Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pocket

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição.
pacote (norma brasileira)
picotê (norma brasileira)
pochete (norma brasileira)
pôster (norma brasileira)

Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.
pub

Dúvidas linguísticas


Por gentileza, qual o antônimo de cordial?
De acordo com o Dicionário Houaiss de Sinónimos e Antónimos, os antónimos do adjectivo cordial podem ser frio, indiferente, seco (ex.: teve uma atitude cordialteve uma atitude indiferente); desrespeitoso (ex.: as relações entre eles são cordiaisas relações entre eles são desrespeitosas); antipático, descortês, deseducado e grosseiro (ex.: os empregados daquela loja são cordiaisos empregados daquela loja são antipáticos). Os antónimos de cordial não se esgotam nesta lista, mas são estes os mais comuns para os diferentes sentidos deste adjectivo.



A expressão "até ao arrebatamento" está correta?
Antes de mais, convém clarificar, ainda que resumidamente, o uso de até.

Como preposição, a palavra até é usada para indicar um limite temporal (ex.: Eu vou embora, até amanhã; Esperem pela resposta até meados de Janeiro; Dormi até tu chegares), um limite espacial (ex.: Viajou de comboio até Paris) ou um limite quantitativo (ex.: O desconto é válido em todos os enlatados até 800 g).

Segundo a Nova Gramática do Português Contemporâneo de Celso Cunha e Lindley Cintra (14.ª ed., Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1998, p. 561), em Portugal usa-se geralmente a preposição até acompanhada da contracção da preposição a com o artigo definido o/a(s) (ex: Fui até ao parque; Fomos até à igreja) enquanto no Brasil se usa maioritariamente a preposição até sem a contracção (ex.: Fui até o parque; Fomos até a igreja). Em termos de correcção, como refere o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (edição brasileira da Editora Objetiva, 2001; edição portuguesa do Círculo de Leitores, 2002), é indiferente no Brasil associar a preposição até a outra preposição ou não. Por outras palavras, é tão correcto escrever fomos até à igreja como fomos até a igreja, sendo a última a forma mais usual no Brasil.

Como advérbio, a palavra até é usada para indicar inclusão ou ênfase, sendo sinónima de inclusivamente, também ou mesmo (ex.: Todos ajudaram na arrumação da cozinha, até o avô; O empresário fez várias alterações e admite até a contratação de mais funcionários). Dependendo da regência do verbo em causa, o advérbio até pode surgir associado a uma contracção (ex.: Eles foram a todo o lado: à Europa, à Ásia, até à Austrália!).

Considerando os usos acima descritos, a expressão até ao arrebatamento está correcta, tanto em Portugal como no Brasil, se a palavra até for usada como preposição (ex.: Foi uma festa intensa até ao arrebatamento final). Se, no entanto, a palavra até for usada como advérbio, a expressão até ao arrebatamento está incorrecta, como indica o asterisco (ex.: *Todas as emoções foram banidas, até ao arrebatamento religioso).

Palavra do dia

pa·ra·de·ar pa·ra·de·ar


(parada + -ear)
verbo transitivo

1. Dispor em parada.

verbo intransitivo

2. [Brasil: Rio Grande do Sul]   [Brasil: Rio Grande do Sul]  Alardear valentias falsas ou exageradas; mostrar-se fanfarrão ou presunçoso. = FANFARREAR, FANFARRONAR, POMADEAR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pocket [consultado em 26-11-2022]