PT
BR
Pesquisar
Definições



acalente

A forma acalentepode ser [primeira pessoa singular do presente do conjuntivo de acalentaracalentar], [terceira pessoa singular do imperativo de acalentaracalentar] ou [terceira pessoa singular do presente do conjuntivo de acalentaracalentar].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
acalentaracalentar
( a·ca·len·tar

a·ca·len·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e pronominal

1. Acalmar ou acalmar-se, geralmente para adormecer e com afagos, com proximidade corporal ou com cantiga. = AMIMAR, EMBALAR, NINAR

2. Tratar com carinho. = ACARINHAR, AFAGAR

3. [Por extensão] [Por extensão] Tornar ou ficar mais calmo. = ACALMAR, AMENIZAR, MITIGAR, SERENARAGITAR, ALVOROÇAR, ENERVAR

4. Dar conforto. = CONFORTAR

5. Manter o incentivo, a esperança (ex.: era um sonho que há muito ele acalentava). = ALIMENTAR, CULTIVAR, NUTRIR

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: ACALANTAR

etimologiaOrigem etimológica:origem duvidosa.

Auxiliares de tradução

Traduzir "acalente" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



As palavras segmentos e seguimentos têm o mesmo significado? Ambas podem ser empregadas na seguinte frase: ... em cooperação com outros seguimentos [ou segmentos?], tais como órgãos públicos, universidades?
As palavras segmentos e seguimentos (que se pronunciam de modo semelhante no português do Brasil, mas não no de Portugal) não são sinónimas, ou seja, não têm o mesmo significado, como pode verificar seguindo as respectivas hiperligações para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Como tal, na frase que refere, a palavra que deve ser usada é segmentos, designando “sectores” (...em cooperação com outros segmentos, tais como órgãos públicos, universidades).



Tenho verificado a existência, ao longo do país , de repetição de topónimos; por exemplo: Trofa, Gondar, Bustelo. Qual é a etimologia dessas palavras?
Segundo o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (3.ª ed., Lisboa: Livros Horizonte, 3 vol., 2003), de José Pedro Machado, o topónimo Bustelo, muito frequente em Portugal e na Galiza, talvez seja diminutivo de busto ‘campo de pastagem’. Quanto a Gondar, o autor aventa a hipótese de provir de uma hipotética forma gótica (ou goda) Gunthi-harjis ‘exército para combate’. Por fim, o topónimo Trofa é de origem obscura.