Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

toscanejar

toscanejartoscanejar | v. intr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

tos·ca·ne·jar tos·ca·ne·jar

- ConjugarConjugar

(tosco + [pesta]nejar)
verbo intransitivo

Cabecear com sono. = DORMITAR, TOSQUENEJAR

pub

Parecidas

Dúvidas linguísticas


Não sei como acrescentar palavras neste dicionário de vocês, por isso envio-lhes este email sobre malgrado: neste saite surge mal-grado; no Aurélio consta: malgrado, prep, Apesar de, não obstante.
Antes da entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990, a grafia mal-grado era a forma consagrada na lexicografia portuguesa, constituindo uma diferença relativamente à lexicografia brasileira. Com a aplicação do novo Acordo Ortográfico, essa diferença foi anulada, passando malgrado a ser a ortografia comum a ambas as normas do português.

Note-se que o registo da forma hifenizada nos dicionários portugueses decorria apenas de uma tradição lexicográfica e não do estipulado no Acordo Ortográfico de 1945, uma vez que este especifica que os compostos formados pelo prefixo mal- apenas se hifenizam quando o segundo elemento começa por vogal ou pela letra h.




Penso que há um erro no vosso conjugador quando consultamos o verbo ruir (presente do indicativo), quando confrontado com outro conjugador.
É muito frequente não haver consenso quanto à defectividade de um verbo e o caso do verbo ruir é paradigmático, divergindo as fontes de referência.

Das obras consultadas, o Dicionário Gramatical de Verbos Portugueses (Lisboa: Texto Editores, 2007), o Dicionário Houaiss Eletrônico ([CD_ROM] versão 3.0, Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss / Objetiva, 2009), o Dicionário Aurélio ([CD_ROM] versão 6.0, Curitiba: Positivo Informática, 2009) e o Dicionário Houaiss de verbos da Língua Portuguesa (Rio de Janeiro: Objetiva, 2003) consideram este verbo como defectivo, isto é, não apresentam todas as formas do paradigma de conjugação a que o verbo pertence (neste caso, as formas da primeira pessoa do presente do indicativo, todo o presente do conjuntivo e as formas do imperativo que deste derivam).

O Dicionário de Verbos e Regimes, de Francisco FERNANDES (44.ª ed., São Paulo: Ed. Globo, 2001) cita Ernesto Ribeiro, que considera este verbo geralmente defectivo nas formas homófonas com formas do verbo roer, e as outras formas pouco usadas.

 A Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA (Lisboa: Edições Sá da Costa, 1998) refere (p. 420), por outro lado, que o verbo ruir se conjuga pelo modelo regular de influir. É esta também a opção do Dicionário de Verbos Portugueses, da Porto Editora (Porto: Porto Editora, 1996).

Da informação acima apresentada se pode concluir que uma resposta peremptória a este tipo de questões é impossível e mesmo inadequada, estando a opção do Conjugador do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa justificada e secundada por sólidas referências. No entanto, qualquer verbo considerado defectivo pode ser hipoteticamente conjugado em todas as pessoas, pelo que as formas eu ruo ou que ele rua são possíveis.

pub

Palavra do dia

a·pi·ná·ri·o a·pi·ná·ri·o


(latim apinarius, -ii, bobo, comediante, farsista)
nome masculino

[Teatro]   [Teatro]  Comediante que, entre os romanos, representava as sátiras.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/toscanejar [consultado em 27-03-2023]