PT
BR
Pesquisar
Definições



baixado

A forma baixadopode ser [masculino singular particípio passado de baixarbaixar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
baixadobaixado
( bai·xa·do

bai·xa·do

)


adjectivoadjetivo

Que se baixou.

etimologiaOrigem etimológica:particípio de baixar.
baixarbaixar
( bai·xar

bai·xar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Vir de cima para baixo (atendendo à altura).

2. Passar de parte superior a inferior.ELEVAR, SUBIR

3. Diminuir em preço, valor, influência, etc. = REBAIXARELEVAR, VALORIZAR

4. Humilhar-se.

5. [Figurado] [Figurado] Desacreditar-se.


verbo transitivo e pronominal

6. Inclinar(-se) para o chão.


verbo transitivo

7. [Brasil] [Brasil] [Informática] [Informática] Transferir para um computador (ex.: baixar ficheiros). = DESCARREGAR

etimologiaOrigem etimológica:latim tardio bassiare.

Auxiliares de tradução

Traduzir "baixado" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



As palavras segmentos e seguimentos têm o mesmo significado? Ambas podem ser empregadas na seguinte frase: ... em cooperação com outros seguimentos [ou segmentos?], tais como órgãos públicos, universidades?
As palavras segmentos e seguimentos (que se pronunciam de modo semelhante no português do Brasil, mas não no de Portugal) não são sinónimas, ou seja, não têm o mesmo significado, como pode verificar seguindo as respectivas hiperligações para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Como tal, na frase que refere, a palavra que deve ser usada é segmentos, designando “sectores” (...em cooperação com outros segmentos, tais como órgãos públicos, universidades).



Os nomes próprios têm plural: ex. A Maria, as Marias?
Os nomes próprios de pessoa, ou antropónimos, também podem ser flexionados no plural, designando várias pessoas com o mesmo prenome (No ginásio há duas Marias e quatro Antónios) ou aspectos diferentes de uma mesma pessoa/personalidade (Não sei qual dos Joões prefiro: o João aventureiro que começou a empresa do zero, e que vestia calças de ganga, ou o João empresário de sucesso, que só veste roupa de marca).
Os nomes próprios usados como sobrenome podem igualmente ser flexionados no plural. Neste caso, convergem duas práticas: a mais antiga, atestada no romance Os Maias de Eça de Queirós, pluraliza artigo e nome próprio (A casa dos Silvas foi vendida) e a mais actual pluraliza apenas o artigo (Convidei os Silva para jantar).