Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

carinha

carinhacarinha | n. f.
derivação fem. sing. de caracara
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ca·ri·nha ca·ri·nha


(cara + -inha, feminino de -inho)
nome feminino

1. Cara pequena.

2. Símbolo gráfico ou sequência de caracteres que expressa uma emoção, uma atitude ou um estado de espírito, em especial quando representa uma face [ex.: :-), :-(, :-P; :'( ], geralmente usado na comunicação electrónica informal.


ca·ra ca·ra


(latim cara, -ae, face, rosto, do grego kára, cabeça)
nome feminino

1. Parte anterior da cabeça. = FACE, ROSTO

2. [Figurado]   [Figurado]  Expressão da face (ex.: cara alegre). = FISIONOMIA, SEMBLANTE

3. [Por extensão]   [Por extensão]  Frente ou lado anterior de certos objectos.

4. Aspecto exterior de algo. = APARÊNCIA, AR

5. Lado da moeda em que está a efígie.

6. Atrevimento, ousadia.

nome masculino

7. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Pessoa de quem se omite ou desconhece o nome. = SUJEITO, TIPO

8. [Tauromaquia]   [Tauromaquia]  Forcado que se agarra ao touro pela frente e tenta subjugá-lo.

nome de dois géneros

9. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Forma de tratamento usada como vocativo ou como incitamento (ex.: vamos lá, cara?).


andar de cara à banda
[Informal]   [Informal]  O mesmo que ficar de cara à banda.

atirar à cara
[Informal]   [Informal]  Fazer críticas ou censuras em presença da pessoa em causa. = EXPROBRAR, LANÇAR EM ROSTO

Recordar favores prestados ou factos passados, na presença da pessoa interveniente.

bater com a cara na porta
[Informal]   [Informal]  Encontrar encerrado um espaço, um estabelecimento, uma casa, não conseguindo alcançar quem ou o que se procurava. = BATER COM O NARIZ NA PORTA

cara a cara
Em posição em que um está diante do outro. = FACE A FACE, FRENTE A FRENTE

De modo frontal ou directo; sem subterfúgios (ex.: fez as críticas cara a cara). = FRONTALMENTE

cara de caso
Ar sério de preocupação ou de apreensão.

cara de cu
[Calão, Depreciativo]   [Tabuísmo, Depreciativo]  Semblante descontente ou contrariado (ex.: ficar com cara de cu).

[Calão, Depreciativo]   [Tabuísmo, Depreciativo]  Expressão usada com o intuito de insultar a pessoa a quem é dirigida (ex.: sai da frente, cara de cu).

cara de enterro
[Informal]   [Informal]  Semblante triste ou grave (ex.: estão todos com cara de enterro).

cara de Páscoa
Rosto alegre, pessoa risonha e prazenteira.

cara de pergaminho
Faces secas e enrugadas.

cara de poucos amigos
[Informal]   [Informal]  De mau humor; com ar severo (ex.: o sujeito, corpulento, cara de poucos amigos, nem sequer respondeu à pergunta). = CARRANCUDO

cara de tacho
[Informal]   [Informal]  Ar desapontado ou surpreendido (ex.: a pergunta deixou o entrevistado com cara de tacho).

cara de vergalho
[Informal]   [Informal]  Rosto carrancudo, que denota mau humor ou antipatia.

cara ou coroa
Jogo em que se atira ao ar uma moeda, ganhando o jogador que adivinhar qual dos lados ficará para cima.

Pergunta que se faz antes de se jogar uma moeda ao ar para decidir uma questão ou fazer uma escolha.

com cara de asno
[Informal]   [Informal]  Desapontado, de boca aberta.

dar a cara
[Informal]   [Informal]  Assumir a responsabilidade por algo.

dar com a cara na porta
[Informal]   [Informal]  O mesmo que bater com a cara na porta.

encher a cara
[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Beber muito, até ficar bêbedo. = EMBEBEDAR-SE, EMBRIAGAR-SE

estar na cara
[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Ser evidente; ser óbvio (ex.: estava na cara que isso não ia dar certo).

fazer cara feia
[Informal]   [Informal]  Mostrar desagrado ou rejeição (ex.: não adianta fazer cara feia, eles não vão recuar na venda do apartamento).

ficar de cara à banda
[Informal]   [Informal]  Sentir-se envergonhado, humilhado.

ir com a cara de
[Informal]   [Informal]  Simpatizar (ex.: acho que ele não foi com a minha cara).

mandar à cara
[Informal]   [Informal]  O mesmo que atirar à cara.

perder a cara
Ficar desacreditado ou malvisto. = PERDER A FACE

quebrar a cara
[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Não alcançar o resultado esperado; não ser bem-sucedido. = FALHAR, FRACASSAR

[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Passar vergonha.

ter duas caras
[Informal]   [Informal]  Ser falso, hipócrita ou desonesto.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "carinha" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...O ator Luiz Carlos Araújo, de 42 anos, conhecido por atuar na novela " Carinha de Anjo", do SBT, e em musicais, foi encontrado morto no último sábado, dia...

