Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

cole

colecole | n. m.
colecole | n. 2 g.
colecole | n. m.
1ª pess. sing. pres. conj. de colarcolar
3ª pess. sing. imp. de colarcolar
3ª pess. sing. pres. conj. de colarcolar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

co·le co·le 2


(latim collis, -is)
nome masculino

[Antigo]   [Antigo]  Colina, monte, outeiro.


co·le co·le 3


(inglês collie)
nome de dois géneros

[Zootecnia]   [Zootecnia]  Cão de médio porte, de origem escocesa. = CÓLI


co·le co·le 1


(inglês coolie)
nome masculino

1. [Antigo, Depreciativo]   [Antigo, Depreciativo]  Colono ou trabalhador assalariado indiano ou chinês das ex-colónias europeias.

2. [Antigo, Depreciativo]   [Antigo, Depreciativo]  Pessoa de origem asiática.


SinónimoSinônimo Geral: COLI, CULE, CÚLI


co·lar co·lar 2

- ConjugarConjugar

(cola + -ar)
verbo transitivo

1. Pegar ou unir com cola.

2. Juntar cola para dar consistência.

3. Ajustar, ligar.

4. Aplicar sobre.

5. [Informática]   [Informática]  Inserir texto ou outro conteúdo copiado para a área de transferência.

6. [Jogos]   [Jogos]  Encostar à tabela (a bola do bilhar).

7. [Enologia]   [Enologia]  Clarificar o vinho com cola.

verbo transitivo e pronominal

8. Pôr ou ficar muito perto de algo (ex.: colou as costas à parede; colou-se ao carro da frente). = ENCOSTAR

verbo intransitivo

9. Assentar, ficar, adaptar-se.

10. [Informal]   [Informal]  Ser considerado verdadeiro ou digno de crédito (ex.: a história que ele conta não cola). = PEGAR

verbo transitivo e intransitivo

11. [Brasil]   [Brasil]  Fazer uso de cola, de apontamento fraudulento como auxílio em testes ou exames. (Equivalente no português de Portugal: cabular.)


co·lar co·lar 3

- ConjugarConjugar

(latim coll[atio, -onis] reunião, encontro, embate, contribuição + -ar)
verbo transitivo

1. Conferir benefício eclesiástico.

2. Dar posse em emprego, cargo ou função. = INVESTIR

3. [Brasil]   [Brasil]  Receber grau académico.


co·lar co·lar 1


(latim collare, -is, coleira)
nome masculino

1. Ornato para trazer ao pescoço.Ver imagem

2. Insígnia de certas ordens.

3. Gola, colarinho.Ver imagem

4. Plumagem de diferente cor no pescoço das aves.

5. [Figurado]   [Figurado]  Jugo; sujeição.


colar cervical
[Medicina]   [Medicina]  Aparelho ortopédico usado sobre o pescoço para tratar de dores, traumatismos na zona cervical ou impedir movimentos da espinha dorsal e suportar a cabeça (ex.: colar cervical semi-rígido).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "cole" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

”, afirma Juan Cole , professor de história na Universidade de Michigan e pesquisador do Oriente Médio..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

12 de outubro de 2000 Bombardeiros suicidas atacam o USS Cole no

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

Singer, August Cole (2020)..

Em intergalacticrobot

Cole Basset, médio centro de 20 anos do Colorado Rapids, emblema da MLS, revelou que...

Em Fora-de-jogo

...colaborando com grandes nomes da indústria da música desde então, dentre eles: Nat King Cole

Em Geopedrados
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Numeração ordinal: numa série de dois mil e trezentos blocos, que lugar ocupa o último bloco? Será o dumilésimo tricentésimo lugar?
A numeração ordinal a partir de 2000 utiliza frequentemente numerais cardinais para quantificar os milésimos (2000º = dois milésimo, 3000ª = três milésima, 11000º = onze milésimo). Adicionalmente, é também possível, como afirma Evanildo BECHARA em Moderna Gramática Portuguesa (Rio de Janeiro: Lucerna, 2002, pp. 206-209), formar estes numerais utilizando ordinais para quantificar os milésimos, se se tratar de um número "redondo", isto é, sem outro algarismo além do zero nas unidades, dezenas e centenas (2000º = segundo milésimo, 3000ª = terceira milésima, 11000º = décimo primeiro milésimo).

