PT
BR
Pesquisar
Definições



continuamente

A forma continuamentepode ser [derivação de contínuocontínuo] ou [advérbio].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
continuamentecontinuamente
( con·ti·nu·a·men·te

con·ti·nu·a·men·te

)


advérbio

De modo contínuo.

etimologiaOrigem etimológica:contínuo + -mente.
contínuocontínuo
( con·tí·nu·o

con·tí·nu·o

)


adjectivoadjetivo

1. Que não cessa. = CONTINUADO, CONSTANTE, ININTERRUPTO, SEGUIDO, SUCESSIVODESCONTÍNUO

2. Que não tem separadas umas das outras as partes de que se compõe.

3. Que é regular.

4. [Fonética] [Fonética] Que é produzido sem um fechamento completo à passagem do ar (ex.: consoante contínua; som contínuo). = CONTINUANTE


nome masculino

5. Sequência ininterrupta.

6. Aquilo que não tem intervalos, interrupções ou lacunas.

7. Máquina de fiar.

8. [Administração] [Administração] Funcionário administrativo de empresa ou repartição pública.

9. [Administração] [Administração] Funcionário que, geralmente em ambiente escolar, desempenha funções nas áreas da organização, higiene, limpeza e vigilância.


de contínuo

Sem interrupções.

Sem demoras; de imediato.

etimologiaOrigem etimológica:latim continuus, -a, -um.

Auxiliares de tradução

Traduzir "continuamente" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual o antônimo de pensando.
É difícil encontrar uma palavra antónima para o verbo pensar (o mais fácil é a locução não pensar). No entanto, e apenas em alguns contextos, é possível utilizar o antónimo esquecer (por exemplo, pensou no pai) ou desconhecer (por exemplo, pensou na solução mais correcta).



Qual a forma correcta de pronúncia da palavra menu : "ménu" ou "menú"?
Na questão colocada, não está em causa a acentuação (a palavra é sempre acentuada na última sílaba: menu), mas a qualidade da vogal. Por exemplo, uma vogal que corresponde à letra e pode corresponder ao som [È], como em fé, ao som [e], como em dedo, ao som [i], como em de ou medicina, ou ainda ao som [á], como por vezes em coelho.

No português, como regra geral (com muitas excepções), as vogais que não pertencem a uma sílaba tónica são elevadas. Por exemplo, no caso da vogal e nas palavras génio e genial, o som [È] (vogal mais baixa) da palavra nio (com acento tónico em ) passa a pronunciar-se [i] (vogal mais alta) em genial pois a sílaba tónica passou a ser a última genial.

Esta regra geral aplica-se a menu e aí, como a sílaba tónica é nu, a sílaba me pode pronunciar-se [mi]nu, como em de ou medicina, (e é esta a pronúncia registada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia da Ciências/Verbo e, posteriormente, no Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora). A palavra menu, apesar de já ser usada correntemente em português, é de origem francesa, sendo pronunciada com [i] também nessa língua. Desta forma, não há então motivo fonológico ou etimológico para se pronunciar menu com é aberto.