Em Caderno B

se olharem para a carinha do fatelinha da SICN percebem logo porque ele é WEIGLISTA, parece um eclesiástico, um...

Em Coluna D'Águias Gloriosas

(a carinha de SER VIÇAL dele não engana ninguém

Em Coluna D'Águias Gloriosas

3ª saí com uma morena, 20 anos, corpo firme, carinha laroca, e na hora H isto não se levantou!!

Em Fonte do Lavra

O casting é perfeito: Félix Lefebvre tem a carinha de inocente que seu papel requer, e Benjamin Voisin, como seu namorado mais safo,...

Em www.tonygoes.com.br
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Venho por este meio para me tirarem uma dúvida que é a seguinte: Quando uma pessoa muda de uma região para a outra, mas dentro do próprio país, como se diz? Emigrar ou Imigrar? E quando uma pessoa vai para outro país para trabalhar e para viver?
Os verbos emigrar e imigrar têm em comum o significado de migrar, e apenas diferem no ponto de vista, isto é, emigrar é "sair, temporária ou definitivamente, do seu país ou região" e imigrar é "entrar e fixar-se, periódica ou definitivamente, num outro país ou região" (o mesmo se aplica aos respectivos derivados, como emigrante/imigrante, emigração/imigração). Esta diferença deve-se ao facto de o verbo emigrar conter, já em latim, um elemento e- ou ex-, que deriva da preposição latina ex e que indica "movimento para fora", da mesma forma que o verbo imigrar contém um elemento i- ou in-, que deriva da preposição latina in e que indica "movimento para dentro".

Assim, pode dizer-se, por exemplo, que um português que vai trabalhar para o estrangeiro emigra, relativamente a Portugal (ex.: o pai dele emigrou aos 17 anos; estava a pensar emigrar para a Austrália), e imigra, relativamente ao país de acolhimento (ex.: a família imigrou e já vive neste país há uma década); da mesma forma, um estrangeiro que veio trabalhar para Portugal é imigrante neste país (ex.: os imigrantes permitem rejuvenescer a população envelhecida) e emigrante no seu país de origem (ex.: todos os meses, o emigrante envia dinheiro à família).

Como foi dito acima, qualquer um destes verbos (e ainda o verbo migrar) pode ser usado tanto para uma acção de mudança de país como de região (ex.: abandonaram o cultivo dos campos e emigraram para a cidade; imigrara vinte anos antes, vindo dos Açores).




...para um dia ser de vossa utilidade. Gostaria de saber se na frase acima o emprego do pronome vossa é errado.
Se não analisarmos o contexto, não há nenhuma incorrecção no fragmento frásico que nos apresenta, pois o pronome pessoal vossa pode dizer respeito à segunda pessoa do plural (vós), inferindo-se que essa é a forma de tratamento utilizada (ex.: Aprendei [vós] esta lição, para um dia ser de vossa utilidade).

Deduzimos, no entanto, que a dúvida diz respeito à utilização do pronome de segunda pessoa vosso no contexto de um tratamento por vocês, que corresponde a uma terceira pessoa gramatical.

Esta utilização é muito comum e está a ser cada vez mais aceite, apesar de ser desaconselhada por alguns gramáticos, que aconselhariam o uso do pronome seu, sua no mesmo contexto (ex.: Aprendam [vocês] esta lição, para um dia ser de sua utilidade).

O Dicionário da Língua Portuguesa da Academia das Ciências de Lisboa, por exemplo, apesar de registar no verbete vosso que este pronome é usado no tratamento por vós e no tratamento por vocês observa que "no uso mais purista da língua, aconselha-se seu, sua em vez de vosso, vossa para o tratamento por vocês".

pub

Palavra do dia

con·ge·ni·al con·ge·ni·al


(con- + genial)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Conforme ao génio ou à índole de alguém ou de alguma coisa (ex.: era a rebeldia congenial da adolescência). = INERENTE

2. Próprio por natureza; que vem desde o nascimento (ex.: sentimentos congeniais; virtude congenial). = CONATO, CONGÉNITO, INATO, INGÉNITO, NATO, NATURAL

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/carinha [consultado em 02-12-2021]