Não obstante, o Dicionário Houaiss regista alguns numerais ordinais sintéticos relativos a números acima de 1999, utilizando cultismos formados a partir de prefixos latinos: 2000º = bismilésimo, 3000º = termilésimo, 4000º = quatermilésimo, 5000º = quinquiesmilésimo, 6000º = sexiesmilésimo, 7000º = septiesmilésimo, 8000º = octiesmilésimo, 9000º = noviesmilésimo, 10000º = deciesmilésimo. Para todos estes numerais, o dicionário observa que são usualmente substituídos pela locução com o numeral cardinal seguido de milésimo (segundo milésimo, terceiro milésimo, quarto milésimo, quinto milésimo, sexto milésimo, sétimo milésimo, oitavo milésimo, nono milésimo, décimo milésimo).

As indicações acima são válidas também para os ordinais correspondentes a milhões (2000000º = dois milionésimo ou segundo milionésimo, 3000000ª = três milionésima ou terceira milionésima, 11000000º = onze milionésimo ou décimo primeiro milionésimo).

Especificamente sobre o numeral ordinal correspondente ao número 2300 poderá então ser uma de quatro hipóteses (uma vez que o numeral ordinal correspondente a 300 pode, por sua vez, corresponder a tricentésimo ou a trecentésimo): dois milésimo tricentésimo, dois milésimo trecentésimo, bismilésimo tricentésimo ou bismilésimo trecentésimo.
A palavra dumilésimo não se encontra registada em nenhum dicionário consultado, e resulta de uma analogia com ducentésimo, o ordinal correspondente à posição 200, que deriva do latim ducenti "duzentos".




Gostaria de saber se existe alguma regra de fonética para o plural de palavras tais como: fogo, poço, jogo... É que eu fui ensinado a pronunciar: fógos, póços, jógos... ao invés de fôgos, pôços, jôgos... (os acentos estão só como indicadores de fonética). É que recentemente tenho ouvido alguns jornalistas pronunciar estas palavras com entoação "ô"...? Agradecia que me esclarecessem esta dúvida.
Não existe oficialmente nenhuma regra fonética em português que dê conta da alternância vocálica entre o singular e o plural de palavras como fogo, poço, jogo, contorno, despojo, esforço, imposto, ovo, tijolo, troço.

As gramáticas e os prontuários incluem estas palavras em listas de vocábulos cuja vogal tónica, no singular, é o o fechado /ô/ mas que no plural se transforma em o aberto /ó/. Há, no entanto, muitos casos em que o singular e o plural mantêm o mesmo o fechado, como por exemplo acordo(s) /ô/, gosto(s) /ô/ ou sopro(s) /ô/ (pode encontrar mais exemplos na Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra, p. 184). Essas listas são relativamente extensas e difíceis de memorizar, o que pode estar na origem de dúvidas relativas à pronúncia desses termos.

Na sua Moderna Gramática Portuguesa (p. 124), Evanildo Bechara afirma que se tem recorrido à etimologia latina desses termos e ao paralelismo com a língua espanhola para desfazer hesitações de pronúncia, mas que tal não esclarece todas as dúvidas.

No artigo "Histórias de O", Ernesto d'Andrade faz a revisão de vários estudos desta alternância em português e fornece uma análise mais técnica, com base fonológica, deste fenómeno.

O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa contém indicações de pronúncia, tanto no singular, quanto no plural dessas palavras.

pub

Palavra do dia

po·da·gra po·da·gra


(latim podagra, -ae)
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]  Doença articular decorrente do excesso de ácido úrico, que provoca inflamação dolorosa, em especial nos pés e é geralmente acompanhada de inchaço; gota nos pés.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/cole [consultado em 17-09-2021]