Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Espiche

espicheespiche | n. m.
espicheespiche | n. m.
1ª pess. sing. pres. conj. de espicharespichar
3ª pess. sing. imp. de espicharespichar
3ª pess. sing. pres. conj. de espicharespichar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

es·pi·che es·pi·che 1


(alteração de espicho)
nome masculino

1. Pau aguçado para tapar um buraco numa vasilha.

2. [Figurado]   [Figurado]  Pessoa alta e magra.

3. Má figura que se faz discursando ou em actos escolares ou públicos. = ESTENDERETE, FIASCO


SinónimoSinônimo Geral: ESPICHO


es·pi·che es·pi·che 2


(inglês speech)
nome masculino

[Informal]   [Informal]  Alocução, discurso.


es·pi·char es·pi·char

- ConjugarConjugar

(espicho + -ar)
verbo transitivo

1. Fazer uma enfiada de peixes (ex.: espichar petingas).

2. Estender peles e segurá-las com espichos para as deixar secar (ex.: espichou o couro na parede).

3. Furar (vasilhas de aduela).

4. Abrir o suspiro ou o buraco para o torno.

verbo intransitivo

5. Morrer.

6. Sair pelo furo de espicho.

7. Sair com força (um líquido). = JORRAR

verbo pronominal

8. Dar estenderete (em discurso, exame, lição, etc.).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Espiche" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...degradação dos serviços públicos neste território, não serve os interesses da população da Luz, Espiche , Almádena, Montinhos, Bela Vista, Ferrel e parte de Burgau, designadamente a população mais...

Em Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos

E logo espiche seus longos braços

Em LIBERTATUM

...Parques recentemente instalados são o Parque Bio Saudável em Odiáxere e Parques em Almádena, Espiche e Barão de S..

Em informadouro.blogs.sapo.pt

Fomos passear até ao Cabo Espiche na tentativa de apressar a saída do rapaz, que teimava em ficar dentro da...

Em Contos sem nó

...novo menu com seis pratos que tornarão os almoços ao fim-de-semana no clubhouse do Espiche Golf ainda mais especiais..

Em marketingvinhos.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou estudando verbos, mas aprendi que existem 3 modos verbais; aqui neste site, vi que tem mais que três. Ainda não conhecia o que está aqui neste site. Por favor, gostaria que me explicasse. O que eu conheço são os modos no indicativo, subjuntivo e o imperativo.
Tal como é afirmado na Gramática Priberam, no capítulo sobre os Modos dos Verbos, são geralmente considerados pelos gramáticos três modos verbais: o indicativo (ex.: ele foi a São Paulo), o conjuntivo ou subjuntivo (ex.: talvez haja boas notícias) e o imperativo (ex.: come a sopa!). Há, no entanto, autores que referem que o condicional ou futuro do pretérito, o futuro do indicativo e o infinitivo podem também eles apresentar valores modais em certos contextos.

A divisão patente na conjugação dos verbos do Dicionário Priberam e no conjugador do FLiP apresenta uma categorização mista entre modos, tempos e formas nominais do verbo. Iremos, no entanto, repensar esta categorização para que os nossos usuários não sejam induzidos em erro.




O substantivo "primeiro-ministro" pode ser flexionado para "primeira-ministra" ? Li esta expressão em um site do Governo do Brasil, e achei um bocado estranha: "2012 – Visita ao Brasil da Primeira-Ministra Julia Gillard. Relações bilaterais elevadas ao nível de Parceria Estratégica"
Presentemente, a palavra primeiro-ministro designa um chefe de governo do sexo masculino (ex.: O primeiro-ministro falou à imprensa) e a palavra primeira-ministra designa um chefe de governo do sexo feminino (ex.: A primeira-ministra reuniu-se com o presidente da república).

A hesitação na utilização do termo masculino primeiro-ministro para designar um referente feminino (ex.: A primeiro-ministro da Noruega é da mesma opinião) resulta do facto de esse cargo ter sido, durante muitos anos, maioritariamente desempenhado por pessoas do sexo masculino, tal como muitas outras profissões (ex.: juiz, presidente, etc.). As palavras designativas destes cargos foram sendo registadas na tradição lexicográfica como substantivos masculinos, reflectindo esse facto.

Porém, à medida que a sociedade em que vivemos se vai alterando, torna-se necessário designar novas realidades, como seja o caso da feminização dos nomes de algumas profissões, decorrente do acesso da população feminina a tais cargos. Por exemplo, as palavras chefe, presidente, comandante passaram a ser usadas e registadas nos dicionários como substantivos comuns de dois, ou seja, com uma mesma forma para os dois géneros, sendo o feminino ou o masculino indicado nos determinantes com que coocorrem, que flexionam em género, consoante o sexo do referente: havia o chefe e passou a haver a chefe (veja-se, a este propósito, a dúvida relativa a capataz). De igual modo, surgiram primeiras-ministras, juízas, deputadas, vereadoras, governadoras, engenheiras, etc. No primeiro caso optou-se por formas invariáveis, no último, por formas flexionáveis.

Pode persistir alguma resistência na aceitação destes termos flexionados. No entanto, a estranheza inicial de uma forma flexionada como primeira-ministra tem-se esbatido à medida que estas palavras surgem regularmente na imprensa escrita e falada. Prova disto é o número de ocorrências da forma feminina em corpora e nos resultados dos motores de busca na Internet.

pub

Palavra do dia

war·fa·ri·na war·fa·ri·na


(inglês warfarin, de W[isconsin] A[lumni] R[esearch] F[oundation], sociónimo + [cum]arin, cumarina)
nome feminino

[Química]   [Química]  Substância (C19H16O4) usada como anticoagulante na prevenção de tromboses e na composição de raticidas. = VARFARINA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Espiche [consultado em 24-09-2021]