PT
BR
Pesquisar
Definições



roda-gigante

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
roda-giganteroda-gigante
( ro·da·-gi·gan·te

ro·da·-gi·gan·te

)
Imagem

Engenho para divertimento que consiste em duas rodas paralelas muito grandes que, colocadas na vertical, giram à volta do mesmo eixo horizontal e movimentam circularmente bancos ou cabines a elas acoplados.


nome feminino

Engenho para divertimento que consiste em duas rodas paralelas muito grandes que, colocadas na vertical, giram à volta do mesmo eixo horizontal e movimentam circularmente bancos ou cabines a elas acoplados.Imagem

vistoPlural: rodas-gigantes.
etimologiaOrigem etimológica:roda + gigante.
iconPlural: rodas-gigantes.

Palavras vizinhas



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual a forma correcta: 1) deve realçar-se que o tema... ou 2) deve-se realçar que o tema...
Para resposta à dúvida colocada, por favor consulte outra dúvida respondida sobre o mesmo assunto em posição dos clíticos em locuções verbais. Nos exemplos referidos, o verbo dever forma com o verbo realçar uma locução verbal e tem um comportamento que se aproxima do de um verbo auxiliar. Por este motivo, o clítico se poderá ser colocado depois do verbo principal (ex.: deve realçar-se), do qual depende semanticamente, ou a seguir ao verbo auxiliar (ex.: deve-se realçar). É de realçar que a posição mais consensual (e aconselhada por vários gramáticos) é a primeira, isto é, depois do verbo principal.



Os nomes próprios têm plural: ex. A Maria, as Marias?
Os nomes próprios de pessoa, ou antropónimos, também podem ser flexionados no plural, designando várias pessoas com o mesmo prenome (No ginásio há duas Marias e quatro Antónios) ou aspectos diferentes de uma mesma pessoa/personalidade (Não sei qual dos Joões prefiro: o João aventureiro que começou a empresa do zero, e que vestia calças de ganga, ou o João empresário de sucesso, que só veste roupa de marca).
Os nomes próprios usados como sobrenome podem igualmente ser flexionados no plural. Neste caso, convergem duas práticas: a mais antiga, atestada no romance Os Maias de Eça de Queirós, pluraliza artigo e nome próprio (A casa dos Silvas foi vendida) e a mais actual pluraliza apenas o artigo (Convidei os Silva para jantar).