mo su·bó·ti·mo
(latim optimus, -a, -um, superlativo de bonus, -a, -um, bom)
adjectivo
adjetivo

Que não atinge a mais alta qualidade; que corresponde a um padrão abaixo de óptimo (ex.: o desempenho ainda está num nível subóptimo).


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: subótimo.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: subóptimo.


• Grafia no Brasil: subótimo.

• Grafia em Portugal: subóptimo.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/janela [consultado em 27-06-2019]