PT
BR
Pesquisar
Definições



azarão

A forma azarãopode ser [derivação masculino singular de azarazar] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
azarãoazarão
( a·za·rão

a·za·rão

)


nome masculino

1. [Brasil: Rio de Janeiro] [Brasil: Rio de Janeiro] [Hipismo] [Hipismo] Cavalo em que poucos apostam por ter menos hipóteses de ganhar uma corrida.

2. [Brasil] [Brasil] [Desporto] [Esporte] Indivíduo ou grupo que tem poucas probabilidades de triunfar numa prova ou competição.

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: AZAR
sinonimo ou antonimoAntónimoAntônimo geral: FAVORITO

etimologiaOrigem etimológica:azar + -ão.
azar1azar1
( a·zar

a·zar

)


nome masculino

1. Tendência para circunstâncias maioritariamente negativas; má sorte (ex.: nesse dia, por azar, faltou à aula; como é possível ter tanto azar?). = ADVERSIDADE, DESGRAÇA, DESDITA, ENGUIÇO, INFELICIDADE, INFORTÚNIO, MALDIÇÃOFORTUNA, SORTE

2. Acontecimento desafortunado, infeliz (ex.: sagraram-se campeões, apesar dos azares que surgiram ao longo da prova). = DESGRAÇA, INFELICIDADE, INFORTÚNIO

3. [Antigo] [Antigo] [Numismática] [Numismática] Moeda asiática.

4. [Botânica] [Botânica] Planta de flores brancas odoríferas.

5. [Viticultura] [Viticultura] Casta de uva branca.

6. [Brasil: Rio de Janeiro] [Brasil: Rio de Janeiro] O mesmo que azarão.


interjeição

7. Expressão que indica resignação, conformidade em relação à má sorte.

etimologiaOrigem etimológica:árabe az-zahar, felicidade, acaso feliz, dado, de zahr, flor [pintava-se uma flor numa das faces do dado].
Confrontar: asar.
azar2azar2
( a·zar

a·zar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Dar azo, oportunidade a. = CAUSAR, MOTIVAR


verbo pronominal

2. Apresentar-se, oferecer-se.

etimologiaOrigem etimológica:azo + -ar.
Confrontar: asar.

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Como é a grafia correta das palavras horti-fruti e tutti-frutti?
A palavra hortifrúti é um regionalismo brasileiro e corresponde à redução do adjectivo hortifrutigranjeiro, ou seja, “que é relativo a produtos da horta, do pomar ou da granja”. Esta palavra está atestada no Dicionário Houaiss e no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras e deve ser acentuada graficamente no u, pois termina em i e, se não fosse acentuada, ler-se-ia *hortifrutí (o asterisco indica incorrecção).

Tutti frutti é uma locução italiana (não uma palavra hifenizada) que desempenha função substantiva (ex.: gelado de tutti frutti) ou adjectiva (ex.: sumo tutti frutti); significa literalmente “todos os frutos” e designa uma mistura de vários frutos ou de vários aromas de frutos.




Gostaria de, se possível, obter um esclarecimento quanto ao uso da vírgula (,). Quero saber se se usa a vírgula depois de parênteses numa frase.
Sobre o uso da vírgula em geral, por favor consulte a dúvida vírgula antes da conjunção e. Especificamente sobre a questão colocada, a vírgula pode surgir depois de parênteses se houver necessidade de ser utilizada para separar grupos sintácticos. É agora necessário referir que os parênteses são sinais gráficos - podem ser curvos “( )”, rectos “[ ]” ou angulares “< >” - utilizados sobretudo para delimitar palavras, locuções ou frases intercaladas ou suprimidas, sem que a estrutura sintáctica seja alterada.
Analisem-se, a título de exemplo, as frases abaixo:

a) Ele respeita os sinais de trânsito (proibição, obrigação e limites), observando todas as regras.
b) Os sinais de trânsito (proibição, obrigação e limites) foram respeitados.

Em a), a coordenação proibição, obrigação e limites surge como informação adicional ou explicitação de os sinais de trânsito. Há utilização de vírgula a seguir ao parêntese porque a oração gerundiva que se segue, por ter um carácter adverbial ou circunstancial, é separada da oração principal. O uso da vírgula é independente do uso dos parênteses, pois se a locução entre parênteses não estiver na frase (e é característica da informação entre parênteses o facto de ser adicional ou não essencial), a pontuação deverá ser exactamente a mesma (ex.: Ele respeita os sinais de trânsito, observando todas as regras.).

Em b), a coordenação proibição, obrigação e limites surge igualmente como informação adicional não essencial, mas não poderá haver utilização de vírgula a seguir ao parêntese, porque o que se segue é o predicado do sujeito da frase (foram respeitados) e, do ponto de vista lógico e gramatical, não há motivo para aí colocar uma vírgula. Da mesma forma que em a), se a locução entre parênteses não existir na frase, a pontuação deverá ser exactamente a mesma (ex.: Os sinais de trânsito foram respeitados.).