Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
intra-ocularintraocularintra-ocularintraocular | adj. 2 g.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

in·tra·-o·cu·lar in·tra·o·cu·lar in·tra·-o·cu·lar in·tra·o·cu·lar
(intra- + ocular)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Relativo ao interior do olho (ex.: pressão intra-ocular).

2. Que ocorre, se localiza ou se aplica dentro do olho (ex.: lente intra-ocular).


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: intraocular.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: intra-ocular.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: intraocular.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: intra-ocular

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "intra-ocular" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Lendo um livro de História da Sociedade Brasileira, deparei-me com a seguinte afirmação: O Brasil perdia o direito de "asiento". Recorri ao dicionário mas nada encontrei, a respeito dessa palavra. Vossa Senhoria pode me dizer o significado?
A palavra espanhola asiento é usada em textos de História para designar um tratado ou acordo através do qual um grupo de comerciantes recebia da coroa espanhola uma rota comercial ou o monopólio de um produto. Eram muito lucrativos os asientos para o tráfico de escravos, motivo pelo qual estes são os mais conhecidos, nomeadamente o direito de asiento concedido por Espanha aos negreiros portugueses para comércio de escravos para a América durante o domínio filipino (principalmente entre 1595 e 1640), ou, antes disso, os asientos de Manuel Caldeira (1513-1593), por exemplo, ou ainda o direito de asiento concedido por 30 anos a Inglaterra no fim da Guerra da Sucessão Espanhola.



Qual a função sintáctica de «a médico, confessor e advogado» na frase «a médico, confessor e advogado nunca enganes»: A. complemento indirecto B. complemento directo C. sujeito
A frase que refere é em tudo semelhante à que é apresentada na Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra (Lisboa: Ed. João Sá da Costa, 1998, 14.ª ed., p. 143), como exemplo de uma frase com objecto (ou complemento) directo preposicionado. O constituinte sintáctico a médico, confessor e advogado desempenha aqui a função de complemento directo, ainda que preposicionado, pois, se por regra o complemento directo não é introduzido por preposição, neste caso, e segundo a mesma gramática, “o emprego da preposição não obrigatória transmite à relação um vigor novo, pois o reforço que advém do conteúdo significativo da preposição é sempre um elemento intensificador e clarificador da relação verbo-objecto” (p. 555). Os complementos directos preposicionados contêm normalmente a preposição a e são estruturas algo raras na língua actual; têm como principal função a desambiguação dos constituintes, especialmente quando há inversão da ordem canónica ou elisão do verbo (ex.: ao médico enganou o rapaz e ao confessor a rapariga), ou a ênfase de um constituinte, normalmente em estruturas ligadas a verbos como adorar, amar, bendizer, estimar (ex.: os crentes amam a Deus; estima muito aos teus pais).
pub

Palavra do dia

o·fu·ro o·fu·rô
(do japonês)
substantivo masculino

Banheira funda, geralmente circular, feita de madeira ou de outros materiais, que permite banhos quentes de imersão.


• Grafia no Brasil: ofurô.

• Grafia no Brasil: ofurô.

• Grafia em Portugal: ofuro.

• Grafia em Portugal: ofuro.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/intra-ocular [consultado em 12-12-2019]