Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
vidavida | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

vi·da vi·da
substantivo feminino

1. O período de tempo que decorre desde o nascimento até à morte dos seres. = EXISTÊNCIA

2. Determinada fase desse período.

3. Modo de viver.

4. Comportamento.

5. Ocupação, profissão, carreira.

6. Princípio de existência, de força, de entusiasmo, de actividade (diz-se das pessoas e das coisas).

7. Fundamento, essência; causa, origem.

8. Biografia.


má vida
Vida de ócio ou de vadiagem.

[Depreciativo]   [Depreciativo]  Prostituição.

passar a vida
Usa-se seguido da preposição a e infinitivo, de gerúndio ou de preposição e sintagma nominal, para indicar continuidade da acção (ex.: passam a vida a reclamar; passam a vida jogando golfe; passas a vida na farra; passa a vida de baixa).

puxa vida
[Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Expressão designativa de espanto, irritação ou impaciência. = POÇA, POXA, PUXA

vida airada
[Informal]   [Informal]  Vida desregrada de estroina ou vagabundo. = VAGABUNDAGEM, VIDAIRADA

vida civil
Os direitos civis.

vida de relação
[Biologia]   [Biologia]  Funções que põem o ser vivo em comunicação com o mundo exterior.

vida eterna
Vida futura, a outra vida, a existência espiritual depois da morte.

A bem-aventurança, a glória eterna.

vida flauteada
Vida simplificada, sem preocupações nem trabalhos.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "vida" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em notícias

Ver mais
Notícias do SAPO

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho ouvido em alguns serviços informativos da TV a utilização incorrecta (acho eu) de alguns verbos. Qual a frase correcta: "O professor mandou os alunos fazerem uma cópia" ou "O professor mandou os alunos fazer uma cópia"? Obrigada.
A dúvida diz respeito ao uso do infinitivo pessoal ou flexionado (fazerem) ou do infinitivo impessoal (fazer).

Quando o sujeito da oração principal (O professor) é diferente do sujeito da oração infinitiva (os alunos), a tendência é usar o infinitivo pessoal, pelo que a frase mais consensual será O professor mandou os alunos fazerem uma cópia. Note-se que não se fala marcadamente de regras relativamente a este tópico porque se trata de uma questão mais do campo da estilística do que do campo da gramática, tal como afirmam Celso Cunha e Lindley Cintra na sua Nova Gramática do Português Contemporâneo (14.ª ed., Edições Sá da Costa, Lisboa, 1998, p. 482):

«O emprego das formas flexionada e não flexionada do infinitivo é uma das questões mais controvertidas da sintaxe portuguesa. Numerosas têm sido as regras propostas pelos gramáticos para orientar com precisão o uso selectivo das duas formas. Quase todas, porém, submetidas a um exame mais acurado, revelaram-se insuficientes ou irreais. Em verdade, os escritores das diversas fases da língua portuguesa nunca se pautaram, no caso, por exclusivas razões de ordem gramatical, mas viram-se sempre, no acto da escolha, influenciáveis por ponderáveis motivos de ordem estilística, tais como o ritmo da frase, a ênfase do enunciado, a clareza da expressão. Por tudo isso, parece-nos mais acertado falar não de regras, mas de tendências que se observam no emprego de uma e de outra forma do infinitivo.»

Sobre este assunto, pode ainda consultar a resposta à dúvida linguística infinitivo flexionado e pretérito mais-que-perfeito




Hoje em dia escuto muito, em resposta a um obrigada: ‘’obrigado eu’’. Não me soa bem e acho que está errado. Tenho razão?
Obrigado (a/os/as) é um adjectivo (também usado como interjeição) que pode ser definido como "que se sente devedor de alguma coisa, normalmente um favor ou uma amabilidade". Este adjectivo deriva do verbo obrigar, sendo provável que originalmente fosse uma construção verbal como "Fico-lhe obrigado" ou "Ela ficou-lhe obrigada". A construção "Obrigado eu" é uma maneira cortês de responder no discurso oral a um agradecimento, enfatizando que é o sujeito quem agradece, como se fosse "Sou eu que lhe fico obrigado (= agradecido, grato)".
pub

Palavra do dia

po·a·lho po·a·lho
(pó + -alho)
substantivo masculino

Chuva miúda e passageira.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/vida [consultado em 23-02-2019]