Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Tia

tiatia | n. f.
fem. sing. de tiotio
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ti·a ti·a


(grego theía, -as)
nome feminino

1. Irmã do pai, da mãe ou mulher do tio.

2. [Informal]   [Informal]  Mulher de meia-idade que não se casou. = SOLTEIRONA

3. [Informal]   [Informal]  Forma de tratamento dado por alguns jovens a mulheres adultas amigas da família.

4. [Informal]   [Informal]  Designação de uma mulher de que se desconhece o nome.

5. [Antigo]   [Antigo]  Dona de lupanar. = PROXENETA


ficar para tia
[Informal]   [Informal]  Não casar, ficar solteira.


ti·o ti·o


(grego theîos, -ou)
nome masculino

1. Irmão de pai ou de mãe.

2. Marido da tia.

3. Tratamento dado no campo às pessoas de certa idade.

4. Forma de tratamento dado por alguns jovens a adultos amigos da família.

adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

5. Que ou quem exibe comportamento ou aparência considerado como pertencente a uma classe social elevada.


andar ó tio, ó tio
[Informal]   [Informal]  Andar aflito ou de um lado para outro, procurando ajuda (ex.: não ouve os conselhos e depois anda ó tio, ó tio, sem saber como resolver os problemas em cima do joelho).

fazer de tio
[Informal]   [Informal]  O mesmo que fazer-se tio.

fazer-se tio
[Informal]   [Informal]  Tornar-se rabugento; ralhar.

ficar para tio
[Informal]   [Informal]  Ficar solteiro.

segundo tio
O mesmo que tio-avô.

terceiro tio
O mesmo que tio-bisavô.

tio direito
Tio em primeiro grau.

tio por afinidade
Marido da tia.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Tia" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

A Matilde acena que sim, a Carolina também vai e um cliente da tia oferece a casa para ficarem durante o semestre de intercâmbio..

Em MINHA P

casa de uma sua tia , Rosa Zagalo Gomes Coelho, que vivia no Largo dos Campos..

Em Geopedrados

...não se lembra, por exemplo, da famosa concertista e professora de piano Dona Onidéia, tia de Carlinhos??

Em O VAGALUME

A tua tia deu-nos boas dicas, observa a Carolina, espero é que o Professor

Em MINHA P

...Maggie Dawes tem 16 anos e muito pouca vontade de ir viver com uma tia que mal conhece numa vila costeira remota e ventosa..

Em www.clubedoslivros.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Em expressões como não análise, não excedente, não conhecimento, não aceitação, não provimento, etc., quando deve ser utilizado, ou não, o hífen?
A utilização do hífen em casos semelhantes aos apresentados é possível e até muito usual.

A palavra não, por se tratar de um advérbio, é uma palavra invariável usada geralmente para modificar um verbo (ex.: não comi), um adjectivo (ex.: pessoa não competente), outro advérbio (ex.: agindo não eficazmente) ou uma frase (ex.: não podemos deixar-nos adormecer) mas em geral não modifica substantivos. Por este motivo, é comum ligar este advérbio por hífen a um substantivo que se lhe segue, mas tal procedimento não é obrigatório, nem é regulado por qualquer indicação nos textos legais em vigor para a língua portuguesa.

O que é dito sobre o hífen no Acordo Ortográfico de 1945 (válido para o português europeu, mas muito semelhante ao que é dito no Formulário Ortográfico de 1943, válido para o português do Brasil) é bastante vago e nada esclarecedor sobre este assunto: “Emprega-se o hífen nos compostos em que entram, foneticamente distintos (e, portanto, com acentos gráficos, se os têm à parte), dois ou mais substantivos, ligados ou não por preposição ou outro elemento, um substantivo e um adjectivo, um adjectivo e um substantivo, dois adjectivos ou um adjectivo e um substantivo com valor adjectivo, uma forma verbal e um substantivo, duas formas verbais, ou ainda outras combinações de palavras, e em que o conjunto dos elementos, mantida a noção da composição, forma um sentido único ou uma aderência de sentidos.” (Base XXVIII [sublinhado nosso]).

O Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada a este respeito.

O uso do hífen coloca então muitas dúvidas aos utilizadores da língua, pois não obedece geralmente a critérios lógicos, mas antes a convenções e muitas vezes é justificado devido à tradição de registo em dicionários de língua que funcionam como referência. Neste âmbito, surgem em muitos dicionários entradas com o elemento não- seguido de adjectivos, substantivos e verbos, mas como, em teoria, qualquer palavra de uma destas classes poderia ser modificada pelo advérbio não, o registo de todas as formas possíveis seria impraticável e de muito pouca utilidade para o consulente.

Em conclusão, podemos afirmar que o uso do hífen é possível para ligar o advérbio não a um substantivo; o uso do hífen para ligar o advérbio não a classes que são habitualmente modificadas por advérbios (verbos, adjectivos, advérbios) parece ser desnecessário, dadas as características da classe adverbial, mas nada o impede.




Na faculdade na qual eu e meus companheiros de classe estudamos, foi aberto uma enquete se a palavra scannear é uma palavra autenticada nos dicionários da língua portuguesa e se é correto utilizá-la no dia-a-dia.
Os dicionários brasileiros de língua portuguesa, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Editora Objetiva, Rio de Janeiro, 2001) ou o Novo Dicionário Aurélio (Positivo, Curitiba, 2004), registam o verbo escanear (com a conjugação regular eu escaneio, tu escaneias, ele escaneia, etc.) e não a forma scanear, pois a sequência consonântica sc em início de palavra não é usual no português do Brasil. O Dicionário Houaiss regista ainda os vocábulos escaneador, escaneadora, escaneamento e escâner. Há dicionários portugueses, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, Lisboa, 2001) ou a versão portuguesa do Dicionário Houaiss (Círculo de Leitores, Lisboa, 2002), que registam as formas scâner, scanerização e scanerizar, sem a letra e inicial, reflectindo assim na escrita o fenómeno de consonantização (tendência para a redução de segmentos vocálicos) no português de Portugal.
Uma vez que estamos perante a formação de novos vocábulos que ainda levantam muitas dúvidas aos falantes e cuja forma ainda não se fixou e generalizou, podemos verificar, através de pesquisas em corpora e na internet, que existem actualmente várias grafias para esse verbo (ex.: scannear, scanniar, scaniar, escanear, escaniar, escanniar, escannear, etc.). É óbvio que nem todas estas grafias são aceitáveis, visto que não estão de acordo com o sistema ortográfico da língua portuguesa, mas é natural que em casos de neologismos leve algum tempo até se fixar uma forma gráfica (normalmente através de registo lexicográfico).

pub

Palavra do dia

za·gai·ar za·gai·ar

- ConjugarConjugar

(zagaia + -ar)
verbo transitivo

1. Arremessar zagaia, tipo de lança curta.

2. Ferir ou matar com esse tipo de lança.

verbo transitivo e intransitivo

3. [Pesca]   [Pesca]  Pescar com zagaia, tipo de engodo artificial.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Tia [consultado em 27-09-2021]