Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
fem. pl. de leitorleitor
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

lei·tor |ô| lei·tor |ô|
(latim lector, -oris)
adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

1. Que ou aquele que lê.

nome masculino

2. Pessoa que lê um livro, um jornal, etc.

3. Aquele que faz profissão de ler em voz alta diante de outras pessoas.

4. Colaborador que lê os manuscritos enviados a um editor.

5. Professor de nacionalidade estrangeira, encarregado, numa universidade, de exercícios práticos sobre a língua do seu país de origem.

6. Aparelho que permite reproduzir sons registados ou informações codificadas e registadas em suporte magnético ou electrónico.

7. [Informática]   [Informática]  Máquina ou dispositivo que permite a introdução de dados num computador a partir de um disco, de uma banda magnética, de uma fita de papel perfurado, etc.

8. [Liturgia]   [Liturgia]  Aquele que recebeu a segunda das quatro ordens menores da hierarquia eclesiástica.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Leitoras" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


1 - Constatei no dicionário os seguintes vocábulos: Cartão-de-visita, Cartão de crédito. Porquê a utilização de hífen num caso e a não-utilização de hífen no outro?

2 - Verifiquei as seguintes ortografias: Caldo-verde e Caldo verde. Qual a correcta?

A utilização do hífen na língua portuguesa é decididamente muito complexa. Pode recomendar-me algum livro/publicação sobre a utilização do hífen ?
A utilização ou não de hífen em determinada grafia, difícil de sistematizar em poucas linhas, rege-se pelo texto legal vigente em Portugal, o Acordo Ortográfico de 1945 (Dec.-Lei n.º 35:228 de 8 de Dezembro de 1945, em particular o disposto nas bases XXVIII a XXXII) ou pela tradição lexicográfica. Este último critério corresponde ao registo em vocabulários ou dicionários de língua, considerados obras de referência, e está na base da aceitação das formas cartão-de-visita, cartão de crédito e caldo verde.
Adicionalmente, pode consultar um qualquer prontuário ortográfico sobre o mesmo tópico, como, por exemplo, o de Magnus Bergström e Neves Reis, Prontuário Ortográfico e Guia da Língua Portuguesa, 42.ª ed., Lisboa: Editorial Notícias, 1997 (pp. 29-33).




Gostaria de obter a vossa apreciação sobre o modo de formular as datas nas três seguintes frases; qual deles terá o uso prepositivo mais correcto? O depósito a prazo vence-se em 22 de Janeiro de 2006. O depósito a prazo vence-se no 22 de Janeiro de 2006. O depósito a prazo vence-se a 22 de Janeiro de 2006.
As preposições estão correctamente usadas nas três frases que menciona. Apenas na segunda frase é habitualmente usada a palavra dia antes do numeral que indica a data exacta: O depósito a prazo vence-se no dia 22 de Janeiro de 2006.
pub

Palavra do dia

mu·sá·ce·o mu·sá·ce·o
(latim científico musa, do árabe musah, banana + -áceo)
adjectivo
adjetivo

1. [Botânica]   [Botânica]  Relativo ou semelhante à bananeira.

2. [Botânica]   [Botânica]  Relativo às musáceas (ex.: planta musácea).

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/Leitoras [consultado em 22-09-2020]