PT
BR
Pesquisar
Definições



chapada

A forma chapadapode ser [feminino singular de chapadochapado], [feminino singular particípio passado de chaparchapar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
chapadachapada
( cha·pa·da

cha·pa·da

)


nome feminino

1. Planura ou chã no meio da encosta de um monte ou num terreno elevado. = ALTIPLANO, PLANALTO

2. Terreno ou lugar plano. = CHAPA, PLANÍCIE

3. Pancada de chapa.

4. Pancada dada na cara com a mão aberta. = BOFETADA

5. Porção de líquido que se atira de uma vez.

6. [Popular] [Popular] Remendo.


andar à chapada

Brigar com desforço físico.

etimologiaOrigem etimológica:feminino de chapado.
chaparchapar
( cha·par

cha·par

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Pôr chapa em. = CHAPEAR

2. Segurar com chapa.

3. Dar forma plana, de chapa, a algo. = ACHATAR, CHAPEAR

4. Cunhar moeda.

5. [Informal, Figurado] [Informal, Figurado] Aplicar com força. = ESPETAR, PESPEGAR

6. [Informal, Figurado] [Informal, Figurado] Dizer com franqueza, sem rodeios.


verbo pronominal

7. [Informal] [Informal] Cair de frente para o chão. = ESPALHAR-SE, ESTATELAR-SE

etimologiaOrigem etimológica:chapa + -ar.
chapadochapado
( cha·pa·do

cha·pa·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que se chapou.

2. [Informal] [Informal] Que não tem diferença ou alteração visível ou considerável (ex.: ela é o retrato chapado da mãe). = EXACTO

3. [Informal] [Informal] Que não deixa muitas dúvidas (ex.: sinto-me uma idiota chapada). = COMPLETO, PERFEITO, REMATADO

4. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Que está inerte ou sonolento devido ao efeito de drogas ou álcool (ex.: chapado de maconha). = DROGADO

5. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Admirado, espantado, surpreendido (ex.: fiquei muito chapada com a qualidade do filme).

etimologiaOrigem etimológica:particípio de chapar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "chapada" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Peço auxílio para a composição de palavras com prefixos gregos e latinos. Quando são em justaposição e quando são em aglutinação? Minha dúvida neste momento é com a palavra intra + esclerótico.
A existência ou não de hífen depois de prefixos gregos e latinos é difícil de sistematizar em poucas linhas, pois isso difere consoante os prefixos (há até divergências ligeiras entre a norma europeia e a norma brasileira do português, por serem diferentes as obras de maior referência neste aspecto).

No caso de intra- (este caso aplica-se também aos prefixos contra-, extra-, infra-, supra- e ultra-), de acordo com a Base XXIX do Acordo Ortográfico de 1945, deve usar-se hífen antes de palavras iniciadas por vogal (ex.: intra-arterial, intra-ocular), h (ex.: intra-hepático), r (ex.: intra-raquidiano) ou s (ex.: intra-sinovial). Assim sendo, deve escrever-se intra-esclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1945, para o português de Portugal, ou o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil.

Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, e segundo a Base XVI, o prefixo intra- (assim como todos os prefixos ou elementos prefixais com o mesmo contexto ortográfico, isto é, terminados na letra a) deve aglutinar-se sempre com o elemento seguinte (ex.: intraocular), excepto se este começar por a (ex.: intra-arterial) ou h (ex.: intra-hepático). No caso de o elemento seguinte começar por r ou s, essas consoantes devem ser dobradas (ex.: intrarraquidiano, intrassinovial). Assim sendo, deve escrever-se intraesclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1990.




Agradeço que me informem como devo pronunciar a palavra maximizar, isto é, se deve ser macsimizar ou massimizar.
A letra -x- da palavra maximizar poderá ser pronunciada [ks] ou [s] e é esta a opção dos dicionários de língua que registam a transcrição fonética (por exemplo, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências ou do Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora), pois se por um lado deriva do adjectivo e substantivo máximo, cujo -x- se lê habitualmente [s] no português europeu, por outro tem alguma influência do inglês (maximise ou maximize) ou do francês (maximiser).