Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
cãocão | s. m.
cãocão | s. m.
cãocão | adj.
cãocão | s. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

cão cão 4
(turco han, título de chefe)
nome masculino

[Antigo]   [Antigo]  Príncipe ou senhor oriental.


cão cão 3
(persa khán, estalagem)
nome masculino

[Antigo]   [Antigo]  Mercado ou estalagem no Oriente.


cão cão 2
(latim canus, -a, -um)
adjectivo
adjetivo

[Antigo]   [Antigo]  Que tem cabelos brancos.

Feminino: cã. Plural: cãos.Feminino: cã. Plural: cãos.

cão cão 1
(latim canis, -is)
nome masculino

1. [Zoologia]   [Zoologia]  Mamífero (Canis lupus familiaris) quadrúpede carnívoro digitígrado e doméstico.Ver imagem

2. [Zoologia]   [Zoologia]  Qualquer mamífero da família dos canídeos.

3. [Armamento]   [Armamento]  Peça de percussão nas armas de fogo portáteis.

4. Cada um dos dois ferros que ladeiam o lume na chaminé.

5. Pedra de ressalte nas paredes para suster balcões, etc.

6. Peça de madeira que vem da calha à mó do moinho.

7. [Informal]   [Informal]  Indivíduo desprezível.

8. [Informal]   [Informal]  Indivíduo muito severo.

9. [Informal]   [Informal]  Diabo.

10. [Popular]   [Popular]  Dívida que não foi paga por falta de vontade ou por má-fé. = CALOTE

11. [Antigo]   [Antigo]   [Armamento]   [Armamento]  Certa peça de artilharia.


cão chupando manga
[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Algo ou alguém extremamente feio, horrendo (ex.: depois da cirurgia plástica ficou pior do que cão chupando manga).

[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Alguém muito mau ou muito zangado (ex.: o cara vira um cão chupando manga quando é acordado).

[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Algo difícil de realizar (ex.: a cola é boa mas depois é o cão chupando manga para remover dos dedos).

cão de fila
O mesmo que cão de guarda.

[Informal]   [Informal]  Pessoa que defende algo ou alguém de maneira servil.

cão de guarda
Cão, geralmente agressivo e de grande porte, que se destina à protecção de pessoas e bens. = CÃO DE FILA

cão e gato
[Informal]   [Informal]  Duas pessoas que estão em conflito permanente (ex.: eles são cão e gato).

de cão
[Informal]   [Informal]  Muito difícil de suportar (ex.: foi um dia de cão).

Plural: cães.Plural: cães.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "cão" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Por favor esclareçam minha dúvida: é agilizar ou agilitar? Ouço freqüentemente a primeira, mas, no seu dicionário on-line e em todos convencionais que consultei, só encontro a segunda.
Existem ambas as formas, sendo agilizar usada mais frequentemente que agilitar (apesar de esta ser a forma mais antiga).



A minha dúvida é a respeito da etimologia de determinadas palavras cuja raiz é de origem latina, por ex. bondade, sensibilidade, depressão, etc. No Dicionário Priberam elas aparecem com a terminação nominativa mas noutros dicionários parece-me que estão na terminação ablativa e não nominativa. Gostaria que me esclarecessem.
O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa regista, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas que são normalmente enunciadas na forma do nominativo, seguida do genitivo: bonitas, bonitatis (ou bonitas, -atis); sensibilitas, sensibilitatis (ou sensibilitas, -atis) e depressio, depressionis (ou depressio, -onis).

Noutros dicionários gerais de língua portuguesa, é muito usual o registo da etimologia latina através da forma do acusativo sem a desinência -m (não se trata, como à primeira vista pode parecer, do ablativo). Isto acontece por ser o acusativo o caso lexicogénico, isto é, o caso latino que deu origem à maioria das palavras do português, e por, na evolução do latim para o português, o -m da desinência acusativa ter invariavelmente desaparecido. Assim, alguns dicionários registam, por exemplo, na etimologia de bondade, sensibilidade ou depressão, as formas bonitate, sensibilitate e depressione, que foram extrapoladas, respectivamente, dos acusativos bonitatem, sensibilitatem e depressionem.

Esta opção de apresentar o acusativo apocopado pode causar alguma perplexidade nos consulentes dos dicionários, que depois não encontram estas formas em dicionários de latim. Alguns dicionários optam por assinalar a queda do -m, colocando um hífen no final do étimo latino (ex.: bonitate-, sensibilitate-, depressione-). Outros, mais raros, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa optaram por enunciar os étimos latinos (ex.: bonitas, -atis; sensibilitas, -atis, depressio, -onis), não os apresentando como a maioria dos dicionários; o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa não enuncia o étimo latino dos verbos, referenciando apenas a forma do infinitivo (ex.: fazer < facere; sentir < sentire).

pub

Palavra do dia

ca·ba·li·no ca·ba·li·no
(latim caballinus, -a, -um)
adjectivo
adjetivo

1. Relativo a cavalo (ex.: espécies cabalinas). = CAVALAR

2. [Mitologia]   [Mitologia]  Referente a Pégaso, cavalo alado mitológico, ou à fonte de Hipocrene, que brotou com golpe da pata desse cavalo (ex.: fonte cabalina).

3. [Veterinária]   [Veterinária]  Diz-se de uma variedade de aloés usada em veterinária.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/c%C3%A3o [consultado em 25-10-2020]