Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

dicai

2ª pess. pl. imp. de dicardicar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

di·car di·car

- ConjugarConjugar

(latim dico, -are)
verbo transitivo

Dedicar, consagrar.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho visto e utilizado com frequência a palavra contratualização; no entanto, não sei se a mesma realmente existe em português ou se provém de outra língua qualquer.
O substantivo contratualização é uma derivação do verbo contratualizar. Estas duas palavras seguem as regras de boa formação na língua portuguesa, pois a palavra contratualizar é formada com adjunção do sufixo -izar ao adjectivo contratual, formando um verbo com o significado aproximado de “dar carácter contratual” ou “estabelecer de forma contratual”. A palavra contratualização corresponde, por sua vez, à adjunção do sufixo -ção ao verbo, designando o “acto ou efeito de contratualizar”. Ambas as palavras usam dois sufixos (-izar e -ção) de alta produtividade em português na formação de neologismos (seguem o mesmo paradigma, por exemplo, dos pares actualizar/actualização, conceptualizar/conceptualização, visualizar/visualização) e uma pesquisa em corpora e motores de busca na internet evidencia o seu uso muito divulgado.



Agradecia um esclarecimento em relação à utilização de maiúsculas ou minúsculas quando falamos em nacionalidade. Na frase "A firma Portuguesa X pertence a uma cooperativa Japonesa", Portuguesa e Japonesa devem escrever-se em maiúsculas ou minúsculas? No caso de se poder escrever das duas formas, alguma delas é mais correcta? Preciso de escrever esta frase num contexto legal, daí a minha pergunta.
O uso das maiúsculas está regulamentado pelas bases XXXIX a XLVII do Acordo Ortográfico em vigor para o português europeu. A dúvida colocada diz respeito ao uso de maiúsculas no que é designado no Acordo por "nomes étnicos", isto é, nomes que designam os naturais ou habitantes de uma região ou os pertencentes a grupos humanos como etnias ou afins, ou os respectivos adjectivos, relativos a essa região ou a esses grupos humanos específicos. O texto legal do Acordo afirma que se escrevem com maiúscula "os nomes de raças, povos ou populações, qualquer que seja a sua modalidade", apresentando como exemplos "os Açorianos, os Americanos, os Brasileiros, os Cariocas, os Hispanos, os Lisboetas, os Louletanos, os Marcianos, os Mato-Grossenses, os Minhotos, os Murtoseiros, os Negros, os Portugueses, os Tupinambás". Deve notar-se, no entanto, que se trata do nome ou substantivo, e não do adjectivo (ex.: transportes açorianos, presidente americano); além disso, os nomes étnicos para os quais o Acordo recomenda o uso de maiúscula devem distinguir-se dos nomes comuns que não designam todo o grupo étnico, "e que, como tais, exigem o emprego da minúscula inicial: muitos americanos, quaisquer portugueses, todos os brasileiros".

Pelos motivos acima apontados, não há qualquer motivo para escrever com inicial maiúscula os adjectivos português e japonês na frase A firma portuguesa X pertence a uma cooperativa japonesa.

pub

Palavra do dia

pon·to·nei·ro pon·to·nei·ro


(pontão, na forma ponton- + -eiro)
nome masculino

1. [Militar]   [Militar]  Militar de engenharia especializado na construção de pontes ou pontões.

2. Construtor de pontões.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/dicai [consultado em 16-05-2021]