Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pró-memória

pró-memóriapró-memória | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pró·-me·mó·ri·a pró·-me·mó·ri·a


(pró- + memória)
nome masculino

Resumo ou conjunto de notas usado como auxílio da memória para determinado assunto ou em determinada circunstância. = AUXILIAR DE MEMÓRIA

Plural: pró-memórias.Plural: pró-memórias.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pró-memória" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

responsável pelo Cemei, Profa. Marta Rubia expressou gratidão pelo momento. “Nós estamos muito felizes pela implantação do nosso tão aguardado Centro, é um momento histórico, a comunidade aguardava ansiosa, é a realização de um sonho algo que vai ficar na nossa memória pra sempre tanto das famílias, dos

Em www.blogdocolares.com

Hoje comemora-se aquele 25 de Abril de 1974, o dia em que a utopia fez acreditar que era possível um país novo . Como diz a professora doutora Raquel Varela, em Memória e História da Revolução, e passo a citar: «Revo luções não são golpes de Estado nem conspirações, que são dirigidas por partidos

Em CP - Cromos de Portugal

ver os conteúdos multimédia favoritos sempre que quiser. Dispõe de uma memória interna de 16 GB, a qual pode aumentar com um cartão micro SD e inclui o sistema Android 11 Go Edition. O design colorido em tons azul-turquesa com um duplo acabamento texturizado completa-se com a sua capa flexível que o

Em www.appsdoandroid.com

coisas novas pode ajudar a manter o cérebro saudável e jovem. Por isso, e aproveitando o Dia Mundial do Livro, que se comemora a 23 de abril próximo, a SPC deixa as duas sugestões: o SPC DICKENS LIGHT PRO e SPC DICKENS LIGHT 2 , para manter a sua leitura em dia e o seu cérebro também. A leitura pode

Em www.appsdoandroid.com

da Figueira aconteceram muitos nos últimos 12 anos. Entre eles, o mais presente na memória das pessoas, foi o ocorrido no dia 6 do mês de Outubro de 2015. A Figueira da Foz ficou de luto. Ao final desse dia negro para a nossa comunidade piscatória, o arrastão Olívia Ribau afundou-se à entrada da

Em Outra Margem
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


A utilização de aspas dentro de aspas é correta, como quando, por exemplo, se realça uma palavra dentro de uma citação, ou se cita algo dentro de outra citação? Exemplo: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei" (palavras realçadas). Um deles está bem perto, que é o do art. 42, § 1.º" (fim de citação). Outras dúvidas relacionadas: O que fazer quando a palavra realçada for a última da citação, fazendo com que as aspas de uma e outra coincidam? Utilizam-se uma ou duas aspas no final da frase? Exemplo: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei". ou "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei"". As aspas vêm antes ou depois do ponto final numa citação? Exemplo: "Eu adoro chocolate". ou "Eu adoro chocolate."
Nos exemplos citados, as aspas estão a ser usadas para identificar uma citação e para destacar uma parte do texto. Estes são dois usos possíveis para as aspas, mas o seu emprego simultâneo pode gerar confusão no leitor, que poderá considerar que se trata de uma citação dentro de uma citação. Por este motivo, para tornar mais claro um destaque dentro de uma citação, será aconselhável recorrer a outra maneira de dar destaque gráfico, como o itálico (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei"), o sublinhado (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei"), o negro (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei") ou a combinação de dois ou mais destes destaques gráficos (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei").

Não é, no entanto, incorrecta a utilização de aspas dentro de aspas, devendo haver o cuidado de fechar cada um dos conjuntos de aspas, mesmo que isso origine sinais repetidos (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei""); nestes casos, poderá optar pelo uso de aspas diferentes (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos «casos expressos em lei»").





O grau superlativo absoluto sintético de sábio é sapientíssimo? É que também existe o adjectivo sapiente, daí a minha dúvida...
O adjectivo sapientíssimo é superlativo absoluto sintético irregular de sábio e superlativo absoluto regular de sapiente. Este fenómeno acontece também noutros casos, como por exemplo em amaríssimo, superlativo de amargo e de amaro; beneficentíssimo, superlativo de benéfico e de beneficente; credibilíssimo, superlativo de crível e de credível; grandiloquentíssimo, superlativo de grandíloquo e de grandiloquente; magnificentíssimo, superlativo de magnífico e de magnificente; malevolentíssimo, superlativo de malévolo e de malevolente ou meritíssimo, superlativo de merecedor e de meritório.
pub

Palavra do dia

reu·chli·ni·a·no reu·chli·ni·a·no


([Johannes] Reuchlin, antropónimo + -iano)
adjectivo
adjetivo

[Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Relativo à pronúncia do grego clássico que segue a do grego moderno, defendida por Johann Reuchlin (1455-1522), humanista e filólogo alemão.ERASMIANO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pr%C3%B3-mem%C3%B3ria [consultado em 30-06-2022]