Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
sombrasombra | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

som·bra som·bra
(origem duvidosa)
nome feminino

1. Claridade atenuada pela interposição de um corpo entre ela e a fonte de luz.

2. Silhueta que um corpo desenha numa superfície quando ele se interpõe entre ela e o sol ou uma fonte de luz.Ver imagem

3. Em estádios, praças de touros, anfiteatros, etc., conjunto dos assentos da parte onde não dá o sol.

4. Ausência de luz. = ESCURIDÃO, TREVAS

5. Peça de candeeiro ou de vela para diminuir ou desviar a intensidade da luz. = BANDEIRA, PANTALHA

7. [Figurado]   [Figurado]  Leve defeito. = MÁCULA, NÓDOA, SENÃO

8. Feição que um objecto apresenta à vista. = APARÊNCIA, ASPECTO, VISO

9. Leve noção. = IDEIA, TINTURAS

10. Segredo; mistério.

11. Corpo magro, esquelético.

12. Pessoa que acompanha outra constantemente ou a persegue.

13. O que entristece o espírito.

14. Vislumbre do que perdeu o seu antigo brilho, a sua antiga grandeza ou influência.

15. Alma de um morto. = ESPECTRO, FANTASMA

16. [Cosmetologia]   [Cosmetologia]  Produto destinado a dar cor à zona das pálpebras.Ver imagem

17. [Pintura]   [Pintura]  Conjunto das tintas escuras que representam a sombra.

18. [Informal]   [Informal]  Prisão.


à sombra da bananeira
Numa posição de inacção ou de conformismo.

à sombra de
Sob a protecção de; ao amparo de.

estar à sombra
Estar em lugar onde não se é incomodado ou onde não se corre perigo; estar na cadeia.

na sombra
Sem ser identificado. = ANONIMAMENTE

nem por sombra(s)
De modo nenhum.

sombra e água fresca
[Informal]   [Informal]  Vida despreocupada e ociosa (ex.: enquanto isso, os culpados continuam na sombra e água fresca).

sombra espúria
Penumbra de eclipse.

ter boa sombra
Ser simpático.

ter má sombra
Trazer consigo a infelicidade.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "sombra" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Em conversa com amigos ouvi alguém dizer que avestruz é um nome masculino "o avestruz". Numa pesquisa na net confirmei que realmente é masculino mas em Portugal tem a designação no feminino " a avestruz". Poderiam por favor elucidar-me nesta questão?
O vocábulo português avestruz provém do substantivo masculino espanhol avestruz. Por sua vez, o vocábulo espanhol deriva de ave + estrutz, termo occitano proveniente do latim struthio,-onis, também masculino, e este do grego strouthíon, -onos, redução de strouthokámelos (de strouthós “pardal” + kámelos “camelo”), vocábulo masculino e feminino.

A generalidade dos dicionários e vocabulários de língua portuguesa consultados (Vocabulário da Língua Portuguesa, Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, etc.) regista avestruz como palavra masculina ou feminina (este avestruz ou esta avestruz). As excepções parecem ser a obra brasileira Dicionário de Usos do Português do Brasil (São Paulo: Editora Ática, 2002), que regista avestruz apenas como substantivo masculino, e a obra portuguesa Novo Grande Dicionário da Língua Portuguesa Conforme Acordo Ortográfico (Lisboa: Texto Editores, 2007), que regista avestruz apenas como substantivo feminino.

Pesquisas em corpora e em motores de pesquisa da Internet revelam que, apesar de o género masculino (o avestruz) ser mais usado no português do Brasil e de o género feminino (a avestruz) ser mais comum no português europeu, há ocorrências consideráveis deste substantivo nos dois géneros em páginas portuguesas e brasileiras.




Gostaria de esclarecimento quanto ao uso do se não e senão.
Para a distinção entre a palavra senão e a locução se não, é necessário analisar os contextos em que as mesmas ocorrem.

A palavra senão pode ter vários usos, consoante a classe gramatical a que pertence. Como preposição, é usada antes de grupos nominais ou frases infinitivas para indicar uma excepção ou uma restrição, geralmente em frases negativas (ex.: não comeu nada senão chocolates; não fazia senão resmungar; não teve alternativa senão refazer o trabalho) ou interrogativas (ex.: que alternativa tenho senão refazer tudo? fazes outra coisa senão dormir?). Como conjunção, a palavra é usada para introduzir uma frase subordinada que indica uma consequência se houver negação do que é dito na oração principal (ex.: estuda, senão terás negativa no teste = não estudas, então tens negativa no teste). Pode ainda ser substantivo, indicando uma “qualidade negativa” (ex.: a casa tem apenas um senão: é muito fria no Inverno).

Os contextos acima (especialmente aquele em que senão é conjunção) são frequentemente confundidos com o uso da palavra se seguida do advérbio não. De entre os valores de se (enunciados na resposta se: conjunção ou pronome), os que mais frequentemente aparecem combinados com o advérbio não são os de conjunção condicional (ex. poderá incorrer em contra-ordenação, se não respeitar o código da estrada; agiu como se não tivesse acontecido nada) e de conjunção integrante (ex.: perguntou se não havia outra solução; verificou se não se esquecera de nada).

A confusão que alguns falantes fazem entre estas construções advém adicionalmente do facto de o uso como conjunção senão poder ocorrer algumas vezes no mesmo contexto do uso da conjunção condicional se. Por exemplo, na frase estuda, senão terás negativa no teste é possível admitir o uso da conjunção se seguida do advérbio não, partindo da hipótese de que se pode tratar de uma oração condicional em que o verbo está omitido (estuda, se não [estudares] terás negativa no teste). O uso da locução se não nos contextos de senão como preposição e como substantivo é incorrecta (ex.: *não comeu nada se não chocolates; *a casa tem apenas um se não) e vice-versa (ex.: *agiu como senão tivesse acontecido nada; *verificou senão se esquecera de nada).

Há outros contextos mais raros em que há ocorrência de se seguido de não, como na inversão da ordem normal do advérbio e do pronome clítico se (ex.: é bom que se não experimente uma tragédia semelhante = que não se experimente).

pub

Palavra do dia

me·nar·ca me·nar·ca
(grego men, menós, mês + grego arkhê, -ês, começo, origem)
nome feminino

[Fisiologia]   [Fisiologia]  Primeira menstruação (ex.: menarca aos 11 anos e coitarca aos 19 anos).

Confrontar: monarca.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/sombra [consultado em 05-07-2020]