Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pico-

pico-pico- | pref.
picopico | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pico- pico-


(italiano piccolo, pequeno)
prefixo

Prefixo do Sistema Internacional que, colocado diante de uma unidade, a multiplica por 10-12 (símbolo: p) (ex.: picograma).



pi·co pi·co


(derivação regressiva de picar)
nome masculino

1. Cume agudo de monte.

2. Monte alto terminado em pico.

3. Ponta aguçada. = BICO

4. Espinho, acúleo.

5. Instrumento de picar pedra. = PICÃO

6. Sabor acídulo.

7. Pique.

8. Graça, chiste.

9. Antigo peso da China.

10. [Informal]   [Informal]  Cada uma das bolhas das bebidas com gás. (Mais usado no plural.)

11. Sinal gráfico, geralmente semelhante à letra V, que indica que algo foi feito ou verificado. = VISTO

12. [Brasil]   [Brasil]  Agitação, tumulto.

13. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Dose que é injectada.

14. [Portugal, Informal, Depreciativo]   [Portugal, Informal, Depreciativo]  Homem homossexual. = PICOLHO


e pico
[Informal]   [Informal]  O mesmo que e picos.

e picos
[Informal]   [Informal]  Usa-se para indicar um pouco mais do que determinado valor ou quantidade (ex.: vou almoçar à uma hora e picos; não sei a idade dele, mas deve ter vinte e picos). = E POUCOS

Confrontar: piço, piso.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "pico-" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

dos ilhéus, o filme navega a bordo dos iates do Pico , como o Santo Amaro, o Espírito Santo e o Terra Alta, e dos barcos da Empresa Insulana de Navegação - O CARVALHO ARAÚJO, o LIMA, o ARNEL ou o PONTA DELGADA - à procura da memória colectiva de comandantes e despenseiros, enjoos e namoros, tempestades

Em BLOGUE dos NAVIOS e do MAR - SHIPS & THE SEA

adubos, contra 4.192.659 toneladas no mesmo período de 2021. O ritmo desse crescimento, entretanto, não foi uniforme. Em 2022, o pico das importações aconteceu em fevereiro. Com o início do conflito, os portos paranaenses receberam 1.338.633 toneladas de fertilizantes. Quase 48% mais do desembarcado em

Em Caderno B

astrofísico Leonardo Almeida, coautor do estudo. "Eu lembro bem dessa microlente. Ela ficou tão brilhante que era possível observá-la usando os telescópios menores do Observatório Pico dos Dias, localizado em Brazópolis, em Minas Gerais. No mesmo ano, já suspeitávamos que a curva daquela microlente poderia

Em Caderno B

greve adiada Amnistia acusa Rússia de crimes de guerra em Karkiv Greve na Docapesca com 80% de adesão. Só 3 lotas leiloaram Wall Street negoceia em baixa no início da sessão Portugal é o segundo maior exportador de carne de tubarão Demora no aeroporto de Lisboa deveu-se a pico de passageiros JE Podcast

Em A RODA

bancos e grandes superfícies) e onde existem um laboratório para análise de contrafações e um departamento de escolha e destruição de notas, há também um pequeno departamento que tem duas funcionárias (que podem ser mais em períodos de pico de trabalho) cujo trabalho é tentar ‘recuperar’ notas estragadas

Em HELDER BARROS
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas

O documento solicitado não foi encontrado.




Gostaria de saber se em palavras nas quais o prefixo termina com a mesma vogal que inicia a outra palavra (como anti+inflamatório; poli+insaturado, etc...) há necessidade de se usar hífen ou se é possível fusionar as duas vogais (e.g., antiinflamatório; poliinsaturado).
Esta questão tem uma resposta diferente se pretender a ortografia antes ou depois do Acordo Ortográfico de 1990 (AO de 1990).

Segundo o Acordo Ortográfico de 1945 (válido para a norma portuguesa antes do AO de 1990) e também segundo o Formulário Ortográfico de 1943 (válido para a norma brasileira antes do AO de 1990), o elemento de formação anti- apenas deve ser ligado por hífen a palavras que comecem por h (ex.: anti-higiénico), i (ex.: anti-ibérico), r (ex.: anti-rugas) ou s (ex.: anti-semita).

Relativamente ao emprego do prefixo poli-, não é tão fácil chegar a uma resposta conclusiva e peremptória para a ortografia antes da aplicação do AO de 1990. Este prefixo não é expressamente referido no Acordo Ortográfico de 1945 (vd. bases XXVIII a XXXII, sobre o uso do hífen), nem no Formulário Ortográfico de 1943, pelo que só se pode inferir o comportamento de poli- a partir do registo lexicográfico de outras palavras com o mesmo prefixo. Assim sendo, a consulta de obras de referência revela um comportamento análogo ao de outros prefixos que nunca são seguidos de hífen, como mono- ou bi- (ex: monoinsaturado, biebdomadário, poliarticular, polirrítmico, polissacarídeo, poliúria), o que valida a forma poliinsaturado, que é, aliás, a forma registada pelo Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa.
Outra opção tomam o Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora, e o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências, que registam a forma polinsaturado, com a elisão da vogal (i oral) em que termina o prefixo. A este respeito, Rebelo Gonçalves, no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa (Coimbra: Atlântida, 1947, pp. 252-253), refere que se deve prever também esta opção com estes prefixos que nunca são seguidos de hífen, isto é, "o caso de um prefixo não aparecer em forma plena, por terminar em vogal e esta se elidir ante uma vogal do elemento imediato: endartrite, etc".

Nas obras consultadas, é de referir que não há registo de nenhuma outra forma com o mesmo contexto de poli-+insaturado (poli- seguido de i nasal), mas apenas com um contexto de poli- seguido de i oral: formas como poliide (género de algas) ou poliidrite (mineral) surgem averbadas no Grande Dicionário da Língua Portuguesa (12 vol., Porto, Amigos do Livro Editores, 1981), de José Pedro Machado. Pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet revelam uma maior ocorrência de poliinsaturado (e suas flexões) no português do Brasil e de polinsaturado (e suas flexões) no português europeu, provável reflexo do diferente registo lexicográfico nas duas normas do português, não podendo, no entanto, nenhuma destas duas formas ser considerada incorrecta.

Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, estes dois prefixos terão tratamento idêntico, uma vez que passa a haver regras mais gerais e contextuais do que nos textos legais anteriores. Assim, segundo a Base XVI, 1º, alínea b), quando um prefixo ou pseudoprefixo termina na mesma vogal com que se inicia o segundo elemento deverá usar-se hífen, pelo que deverá escrever-se anti-inflamatório e poli-insaturado (a par de polinsaturado).

pub

Palavra do dia

en·xó en·xó


(latim asciola, -ae, diminutivo de ascia, -ae, enxada)
nome feminino no português de Portugal / nome masculino no português do Brasil

[Carpintaria]   [Carpintaria]  Instrumento para desbastar tábuas ou pequenas peças de madeira.

Confrontar: enchó.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pico- [consultado em 05-07-2022]